Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 07 de agosto de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Da série “Ainda não vimos tudo”: STJ prepara a compra de 30 coroas com mensagens de pêsames



Imagem: uniflores - Edição: Gerson Kauer

Imagem da Matéria

 Sentidos pêsames...

(Da série “Ainda não vimos tudo”)

Foi aberta pelo STJ uma licitação que não chama a atenção pelo valor, mas é inusitada pelo objetivo. O tribunal quer pagar antecipadamente 30 coroas de flores com mensagem de pêsames.

O requinte florido está presente no edital: os adereços deverão conter “flores nobres frescas e com boa aparência, como, por exemplo, rosa, crisântemo, antúrio, lisianto, gérbera, copo de leite, lírio, margarida e folhagens verdes, acompanhadas de faixa com frase de homenagem personalizada em letras douradas”.

O valor da compra é R$ 14 mil. O preço unitário, R$ 466,66. Para que os ilustres mortos sejam homenageados com uma dessas superiores coroas, os sepultamentos, todavia, terão obrigatoriamente que acontecer no Distrito Federal.

É que o edital especifica que as entregas serão apenas na capital.

 Os números do Zé

(Da série “Ainda não vimos tudo”).

O Tribunal de Contas da União concedeu aposentadoria a José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil no primeiro governo de Lula. Condenado a 30 anos, 9 meses e dez dias de reclusão, por corrupção e lavagem de dinheiro, ele receberá um benefício mensal de R$ 9.646.

O acórdão que, na quarta-feira (15), aprovou a aposentadoria foi lavrado pelo gaúcho Augusto Nardes, ministro do TCU. A concessão é na “modalidade voluntária, com proventos proporcionais, calculados com base na remuneração/subsídio dos membros do Congresso Nacional, consoante regras do Plano de Seguridade Social dos Congressistas”.

A análise considerou o tempo de 10 anos e 10 meses que Dirceu teve de mandatos eletivos na Câmara dos Deputados.

Zé é ímpar. Está solto, lépido e faceiro, desde 8 de novembro passado, graças aos 6 x 5 do Supremo - com o voto de desempate de Dias Toffoli.

 O ouro do poder

A 7ª Vara Criminal do Rio determinou que sejam leiloadas cinco barras de ouro e 15 pedras de brilhantes que pertenciam ao ex-governador Sérgio Cabral, e que foram apreendidas. A exposição em busca de interessados em fazer lances começou, na quarta-feira - e, por segurança - ocorre só por meios virtuais.

Um dos lingotes de ouro 24 quilates, com 500 gramas, tem lance mínimo de R$ 92 mil. E há uma peça cravejada de brilhantes cujo preço inicial é de R$ 246.492.

Haja dinheiro! No passado, para a compra. E no futuro próximo, para arrematar.

 Transação taxada

Preparem-se! O ministro Paulo Guedes vai incluir na proposta de reforma um imposto sobre transações financeiras. Ele quer arrecadar em cima da economia digital e do comércio eletrônico.

Volta e meia vem uma tentativa de impingir uma CPMF disfarçada. Mesmo que, como agora, não seja momento de criar novo tributo.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Foto: Visual Hunt

Os próximos lances da suspeição de Sérgio Moro

 

Os próximos lances da suspeição de Sérgio Moro

  • Com o placar de 2x0 rechaçando a falta de isenção do então juiz federal, o julgamento foi interrompido em dezembro de 2018, ante o pedido de vista de Gilmar Mendes.
  • Se a retomada for só em 2021, o novo ministro do STF - a ser nomeado por Bolsonaro - poderá ser o fiel da balança.
  • Da série “Ainda Não Vimos Tudo”: tribunal vai comprar sofás, cadeiras para juiz e cadeiras para reunião com juiz.
  • Cursos de pós-graduação são válidos para computar tempo de atividade jurídica nos concursos para ingresso nas carreiras jurídicas. Decisão é do STF.

Camera Press - Imagem meramente ilustrativa

A delação verdadeira (ou mentirosa?) de Sérgio Cabral que mirou em dois ministros do STJ

 

A delação verdadeira (ou mentirosa?) de Sérgio Cabral que mirou em dois ministros do STJ

  • A revelação foi fechada com a Polícia Federal e homologada pelo ministro Edson Fachin. Como manda o regimento, ele encaminhou o caso ao presidente do STF para o sorteio de um novo relator. Mas...
  • Depilação, sem dor, da virilha + ânus + uma área pequena de brinde”, por R$ 1.568 em até seis vezes sem juros”. O que será essa “pequena área”?...
  • Uma manobra política para impedir que Sérgio Moro possa concorrer em 2022.
  • Condenação de técnico em contabilidade que fraudou documentos para receber o seguro desemprego e o FGTS. Tese do “aperto financeiro” não colou...

Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

Uma andorinha solitária não faz verão

 

Uma andorinha solitária não faz verão

  • Na sessão virtual do TRT-4, sobre a “resolução da solidariedade”, o desembargador Alexandre Corrêa da Cruz alertou: “A matéria deveria ser apreciada pelo Tribunal Pleno (46 membros) e não pelo Órgão Especial (16 integrantes)”. Mas ele ficou sozinho: foi 15 x 1.
  • Uma quina de ideias simples para o debate: publicidade; clareza; presença da OAB, do MP e da sociedade.

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Previsões sobre os dois anos de Luiz Fux na presidência do STF

 

Previsões sobre os dois anos de Luiz Fux na presidência do STF

  • A 45 dias da posse, algumas certezas: a) Ele continuará treinando jiu-jitsu com seus seguranças; b) Manterá distância do WhatsApp; c) Evitará palpites sobre os humores da política sob o argumento de que “o silêncio não se distorce”.
  • Sua rotina terá folgas: pedalar bicicleta na academia enquanto lê os jornais e tocar guitarra.
  • Novos tópicos sobre o “moderno trem da solidariedade” do TRT-RS.
  • Amatra-4 diz que “o regime de solidariedade teve como norte a garantia da razoável duração do processo”.
  • Uma pergunta: se a Resolução nº 14/2020 foi legal e estava correta, por que ela foi imediatamente suspensa no TST?

Foto: Joana Meneses - Edição: Gerson Kauer

O supremo amuleto para proteger Luiz Fux

 

O supremo amuleto para proteger Luiz Fux

  • O ministro já prepara os ajustes de como será sua gestão à frente do STF, a partir de setembro. Já está definida a criação da Secretaria de Precedentes - uma tentativa para diminuir o gigantesco acervo de processos.
  • O robô Victor estará ativo no Supremo.
  • Mercado Livre não tem obrigação de atestar a legalidade dos produtos vendidos/comprados em sua plataforma. Decisão é do TJ gaúcho.
  • Na OAB-RS já há 1.184 advogadas a mais do que advogados. Em números nacionais, o predomínio ainda é masculino.

Imagem: Divulgação

Roberto Carlos e Erasmo recuperam os direitos autorais de suas principais músicas

 

Roberto Carlos e Erasmo recuperam os direitos autorais de suas principais músicas

 

  • Em antecipação de tutela, Justiça do Rio devolve aos dois artistas a titularidade de toda a sua produção musical de 1960 a 1990.
  • A Universal Music desfrutava do direito inclusive sobre as reproduções em streaming - avanço da tecnologia que surgiu muito depois da contratação.
  • Estudante de Direito alagoana condenada por plagiar artigo de advogada gaúcha.
  • As críticas da advocacia do RS ao ritmo lento do Tribunal de Justiça.