Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 17).
https://www.espacovital.com.br/images/jus_azul_especial_cigarra_2.jpg

Bomba: jogadores do Grêmio propõem auto-gestão da equipe!



Montagem EV sobre foto de Marcelo Donadussi

Imagem da Matéria

Depois de medirem sua força com o novo coach Tiago Nunes, enterrando o time até a lanterna do Brasileirão, um grupo de jogadores liderados por Matheuzinho e Maicon propôs à direção  a democracia total, uma espécie de Comuna de Paris. (Esta, eclodida em 1871, foi uma das mais importantes insurreições populares do século 19, quando a capital francesa foi evacuada logo que as massas populares a tomaram).

Todo poder emana dos jogadores! Já vejo as barricadas na Arena. Nada mais de técnico, regras, treinos. Tudo será produto de diálogo interno, a pura auto-gestão. Isto economizará o salário do técnico e de seus auxiliares. A única dúvida é: haverá preparador físico?

A proposta está na mesa da direção. De todo modo, se não for aprovada, os atletas continuarão com o atual arrasta-arrasta, toque-toque, até que a direção venha pedir água aos jogadores.

A capitulação final do novo treinador se deu quando ressuscitou Paulo Miranda. Quando Kannemann foi expulso, Tiago aproveitou para ficar bem com os bruxos e concedeu mais uma vez. O caso Matheuzinho foi o Rubicão. Os jogadores atravessaram o rio. Agora resta esperar quem será o próximo.

De todo modo, como noticiei acima com exclusividade, o clube não mais corre esse risco, uma vez que a auto-gestão resolverá tudo isso. Fora coach! Todo poder ao povo. Quer dizer, “todo o poder aos jogadores”. Como se estivéssemos em 1871, em Paris.

Este Jus Azul foi escrito de forma revolucionária.  É proibido proibir. Inauguro, aqui, a Crítica da Razão Ludopédica, um neokantismo do futebol!


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor