Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 05 de junho de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/escreva_direito_2.jpg

A maior palavra da língua portuguesa



Arte de Camila Adamoli

Imagem da Matéria

Dizia-se que a maior das palavras da língua portuguesa era inconstitucionalissimamente, significando “de modo absolutamente inconstitucional”.

Pois, recentemente, o neto do criador e mantenedor do Espaço Vital, Marco Antonio Birnfeld, descobriu e apresentou a ele, escrita num pedaço de papel, uma palavra bem maior, composta por 46 letras distribuídas em 20 sílabas. Esta: pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico.

(Um parêntese: o ligado neto chama-se Victor Birnfeld, tem seis anos e nove meses de idade, e é aluno do 1º ano do Ensino Fundamental da Escola Parque, no Rio de Janeiro/RJ - onde, em aula, foi apresentada a grande palavra).

É claro que todos os nossos leitores leram a palavra com a maior facilidade...(risos)

Meu amigo Marco Antonio entregou-me a batata quente, como que dizendo: Vai ver o que é e descobre o significado... Fui atrás e descobri. O Dicionário Houaiss, já na edição de 2001, registra a palavra informando que se refere ao “indivíduo portador de doença pulmonar causada pela inspiração de cinzas vulcânicas”. Assim, essa, pelo menos por enquanto, passou a ser a maior palavra do português com registro em dicionário.

Aproveito para lembrar que palavras muito longas não são comuns na língua portuguesa, pois nosso idioma não tende à aglutinação, como o alemão, por exemplo. É certo que passou a ser menos flexivo com a implementação do Acordo Ortográfico de 2008, que, entre suas modificações, determinou a aglutinação de prefixos ao restante de muitas palavras, tornando-as mais longas. Mas nada a comparar com a língua alemã. Observe o leitor esta palavra:

Donaudamfschifffahrtselektrizitätenhauptbetriebswerkbauunterbeanet.

Espero que alguém com mais conhecimento da língua de Goethe tenha conseguido ler com naturalidade. Já me disseram que até mesmo alemães cultos têm dificuldade para isso. Quanto a nós, talvez a tradução ajude: Associação dos Subordinados da Construção da Central Elétrica da Companhia de Barcos a Vapor do Danúbio. Diante disso, alguém ainda acha que o português é a língua mais difícil do mundo?

Grandíssimo ou Grandessíssimo?

As duas palavras são formas de superlativo absoluto sintético. Mas não têm o mesmo
significado, como, num processo judicial envolvendo um jogador de futebol, parecem entender tanto o advogado em sua inicial quanto o magistrado em sua decisão. O uso de “grandessíssimo” por parte dos dois tem suscitado divergências no meio jurídico. Segundo o Dicionário Aurélio, as duas palavras devem ser usadas em situações distintas, reservando-se grandessíssimo para situações em que se pretende “reforçar um desaforo” ou “elevar sobremaneira um insulto”

Aliás, não é de todo incomum o uso equivocado de formas características de aumentativo.

Exemplo marcante se dá com a palavra poetaço. Querendo elogiar uma poetisa, seu prefaciador chamou-a de poetaça. Contam que a escritora se encheu de orgulho com o “elogio”. Ela também não sabia que “poetaço” significa mau poeta...

Ainda as cacofonias

Nosso leitor Dr. José Mario De Boni, de Santa Catarina, fazendo alusão a um recente Gre-Nal em que ocorreu acirrada briga entre diversos atletas, enviou esta pérola: “A partida terminou empatada no placar e em patada no campo”. Eis aí um caso em que a cacofonia deu certo...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Arte EV sobre

O hífen como marca de significado

 

O hífen como marca de significado

A função do hífen em palavras compostas é informar sobre mudança no significado; é uma forma de alertar o leitor para que ele não interprete a expressão ao pé da letra, que o sentido é figurado.

Arte EV

Atenção aos leitores

 

Atenção aos leitores

Interessantes questões suscitadas por quem nos acompanha:

1. Vírgula antes de “etc.
2. A princípio / Em princípio
3. Bairro Centro / Bairros centrais
4. Em nível de / A nível de.

Arte EV

Como lidar com palavras estrangeiras

 

Como lidar com palavras estrangeiras

Por ter sua origem no Direito Romano, expresso originalmente em latim, a linguagem jurídica sofreu a natural influência dessa injustamente chamada língua morta, subsistindo até hoje dezenas de expressões latinas. Exemplos: “data venia”, “in dubio pro reo”, “erga omnes”, “habeas corpus”, “ab initio”, “a quo”, etc.