Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de julho de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 3).

Desembargador Francisco Moesch comandará as eleições de 2022 no RS



Reprodução do YouTube

Imagem da Matéria

O desembargador Francisco José Moesch será o novo corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS). Concorrendo com outros quatro magistrados, Moesch foi eleito na sexta-feira (16) com 80% da votação; teve 20 dos 25 votos dos desembargadores que integram o órgão Especial do TJRS.

Também concorreram os desembargadores Glenio Heckmann, Jorge Luís Lopes do Canto, Rosaura Marques Borba e Honório Gonçalves da Silva Neto.

Pela tradição, o corregedor assume a presidência do TRE-RS no ano seguinte. Com isso, Moesch comandará a Justiça Eleitoral do RS a partir da última semana de maio de 2022.

O próximo presidente (2021) do tribunal eleitoral, a ser empossado em maio, é o atual corregedor, desembargador Armínio José Abreu Lima da Rosa, que já presidiu o TJRS. Armínio substituirá o atual presidente, André Villarinho.

Com 25 anos de magistratura (completa 26 no dia 26 de junho), Moesch ingressou na magistratura em 1995, ocupando vaga destinada ao quinto constitucional pela advocacia. Pela capacidade de diálogo é reconhecido pela advocacia, e pelos colegas da magistratura, por seu agir diplomático; atualmente preside o Conselho de Relações Institucionais do TJ.

Desde 1988 nenhum representante da advocacia ocupava cargo de mando no corte eleitoral gaúcha.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Imagem: ACS – TRF-4 (Divulgação)

Posse dos novos dirigentes do TRF da 4ª Região

 

Posse dos novos dirigentes do TRF da 4ª Região

“É importante que continuemos a manter a necessária interlocução com a sociedade e com os jurisdicionados, e bem assim com todos os que integram ou se relacionam com o sistema de Justiça” - disse o novo-presidente, Ricardo Teixeira do Valle Pereira (C). Ele aparece ladeado pelo novo corregedor Cândido Alfredo Silva Leal Júnior (E) e pelo vice-presidente Fernando Quadros da Silva (D).

A crise cibernética e a paralisação da Corte Estadual Gaúcha

O que o Espaço Vital perguntou e o que o TJRS respondeu. A) A Corte está vigilante diante de novas ameaças cibernéticas – que são constantes; B) A empresa MXA Solutions, que fazia a digitalização, teve seu contrato rescindido; C) Ampliação das medidas de segurança, com o uso de novos sistemas, procedimentos e ferramentas.