Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 14 de julho de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

Os beijos que a juíza enviou



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Assim que entrou na magistratura, e lá se vão dez anos, de vez em quando, a juíza lançava um ou outro despacho a mão.

Em um desses, apôs sua decisão caligrafada, tentando caprichar na letra, que já naquela época andava enferrujada pelo parco uso – afinal, quase tudo era escrito apenas por meio do teclado do computador.

A magistrada foi escrevendo, escrevendo, escrevendo e se distraiu. Ao final, em vez do clássico “intime-se”, por engano lascou “Beijos, Daniela”.

Os autos foram ao cartório e o desligado escrevente tratou de, meia dúzia de dias depois, publicar na nota de expediente a íntegra do despacho, incluindo o final afetivo.

No mesmo dia da publicação, os advogados das duas partes protocolaram uma petição conjunta: “Eminente juíza, o beijo é a ação e o resultado de tocar os lábios, com leve sucção, em sinal de estima, amor, carinho, respeito etc. Nos beijos apaixonados entre pessoas, geralmente as bocas se tocam e se trocam carícias com os lábios. Beijo também é a fórmula carinhosa e íntima de encerramento de carta, bilhete etc. “

A petição em folha A-4 tinha, na sequência, um espaço em branco, e logo a conclusão: “Imaginando que o arremate do despacho de fl. 86 esteja revestido de humano equívoco, mas também admitindo possa ter sido uma fórmula processual carinhosa de arremate, as partes pedem que Vossa Excelência melhor explicite, para que não pairem dúvidas na eternidade dos autos”.

Há quem diga, na vara, que a juíza enrubesceu com a petição. Mas, para evitar novos desdobramentos, ela despachou com concisão: “Recebo a petição conjunta como embargos de declaração. Acolho-os para afirmar ter se tratado de erro material. E arremato com o meu profissional respeito pelos dois advogados. Nada mais”.

A “rádio-corredor” se encarregou de, por conta própria, divulgar um comentário adicional: “Sem beijos e sem abraços”...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Charge de Gerson Kauer

O dramático depoimento da vítima de estupro

 

O dramático depoimento da vítima de estupro

Na audiência de ação penal em que é buscada a persecução de um homem acusado de estupro, a defesa do réu lança uma indagação desrespeitosa e inoportuna: “Gostaria que fosse perguntado à ofendida se ela sentiu prazer e alcançou o orgasmo no momento do fato”.

Charge de Gerson Kauer

Goles odoríficos, mas encorajadores

 

Goles odoríficos, mas encorajadores

Na manhã fria, o respeitoso cidadão adentra na sala de audiências, para depor como testemunha. O atilado juiz logo percebe o cheiro específico de recente ingestão de cachaça e, com voz firme, questiona: “O senhor ingeriu bebida alcoólica antes de vir aqui?”

Charge de Gerson Kauer

O juiz não internado

 

O juiz não internado

Na sala de audiências, dia canicular - terno e gravata dispensados - o magistrado confere as decisões que o estagiário e o assessor, também ali presentes, haviam minutado. De repente adentra um estagiário de terno slim, jovial, que vai logo destrinchando prolegômenos, vênias e juridiquês,  etc., como se fosse o advogado da causa...

Charge de Gerson Kauer

Corona no coroa

 

Corona no coroa

A odisseia de quatro pessoas em pequena cidade do interior. A quarentena de um médico alcançado pelo coronavírus. E uma troca de casais como solução, depois da descoberta de um quentíssimo adultério. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke.

Charge de Gerson Kauer

Saudosas postagens no Instagram

 

Saudosas postagens no Instagram

Depois de um casamento feliz por oito anos, Renato e Renata se desavieram. E se divorciaram consensualmente. Meses depois um litígio judicial, entre ambos, por causa das fotos dela, que ele postava em seu Instagram.