Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de junho de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 22).
https://www.espacovital.com.br/images/metaforense_5.jpg

A nostalgia de autos físicos



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Na mesma casa, viviam pai e filho, ambos advogados. O primeiro, com muitos anos de experiência; o neófito, por sua vez, dava os primeiros passos na carreira.

Certa noite, em meio à pandemia do coronavírus, o jovem encontra seu pai na cozinha, segurando uma taça de vinho em uma das mãos. O idoso, profundamente contemplativo, percebe a presença do garoto e faz incisiva afirmação:

- Filho, lamento que você não conhecerá minha profissão.

- Mas, pai, sou advogado, o senhor não lembra? Será que o senhor está tendo um derrame? Devo chamar o SAMU?

- Claro que não, garoto! Quis dizer que você não experimentará a advocacia como eu a vivenciei. Os autos eletrônicos subtraíram todo o romantismo da profissão. Sentirei muita falta dos autos em papel.

- Xi... pirou de vez! - insinua o jovem.

- Não se trata do papel em si, mas do encadeamento de relações intersubjetivas que ele representa. No fórum, interagíamos com servidores e colegas com quem trocávamos informações de maneira espontânea e sincera. Não eram essas tais de lives a que você assiste e cujo único propósito é o de promover o palestrante.

- Mas, os autos eletrônicos são muito mais fáceis de manusear! – o filho responde.

- Não para mim! Quero poder marcar páginas com uma mão e folhear com a outra. Quero rabiscar, sublinhar trechos da sentença, colocar tiras de papel e postites para chamar a atenção do juiz. Quero poder ler o processo em minha poltrona, sem me importar com o carregador de bateria – rebate o pai, emocionado.

O experiente advogado reconhece, então, que os tempos de pandemia reclamam essa modalidade processual asséptica, insípida e artificial.

- Em contrapartida - prossegue ele – os autos físicos me remetem para os felizes tempos pré-pandêmicos, quando a experiência processual transcendia a dialética jurídica e podia ser desfrutada pelos cinco sentidos... como esta taça de vinho.

O idoso, de imediato, esboça um sorriso, como se algo despertasse suas lembranças.

- Às vezes, páginas dos autos vinham literalmente respingadas de vinho, café, ou o que quer que o operador consumisse, ao examiná-los. Isso quando não se derramava o nosso próprio sangue, quando nos cortávamos em suas páginas. Ou nosso suor quando os carregávamos pelos corredores do fórum, em uma tarde de verão. E lágrimas de alegria ou de tristeza quando recebíamos o veredito.

- Pai, queria poder conversar mais, mas marquei um encontro com uma super gata...

- Que bom, meu filho. Pega o meu carro, para curtires com ela.

- Não, pai! Marquei um encontro virtual. Hoje em dia, com os aplicativos, nem é preciso se encontrar pessoalmente para namorar.

- Pois insisto: pega o meu carro e vai agora mesmo encontrar essa gata! Antes que isso também seja completamente substituído pela modalidade eletrônica...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem Visualhunt – Edição: EV

 O advogado haole e o juiz local do pico...

 

O advogado haole e o juiz local do pico...

Em meio à pandemia, tem início mais uma audiência tele presencial. A solenidade é presidida por um magistrado da capital, radicado no litoral desde o início do surto de coronavírus. Em alguns momentos, a liturgia forense fica de lado, para ser substituída por expressões de gíria. O juiz seria um “pro”, ou um “prego”? 

Visual Hunt

O advogado influenciador

 

O advogado influenciador

O sóbrio e sênior advogado tradicional passa a usar um look modernoso e colorido. Investe em bronzeamento facial e clareamento dentário. E se transforma em youtuber. Mas a OAB abre um processo disciplinar contra ele...sob o argumento de que “o profissional deve manter comportamento compatível com a dignidade da profissão”...

Imagem Shutterstock

Hackeando a justiça

 

Hackeando a justiça

Em meio ao grave ataque que derrubou os sistemas do TJRS, o presidente da corte recebe a ligação do invasor: “Oi, eu sou o hacker russo que acabou de invadir aí, criptografando milhares de documentos. Tudo bem com o senhor?”...