Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta, 20 de maio de 2022.
(Próxima edição: terça dia 24 de maio.)
https://www.espacovital.com.br/images/201811081626490.jpg

A Jus esverdeada



Foto: Pedro H. Tesch/AGIF

Imagem da Matéria

Aqui a cor é vermelha e não estou indicando mais uma possibilidade no modismo que tomou conta do marketing do Internacional, ou seja, de que a próxima camiseta colorada - a caça níquel - será verde.

Recentemente eu estava em um restaurante e um jovem ostentava uma camisa que parecia ser a do Flamengo. Mais atento percebi o distintivo estampado, o símbolo do Internacional. Só para lembrar as normas internas do nosso clube definem com todas as letras os nossos símbolos e as nossas cores.

Bem, mas por que esverdear na coluna?

Simples, muitos não têm ideia do que é fazer futebol no interior, mesmo em uma cidade pujante como Caxias do Sul.

O coirmão caiu – crônica de uma morte anunciada – pois fincou pé na parte inferior da tabela e parece ter gostado. Como se diz: é hora de lamber as feridas e tentar dar a volta.

Já o Internacional protagonizou um fiasco, deixando de figurar inclusive entre os que disputarão a Libertadores ou a pré. A sua pontuação o afastou por um detalhe da zona de rebaixamento.

Uma diretoria errática, dirigentes falastrões e uma sucessão de farolices. Tentam explicar, mas tudo não passa de paroles, paroles, paroles...

A torcida sabe quando a coisa anda mal ao perceber que alguns dirigentes simplesmente desapareceram. Com certeza não querem colar as imagens pessoais ao planejamento pífio e as mentiras da campanha eleitoral.

O Juventude fez o seu papel, manteve-se na Série A, vencendo a partida que tinha que vencer. Não desapontou pois os seus dirigentes não prometeram um passo maior do que as suas pernas.

Parabéns à torcida do Juventude, o meu reconhecimento aos seus dirigentes e saudação aos atletas que, ao contrário de muitos da dupla que percebem salários milionários, honraram seus contratos e aqueles que os aplaudem.

SALUTE PAPADA!


Mais artigos do autor

Foto de Ricardo Duarte – S.C. Internacional

As donas da bola

 

As donas da bola

“O Inter dedica-se ao futebol feminino. O time sub-17 feminino sagrou-se campeão brasileiro no último domingo. Parabéns às atletas e o reconhecimento pelo esforço na luta pela afirmação da categoria. Futebol é alegria e como tal não tem gênero”.

Reprodução www.lance.com.br

Saiam do Internacional!

 

Saiam do Internacional!

“O repugnante método da política sendo empregado em todas as áreas do clube, sem qualquer limite e pejo. Mentiram na campanha, promoveram notícias falsas, arregimentaram vassalos na área do marketing digital, instrumentalizaram as instâncias, forjaram e fraudaram”. (Acima o 2º gol do fracasso dominical: Atlético-MG 2 x Inter 0).