Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de abril de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 20).
https://www.espacovital.com.br/images/leitores.jpg

O vírus Immobilis 19/20/21 e um tapa de luvas no TJRS



Arte EV sobre caricatura do blog E VIVA A FAROFA

Imagem da Matéria

Sobre “O super vírus que atacou o Judiciário gaúcho”

 

  • “Um ano antes de falecer (2002) Chico Xavier, que foi um homem chamado amor, deixou-nos uma lição. Ele escreveu que “ficamos todos  muito tristes ao perceber a capacidade que algumas pessoas - alguns magistrados, no caso - têm de ´olhar apenas para o próprio umbigo´. Ao contemplarem somente o próprio corpo, certos seres humanos perdem a capacidade de se doar aos outros, de perceber quem está ao seu redor, e até mesmo de considerar os mais necessitados de atenção e solução jurisdicional”.

     (ass.) Maria Fátima Silva, advogada.

  • “Parabéns à colega Simone Maria Serafini que corretamente expressou sua indignação com a paralisação do trabalho da justiça estadual. E unânime o posicionamento da classe atuante do direito, contrária à suspensão da tramitação dos processos eletrônicos. Queremos e lutamos por justiça e igualdade, mas o que estamos sentindo e vendo é o contrário!

(ass.) Ana Amélia Santos Mioranzas, advogada .

  • “Que tapa de luvas no TJRS! Parabéns à colega Simone Serafini. Excelentes as colocações feitas no pertinente artigo”.

(ass). Renata Borba Tatsch, advogada.

  • “É verdade, prezada colega Simone Serafini. Esse vírus Immobilis 19/20/21 é terrível e causa mortes e destruição. A justiça, que não era exatamente ágil antes, se escondeu tal qual uma tartaruga em razão do vírus. Aliás, quem não precisa trabalhar para ganhar o seu quinhão, via de regra concorda rápido com as paralisações, não é? Aqui no Paraná, onde moro atualmente, houve até majoração dos valores das custas, e... o jurisdicionado que se vire”.

(ass.) José Domingos Moreira Neto, advogado.

  • “O mínimo que nós advogados solicitamos é que o Judiciário atenda as nossas reivindicações de não parar. E, mais uma vez, parabéns ao Dr. Claudio Lamachia, que sempre quando solicitado, dá a sua contribuição. Pandemia e vírus Immobilis 19/20/21 à parte, uma pergunta: antes de março de 2020, qual o motivo para justificar que os processos já não andassem? E um lembrete ao Sr. Presidente do Tribunal: nós não temos salário”.

(ass.) Ivete Dieter, advogada.

  • “Concordo em gênero, número e grau com a colega Simone Serafini. Parabéns pelas colocações e pelo enfrentamento direto. Compartilho de sua posição e também estou esperando respostas por parte de nossa entidade de classe, por meio de seus dirigentes, nossos representantes. O processo não pode parar. Não bastasse toda esta celeuma interminável de empecilhos - alguns lastimáveis e sem aparente justificativa que vem se sucedendo desde 2019 - o número de servidores só tem diminuído...”

(ass.) Cristiane Vasconcelos, advogada.

  • “A OAB deveria brigar mais pela gente, principalmente ante a anuidade absurda que cobra. Eu gostaria também de ser bem pago pra fazer nota de repúdio. Parabéns à Dra. Simone, sempre coerente em seus textos”.

(ass.) Denis Alex de Oliveira, advogado.

  • “Concordo plenamente com a articulista! Não vejo o menor sentido na suspensão dos processos eletrônicos. Vidas dependem de decisões. O Judiciário está equivocado e nos sentimos desamparados, com a inércia da OAB”.

(ass.) Andréa Milani, advogada.

  • “Texto brilhante! Parabéns pelas sábias e verdadeiras colocações”.

(ass.) Ana Lúcia Tricate, advogada.

  • “O vírus Immobilis 19/20/21 é endêmico e atacou aqui no Rio de Janeiro também...”

(ass.) José Alfredo Lion, advogado.

  • “Irretocáveis as palavras da colega Simone”.

(ass.) Vanessa Dal Ponte, advogada.

