Ir para o conteúdo principal

Edição de terça, 9 de agosto de 2022.
(Próxima edição: sexta dia 12.)
https://www.espacovital.com.br/images/metaforense_4.jpg

O advogado que virou juiz. E o juiz que virou advogado



Imagem da Matéria

Montagem EV sobre foto Thinkstock

A advocacia fica perplexa com o pleito dos magistrados de incorporar o “auxílio-creche” à sua já extensa e polpuda lista de penduricalhos. Tudo isso, enquanto o “resto” da população sofre com a pandemia e a crise sem precedentes.

A intensidade das reações faz o assunto chegar ao conhecimento de um importante grupo internacional de gestão de crise. Acostumados a mediar graves conflitos étnicos, religiosos e até entre nações, os profissionais estão certos de que resolverão o que chamam de “simples ruído de comunicação entre as classes da advocacia e da magistratura”.

O grupo, então, seleciona um representante de cada classe para realizar a dinâmica que consiste em um exercício de empatia: advogados e magistrados trocarão de posição por um mês. No final do expediente de segunda a sexta, quatro semanas, cada um terá que descrever um dia normal da sua nova rotina, em forma de diário.

Passado um mês, os profissionais entregam seus diários, com os respectivos preâmbulos:

Advogado que virou juiz por um mês:

“Querido diário, não é fácil ser juiz. Hoje, cheguei cedo no fórum e a pilha de processos estava enorme. Trabalhei o dia inteiro e, à noite, a pilha estava maior ainda. Terei que delegar mais trabalho para os estagiários – isto é irreversível. Em meio a esse mar de processos, os advogados ainda queriam se reunir comigo! Hoje os atendi, mas amanhã não vai mais dar. Seria mais fácil se eles me ajudassem, caprichando nas petições, sendo claros e objetivos. E que estivessem dispostos a ceder e conciliar. Mas eles lutam até o fim, até pelo que sabem não ter direito. Parece-me que os advogados são os culpados pela morosidade na prestação jurisdicional. Vou começar a atribuir honorários em patamares mínimos e valorizar somente aqueles que apresentarem petições diferenciadas.”

Juiz que virou advogado por um mês:

“Querido diário, subestimei a advocacia. Tudo é difícil pra nós! Nunca imaginei que daria tanto trabalho conseguir os documentos para entrar com uma ação. Isso depois de me submeter a trabalhar por honorários contratuais irrisórios, diante da enorme concorrênciaAlém disso, as limitações à publicidade me impedem de ir atrás de clientes e não posso contar com honorários sucumbenciais, quase sempre fixados em valores aviltantes. Hoje, ainda tomei calote de um cliente, depois de o juiz expedir o alvará diretamente para ele, contrariando meu pedido expresso. Aliás, admito ser difícil dimensionar um pedido de danos morais, temendo vencer apenas em parte e ter que pagar sucumbência parcial. Não fosse o amor pelo Direito, talvez não valesse a pena”.

O grupo internacional de gestão de crise fica maravilhado com o resultado do trabalho e o empenho dos representantes. Afinal, compreender as angústias e as inseguranças do outro é essencial para aceitar e respeitar o comportamento alheio.

O representante da magistratura suspira e dirige para o advogado um conformado olhar de aprovação. O advogado retribui o olhar, mas ainda faz um comentário:

- Só não entendi o que isso tem a ver com o auxílio-creche...


Mais artigos do autor

 

Ensaio sob(re) suspeição

Chargista Claudio Aleixo

Ensaio sob(re) suspeição

“Os juízes são excelentes em julgar demandas em que não são pessoalmente envolvidos. Mas a lógica deles fica distorcida quando o assunto envolve seus interesses pessoais. Auxílio-moradia e auxílio-creche, por exemplo”...

 

Lawyer management

Arte EV

Lawyer management

É chegada a hora de o idoso advogado implementar, no escritório, as melhores práticas de gestão empresarial. É contratada a consultoria mais comentada do momento. E então surgem, no diálogo com o jovem consultor, palavras como startar, mindset, backlog, scrum, etc. E tudo acaba num repetido palavrão.

 

Compliance tupiniquim

Imagem: Freepik - Arte EV

Compliance tupiniquim

“Para quem não paga impostos, sempre surge um REFIS. Aqueles que descumprem ordens judiciais, o fazem por saberem que o STJ reduzirá as multas. E quando tudo dá errado, sempre rola uma modulação de efeitos para não prejudicar quem se aventurou demais”.

 

Mentoria de honorários

Imagem: Freepik - Arte EV

Mentoria de honorários

O surgimento de um coach, cuja proposta é inusitada: um método que fará os jovens advogado, ganharem mais do que que o limite máximo estabelecido na lei. Conheça a proposta do estrategista.