Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de julho de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 3).
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Empate técnico na pesquisa sobre o novo visual de William Bonner...



Imagem: Reprodução/Twitter

Imagem da Matéria

  • Empate técnico...

Começando com descontração...

As redes sociais festejaram, nesta semana: “Enfim uma notícia nova e surpreendente no Jornal Nacional. É que William Bonner voltou de férias com uma barba rala”.

Logo surgiu, na “rádio-corredor” da OAB-RJ  uma repetida gozação: “Segundo o Datafolha, 52% dos brasileiros aprovam e 48% desaprovam o novo visual do âncora. Os dois pontos para mais ou para menos configuram um empate técnico dentro da margem de erro da pesquisa”.

  • Risco supermercadista

Esta é séria e a decisão judicial puniu uma burla.

O TRT-RS condenou a empresa Neves, Oliveira & Souza Zeladoria Ltda. e a rede de supermercados O Dia (P&B Supermercado Ltda.), ambas de Canoas, a indenizarem a família de um porteiro (Diego Ridan Camargo da Silva) que morreu ao reagir a um assalto no local de trabalho.

A reparação moral de R$ 200 mil será dividida entre os filhos do trabalhador, autores da ação. Eles também serão indenizados por danos materiais (2/3 da remuneração do pai, até completarem 25 de idade). O valor será pago em parcela única, com redutor de 20%.

A sentença proferida na 2ª Vara do Trabalho de Canoas entendera ”não caber a responsabilização da empregadora, nem da rede supermercadista, porque o assalto configura ato de terceiro”.

A decisão da 6ª Turma que acolheu o recurso ordinário dos filhos inova a jurisprudência, ao concluir que “o serviço prestado pelo porteiro na segurança do supermercado é considerado de risco, pois a atividade comercial está sujeita a frequentes ataques criminosos, sendo devida, portanto, a indenização”. (Proc. nº 0021191-85.2016.5.04.0202).

  • Renúncia de valores

É importante saber.

A 1ª Seção do STJ decidiu ajustar a tese fixada no julgamento do Tema nº 1.030 dos recursos repetitivos. A complementação da tese  deixou claro que as parcelas vincendas que podem ser objeto de renúncia são apenas as compreendidas em uma anuidade, e não a totalidade do montante a vencer.

A nova redação é a seguinte: "Ao autor que deseje litigar no âmbito de juizado especial federal cível, é lícito renunciar, de modo expresso e para fins de atribuição de valor à causa, ao montante que exceda os 60 salários mínimos previstos no  artigo 3º, caput, da Lei nº 10.259/2001, aí incluídas, sendo o caso, até 12 prestações vincendas, nos termos do artigo 3º, parágrafo 2º, da referida lei, combinado com o artigo 292, parágrafos 1º e 2º, do PC de 2015". (REsp nº 1807665).

  • Questão importante adiada

Esta é de demora injustificável.

Um pedido de vista do ministro Dias Toffoli suspendeu ontem (20) o julgamento em que o STF vai decidir sobre a possibilidade de as empresas dispensarem trabalhadores em massa sem negociação coletiva. Nesta quinta, o ministro Luís Roberto Barroso havia votado contra o acolhimento do recurso extraordinário, o que desobrigaria o empregador de acordar a dispensa com o sindicato laboral.

Com isso, o resultado provisório está em três votos a dois em favor da tese formulada pelo relator, ministro Marco Aurélio. Segundo ele, “a dispensa em massa de trabalhadores prescinde de negociação coletiva”. Acompanham o relator os ministros Alexandre de Moraes e Nunes Marques. Além de Barroso, o ministro Edson Fachin também abriu divergência. (RE nº 999.435)


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem: iStock/Getty Images

 A boa-fé, às vésperas da morte

 

A boa-fé, às vésperas da morte

  • Interessante decisão do STJ sobre tutela antecipada a uma idosa acometida de mal de Alzheimer.
  • Decisão do TRT/RS: babá sem vínculo empregatício.
  • Quer vender seu precatório? Fique de olho...
  • Sua Excelência versus Sua Excelência.
  • Três momentos importantes para a Bic de Jair Bolsonaro.
  • A pobreza menstrual no Brasil.
  • Uniformização para aposentadoria.

Edição EV sobre foto Visual Hunt

OAB/RS atualiza a relação de advogados excluídos

 

OAB/RS atualiza a relação de advogados excluídos

  • Com a inclusão de cinco novos nomes, o rol completo já chega a 63 bacharéis que estão proibidos de advogar.
  • Nova Lei Federal nº 14.164 inclui conteúdo sobre a prevenção da violência contra a mulher nos currículos da educação básica.
  • Juiz faz papel de babá, durante júri popular: cuidados especiais com a neta de uma testemunha importante.
  • STF nega ação direta de inconstitucionalidade contra dispositivos que impedem membros do Judiciário e do Ministério Público de também serem advogados.
  • O maior número de divórcios no Brasil, em todos os tempos.
  • Nova lei federal (nº 14.164/2021) inclui conteúdo sobre a prevenção da violência contra a mulher nos currículos da educação básica.

Imagens: AG News/ Hypeness

Datena indenizará Xuxa por ofensas em rede social

 

Datena indenizará Xuxa por ofensas em rede social

  • Segundo o acórdão do TJ-SP, o apresentador “tem pleno domínio do vernáculo e da linguagem popular, conhecendo muito bem o potencial ofensivo da expressão”.
  • Anvisa analisa dois pedidos de cartões “anti-Covid”.
  • Leiloada por R$ 118,8 milhões a sede histórica da Editora Abril, em São Paulo.
  • XP será a patrocinadora milionária do Comitê Olímpico Brasileiro.