Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 23 de outubro de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Na reunião virtual, o executivo da empresa famosa falava instalado em um motel...



Imagem meramente ilustrativa - Correio da Bahia - Edição EV

Imagem da Matéria

 Gritaram demais...

Dentre as histórias excêntricas de reuniões virtuais acontecidas durante a pandemia, uma é forte candidata a ganhar o troféu de “A Gozada do Ano”. Teve como protagonista um alto executivo de uma grande empresa brasileira.

O fato: ele participou de uma live matutina de diretoria, falando - de terno e gravata - protocolarmente sentado em cadeira colocada junto à mesa de... um quarto de motel, em São Paulo.

Até aí, nada de mais.

Após duas horas de debates e projeções com nove participantes, ao acabar a reunião - afobado pelo que viria a seguir - o herói esqueceu a câmera ligada (que seguiu focando a parede) e não cortou o volume do microfone. Este captou os ruídos e vocábulos típicos ao clímax vivido por ele e a parceira, instalados na cama ao lado.

O altruísta personagem acabou demitido na sexta (7). Empresa e executivo celebraram rescisão amigável. Com cláusula de confidencialidade.

 Agosto, 13...

Nesta semana, na quinta-feira, teremos 13 de agosto - por um triz não será sexta-feira 13. Sabendo-se em que dia da semana cai o 1º de janeiro, é obviamente possível prever quantas sextas-feiras 13 um determinado ano terá, e em que meses.

O mínimo é uma (sim, não existem anos sem sexta-feira 13!); o máximo, três.

Atenção supersticiosos: em 2021 haverá só uma sexta-feira 13 - justamente em agosto. Outra sexta-feira 13 em agosto, posteriormente, só em 2027.

Uma observação feita pelo Espaço Vital nos calendários da próxima década revela que 15% de todos os dias 13 caem em sextas-feiras, contra uma média de 14% para os demais dias da semana.

O segundo dia mais provável para receber o número 13 é a quarta-feira. O dia menos provável é o sábado. 

 O mal que se alastra...

Enquanto a pandemia se mantém e a quebradeira assusta, o deputado federal Doutor Jaziel - médico eleito em 2018 pelo PL do Ceará - dá mostras da amplitude de sua atuação legislativa: apresentou um projeto de lei propondo a criação do “Dia de Ler Tolkien”, para homenagear o escritor britânico J. R. R. Tolkien, autor do best-seller “Senhor do Anéis".  Escrita entre 1937 e 1949 e ambientalizada num tempo e espaço imaginários, a história narra o conflito contra o mal que se alastra pela Terra, por meio da luta de várias raças.

Há oitenta anos Tolkien certamente não teria sido capaz de imaginar que, em algum lugar do planeta, em 2020 surgiria alguém capaz de inventar tal besteirol legislativo.

 Inflação estranha

Contadores da praça chamam a atenção sobre a curiosidade: até julho de 2020, o IPCA, índice de preços calculado pelo IBGE, está, no acumulado dos últimos 12 meses, em apenas 2,31%. Entrementes, os índices IGP-M e IGP-DI, calculados pela FGV, estão, em 12 meses, em 10,37% e 9,27%, respectivamente.

Sabe-se que são metodologias diferentes. No entanto, tal nível de diferença não deixa de ser estranho.

 Ofensas imunes

Na 47ª Vara Cível do Rio de Janeiro entrou em execução de sentença uma ação que obriga o cidadão Jair Messias Bolsonaro ao pagamento de R$ 2.666,33 (valores da sucumbência) ao ex-deputado Jean Wyllys de Mattos Santos. Na origem uma ação de 2017, sobre uma quizila ocorrida em 2017 entre os então dois deputados. 

Na tribuna da Câmara - e em postagens posteriores - Wyllys chamou Bolsonaro de "boquirroto", "fascista" e "nepotista".

O TJ do Rio privilegiou a “garantia constitucional da imunidade que impede a responsabilização penal e/ou civil do parlamentar por suas opiniões, emitidas nas dependências do Congresso Nacional ou não”.

Há trânsito em julgado.  (Proc. nº 0251035-17.2017.8.19.0001).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Ana Paula Zardo / Divulgação

Vamos falar em decano - mas não do STF. E, sim, da advocacia gaúcha

 

Vamos falar em decano - mas não do STF. E, sim, da advocacia gaúcha

  • Formado em 1951 pela UFRGS, Adalberto Alexandre Snel, primeiro presidente da Subseção de Novo Hamburgo, segue trabalhando em home office.
  • Ordem gaúcha têm 18.246 inscritos na faixa etária a partir dos 60 de idade. Saudável pujança!
  • Quem se habilita à vaga de Napoleão Maia no STJ?
  • Cada vez mais gente interessada na política: 555.475 candidaturas nas eleições de 15 de novembro.
  • Políticos do PT vão, no dia 27, clamar  ao STF pela absolvição de Lula.

Chargistas Duke e Hélio de La Peña - www.DomTotal.com

Era uma vez um dinheiro limpo...

 

Era uma vez um dinheiro limpo...

  • Como as redes sociais e as ´rádios-corredores” repercutiram a performance do senador da cueca amarela.
  • A cédula do peixe pacu: valor nominal de R$ 1.000. Para que o volume a escamotear tenha o menor tamanho possível...
  • O que Felipe Santa Cruz tem feito pela advocacia do Rio Grande do Sul?
  • Marco Aurélio Mello acredita em Papai Noel!
  • A confusão entre Pix e Fux...
  • Contaminação por Covid-19 na cúpula da República é dez vezes maior do que o percentual total da  população brasileira.

Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

Homem entra no gabinete do juiz e saca uma enorme faca!

 

Homem entra no gabinete do juiz e saca uma enorme faca!

  • A solução forense - sem violência - retrata páginas da vida.
  • A queda do STF depois da soltura do traficante: confiabilidade baixou a 2% nas discussões do Twitter.
  • O comunismo “manuélico” na corrida eleitoral de Porto Alegre.
  • Como rádios-corredores ironizaram as cédulas de R$ 200 na cueca do político.
  • O lobo-guará não merecia isso...
  • A carreira de 31 anos do senador magano, pulando e voltando em nove partidos.

Imagem: Adobe Stock

O grande negócio dos juros legais

 

O grande negócio dos juros legais

  • Veja como uma dívida judicial de R$ 5 milhões, em setembro de 2010, se transforma - dez anos depois - em R$ 22.146.565.
  • Os currículos turbinados dos políticos: o de maior brilho verborrágico é o de Wilson Witzel.
  • Como o Regimento Interno do STF complicará os primeiros meses do novo ministro Kássio Marques.
  • O ciclo do poder no Comitê Olímpico do Brasil: desde sua fundação em 1914 teve apenas nove presidentes.

Imagem: Câmera Press

Implante de “ouvido biônico” para cidadão gaúcho que está desempregado

 

Implante de “ouvido biônico” para cidadão gaúcho que está desempregado

  • Ele contraiu dengue, ficou surdo dos dois ouvidos, e - aos 38 de idade - vem perdendo gradativamente a fala. Antecipação de tutela obriga o IPERGS ao custeio
  • TRT-4 proíbe rede de lojas gaúchas de estornar comissão do vendedor.
  • STJ modifica decisão e autoriza a Ingresso Rápido a cobrar taxa de conveniência nas compras via internet.
  • Anteprojeto de lei proposto pelo CNJ quer limitar as associações de consumidores de acessar a Justiça.

Imagem: SindiJus RS - Edição EV

Advogado gaúcho pagará indenização de 720 mil a desembargador do TJRS

 

Advogado gaúcho pagará indenização de 720 mil a desembargador do TJRS

  • Caso que colocou - em polos opostos - Fernando Antonio Malheiros e Rui Portanova remonta a fatos ocorridos em 2005 e teve ação reparatória por dano moral iniciada em 2008.
  • Lançado o movimento “Quero Diretas na OAB”. Liderança é da OAB do Paraná e já conta com adesões em todo o Brasil, incluindo Porto Alegre.
  • O que um casal de advogados deve fazer para retardar seu processo de envelhecimento?
  • “Lave seu dito cujo”: lançamento de campanha para a prevenção ao câncer peniano.