  • “Não é fácil encontrar motivação e entusiasmo quando os ambientes político, corporativo, econômico e ético parecem estar de ponta-cabeça e nos expulsam da normalidade. Não há outro caminho para nós, advogados:  criar as condições para atuar em uma direção em que o todo (advocacia) seja maior do que o poder concentrado (magistratura). Podemos decidir o tamanho da nossa intervenção, mas não podemos - nem devemos - simplesmente não agir”.

(ass.). José Fernandes, advogado.

 

Leia na base de dados do Espaço Vital:

O super vírus que atacou o Judiciário gaúcho


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem capitalsearch.com.br

Há advogados que estão de joelhos, ante a crise que acomete a classe

 

Há advogados que estão de joelhos, ante a crise que acomete a classe

  • Pedidos em prol da redução do valor das anuidades. E elogios ao desabafo da advogada Simone Serafini.
  • Novas considerações sobre as duas ações trabalhistas contra a ministra Rosa Weber.
  • Participação dos leitores Walter Jobim Neto, Marco Aurélio Bortowski, Juliano Spall Portela, Marinês Fronza Morbini, Marcelo Vilani, Luiz Carlos Bones e Antonio Carlos Kerber Pinho.

Camera Press

  As ações trabalhistas contra a ministra Rosa

 

As ações trabalhistas contra a ministra Rosa

  • Considerando que a magistrada é oriunda da Justiça do Trabalho, deve agora estar sentindo aquilo que afeta os empregadores alvo de reclamatórias absurdas”.
  • Participação dos leitores Lúcia Maia, Gelmir Reche, Carlos Alberto Janotti, Cristiano Nygaard Becker, Eliza Nunes, Alini Noal, Luiz Mário Seganfreddo, Rosa Maria Frapporti, Rejane de Souza, Claudio Pinheiro, Luizinho Miguel Balen e Cristian D´Ávila Assmann.

Montagem EV sobre foto Dreamstime

O que virá depois do "auxílio-saúde"?

 

O que virá depois do "auxílio-saúde"?

  • Breve estaremos pagando à elite do funcionalismo público do RS o "auxílio psiquiatra" para a superação do excesso de trabalho...
  • Vem aí a cura para derrotar o vírus "Immobilis 19/20/21: descoberta a vacina "Vergonha na Cara".
  • Participação dos leitores José Mário De Boni, Flávio Luís Lemos da Silva, Matilde Duarte de Gonçalves, César Augusto Hülsendeger, Rogério Teixeira  Brodbeck, Wolmir Roberto Bee, Simone Serafini, Martaisa Correa da Silva, Dorvalino João Uez e Helenilton Nonato.

nissin.com.br

    Sobre “Uma receita de miojo picante que não comoveu Alexandre de Moraes”, etc.

 

Sobre “Uma receita de miojo picante que não comoveu Alexandre de Moraes”, etc.

  •  Desde quando juízes leem petições?
  • A banalização de posturas injuriosas que afeta a credibilidade da justiça é causada por juízes.
  • A baixa qualidade de
  • Onde está nossa amada, idolatrada e feroz cobradora de anualidades, a OAB?
  • Participação da jornalista Jurema Josefa e dos advogados Juarez Onofre Venning, Eliel Karkles, Simone Maria Serafini, Gustavo Davila, Paulo Ortega, Maurício Antonacci Krieger, Audi Marli Antunes, Alex Jung e Ciro Castilho Machado e do auditor César Augusto Hülsendeger.
  • A juíza do Trabalho que chegou às 11h para a audiência das 9h, na Quarta-Feira de Cinzas.

Imagem: Google - Edição EV

A pomba que “acertou” cabeça e paletó da autoridade...

 

A pomba que “acertou” cabeça e paletó da autoridade...

  • Jornalista Jurema Josefa revela curioso incidente ambiental, quando desembargador foi visitar a Cia. Jornalística Caldas Júnior.
  • Os cuidados com o “home office”.
  • A coragem da advogada Bernadete Kurtz, ao verberar que o TRT-RS está “brincando com a advocacia”.
  • A absurda aposentadoria de R$ 17 mil para um ex-funcionário do CF-OAB.
  • Elogios ao artigo “A incidência da proteção do CDC sobre as seguradoras”.
  • Participação dos leitores César Augusto Hülsendeger, Maria Elisa Dexheimer Pereira da Silva, Karlla Patricia, Silvia Lopes Burmeister, Virginia Barbagli, Caroline Mandracio Pereira e Franklin J. M. Cunha.