Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de abril de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 20).
https://www.espacovital.com.br/images/201811081626490.jpg

É hoje o dia!



Imagem: YouTube

Imagem da Matéria

O Internacional construiu uma estrutura democrática com a efetiva participação dos sócios na escolha dos seus dirigentes. Foi uma conquista da união das oposições e estávamos lá.

O direito ao voto somente tem razão de ser se utilizado de forma consciente e responsável. Serão os sócios que decidirão o futuro do Inter, o que está diretamente ligado com a forma de enfrentar e superar as imensas dificuldades existentes: dentro e fora do campo.

Não há mágica, não há projeto que se sustente sem a qualificação daqueles que o colocarão em prática.

Lembro da eleição do Píffero, quando a torcida celebrava a sua vitória ao lado da Taça de Campeão do Mundo, entoando “o campeão voltou, o campeão voltou”. Não é necessário esmiuçar os fatos, mas deu no que deu.

Na eleição seguinte, quando amargávamos o rebaixamento, o Marcelo Medeiros aplicou uma lavada no adversário. Também não é necessário relembrar a história da atual gestão, pois deu no que deu. Em síntese, derrotas e mais derrotas e nenhum título em dois períodos de gestão.

Há muito o Internacional não consegue sair da crise em que o colocaram e, como tenho dito, mais uma aventura nos levará a uma realidade ainda mais amarga, equiparando-nos com aqueles que patinam em seus próprios problemas.

Pensem, comparem currículos, tanto no Inter como na vida e saibam onde inicia o melhor caminho para o futuro; ele é agora, e o primeiro passo será dado naqueles poucos segundos em que o eleitor escolhe.

Repensem, pesquisem e façam comparações. Indaguem o que cada um fez pelo S. C. Internacional, o seu tempo no clube, as suas participações e responsabilidades. 

Façam isso, mas não esqueçam que para mudar é preciso coragem, honestidade, competência e paixão.

Ao voto, colorados e coloradas.

Eleição pela internet, ingressando no saite do clube para a obtenção da senha, das 10h às 17h.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Arte EV sobre imagem Medium.com

Falta generosidade no Inter

 

Falta generosidade no Inter

Na semana em que veio à tona que o Abel Braga teria chamado, dentro do vestiário, os atuais dirigentes do Internacional de “moleques” e em plena pandemia, o Pernambuco é despedido. Ele tinha uma vida dedicada ao clube, com 50 anos de serviços prestados.

Pedro H. Tesch/AGIF

Porque o Internacional é roubado

 

Porque o Internacional é roubado

É histórica a centralização do futebol no eixo Rio - SP, o que foi agravado pelos interesses do televisionamento que busca a maior audiência. Isso colaborou para que a estrutura diretiva do futebol brasileiro sofra forte influência dos chamados grandes, aqueles que possuem expressiva torcida em todo o país e, assim, milhões de telespectadores”.