Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta, 20 de maio de 2022.
(Próxima edição: terça dia 24 de maio.)

Golpes via WhatsApp envolvendo cobrança de valores por meio de guias judiciais falsas



Camera Press

Imagem da Matéria

O TRT da 4ª Região (RS) recebeu denúncias sobre novo golpe realizado por meio de WhatsApp para credores de ações em andamento na Justiça do Trabalho gaúcha. O golpista – falsamente em nome do escritório de advocacia que o representa, mas utilizando nomes verdadeiros – entra em contato com o credor.  Em seguida, envia um documento no formato de guia judicial, contendo o logotipo da Justiça do Trabalho e dados do processo, como nomes das partes, dos advogados e valores a receber.

O golpista então informa ao credor que é “necessário o depósito de uma quantia” por meio da guia, para quitar custas pendentes.

Em publicação feita em seu portal na última sexta-feira (8) o TRT-RS alertou que “não existe cobrança prévia de qualquer valor pela Justiça do Trabalho para a liberação de quantias depositadas no processo”. A mesma publicação sugere que “os advogados alertem seus clientes sobre a ocorrência desse novo golpe, prestando-lhes a devida orientação”.

A Instituição também sugere que o reclamante que eventualmente receber mensagem semelhante, “em caso de dúvidas, entre em contato com o seu advogado ou com a unidade judiciária em que o processo tramita e solicite orientações”.


Notícias Relacionadas