Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 11 de maio de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 14).
https://www.espacovital.com.br/images/jus_azul_7.jpg

Zé Carlos sabe tudo de bola; faz tudo com ela...mas não é um bom jogador!



Edição EV sobre charge de Ivan Cabral > http://www.ivancabral.com/

Imagem da Matéria

Eu era promotor de justiça em Itaqui (RS) e ouvi na rádio local um comentário sobre o meio-campista Zé Carlos (acho que esse era o nome), no intervalo do clássico 38, derby entre o E. C. 24 de Maio e 14 de Julho F.C.

Disse o comentarista, que bem poderia ser scholar nos esportes de grande jornal da Capital:  Zé Carlos sabe tudo de bola, chuta bem, lança, sabe se colocar, mas não é um bom jogador.

Bingo. Assim leio as notas atribuídas por Zero Hora aos jogadores do Grêmio (os do Inter eu não olho). Lembro que, quando Grohe fez aquela defesa contra o Barcelona de Guayaquil, sua nota foi menos de 9. Escrevi, à época: o que mais Grohe devia ter feito?

No domingo o Grêmio bateu o Vasco. No ClicRBS a nota do Grêmio ficou na média em 6,999 (na ZH escrita, parece que alteraram), ou seja, o Grêmio fez tudo, chutou, lançou, mas... não jogou bem.

E eu, então, vou estocar comida. Assim é dureza. Umas aulas de filosofia para essa gente. Vamos tratar de conceitos como racionalidade, razoabilidade, coerência, tudo para que parte da imprensa não seja solipsista (viciada em si mesmo – em alemão se diz Selbstsüchtiger).

E assim a nave vai. Pedro Ernesto disse que o Vasco é uma naba e o Inter agora vai, graças à nova escalação. Em suma: o empate do Inter foi comemorado; a vitória do Grêmio, meio-que-lamentada.  Claro: isso de IVI não existe. É apenas algo, como aspas, que se põe na cabeça das pessoas.

A chegada do Grêmio ao G-4 deu nada. Fosse o Inter e a manchete seria: Inter chega ao topo. Inter na elite. Mas, como diz aquele jornalista ex-IVI-Ipiranga, isso faz parte do “Sistema Azul”. Pois é. Imagina se o Sistema fosse Vermelho...

Quanto ao Grêmio, jogou com o Vasco com o olho nas outras competições. De todo modo: Renato se dobrou aos bons conselhos de gente próxima. A inclusão de Jean Pierre deu confiança ao atleta que, hoje, é o melhor jogador do Brasil em atividade. Espero que Renato continue com esse nível de racionalidade.

Vem aí pedreiras. E vamos em frente. Porque, se depender da IVI, não devemos esperar muito entusiasmo. Se vencermos, será apesar da IVI. Não esqueçamos o que parte da IVI disse sobre o nosso Tricampeonato da Libertadores (nem quero relembrar das aleivosias assacadas contra a Libertadores daquele ano).

Por último, uma lição de filosofia que passo, seguidamente, para meus alunos, quando ficam vacilantes:  

“Não adianta alimentar o crocodilo esperando ser comido por último”.

Se me permitem o PSI (Padrão Streck de Ironia).

Outra: o escorpião pega carona no sapo e, no meio da travessia, pica. É da sua essência.

No mais, “em lagoa que tem piranha... jacaré nada de costas”.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor