Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/jusazul.jpg

Jean Pierre de Lima, o árbitro vermelho do cartão verde



Montagem de Camila Adamoli sobre foto Google Imagens

Imagem da Matéria

A IVI- Imprensa Vermelha Isenta está dividida. Uma parte, como a liderada pelo capitão Reche, chega a dizer que o Gre-Nal terminou empatado. Ouvindo-o, pensei que deveria ter havido pênaltis.

Outra ala da IVI - tipo Diogo Olivier e Pedro Ernesto - critica o Coudet. Incrível. Na sexta havia radialista chamando o Inter de Coudet de “carrossel holandês ou pós-holandês”. E dizia também que o Mustos era o volante fuçador, de calção sujo de barro, que é exemplo a ser seguido.

É. Dá para ver. Rei do cartão...

Diogo Olivier está na campanha contra Tiago Neves. Escreveu na ZH: “O péssimo Tiago”. Quando ele diz algo assim, é porque vai dar certo. Minha tese: tudo o que a IVI proclama aos quatro ventos, devemos fazer o contrário. Sempre. Quando eles elogiam, temos que ter prudência. Quando criticam, temos de apostar no criticado.

E lá vem a IVI falando da Libertadores, esquecendo o “Pré”. Amnésia seletiva. Como esconderam a segundona e a transformaram em Brasileirão série B. O time da La U do Chile era lanterna. Mas, aqui, diziam: “Todo cuidado é pouco”.

Quando é o Grêmio, a IVI faz o contrário: “Grêmio jogou contra o pior Real Madrid”, lembram?

Falando em IVI, recordo aqui célebre ´twit´ do David Schopenhauer Coimbra, um gremista fascinado pelo vermelho e pelo churrasco do Medeiros:

“Não conheço esse Romildo. Só sei que é político. Não entende de futebol. Se o Grêmio tiver sorte, ele vai imitar o político Jarbas Lima, e desistir. Enquanto é tempo”.

Vejam a dura vida de gremista. De um lado, o ataque da IVI, dia e noite; de outro, a quinta coluna de gremistas avermelhados.

Jean Pierre, o árbitro de vermelho!

Por isso não se viu uma linha sobre a péssima arbitragem de Jean Pierre de Lima, que faltou só usar uma camisa vermelha. Truncou. Deixou que o Inter batesse à vontade. Lindoso deu um carrinho criminoso em Matheus Henrique. E Cuesta tem licença para matar. É o 007 do futebol.

VAR? Jean Pierre deve ser contra. Um cotovelaço de Guerrero... Olhar pelo VAR poderia dar outro desiderato.

Enfim, mesmo que digam que o Inter foi melhor no segundo tempo e que - segundo Pedro Ernesto, merecia ter vencido por 3x1 - a final do primeiro turno será feita pelo Grêmio. Com um olho na Colômbia.

Já tem gente dizendo que Coudet não é tudo isso. Deixou Moledo no banco. Sabe-se lá. Só sei que a IVI vive assistindo a ópera Rigoletto. No palácio do Duque de Mântua acontece um baile; a música preenche o salão; o duque conversa sobre suas recentes aventuras...

Mas, não esqueçam: isso de IVI não ec-xiste. É como chifre. Alguém põe na sua cabeça. Desculpem falar de algo que não ec-xiste!


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Arte EV sobre foto Visual Hunt

Faltou vontade ao Grêmio

 

Faltou vontade ao Grêmio

“Jogar no time gremista é - ou parece ser - algo como uma colônia de férias. Aqui mesmo no Jus Azul já pedi ao Papai Noel que proibisse Renato de fazer ´rachão´ e que pusesse a rapaziada a treinar. Como o Jesus faz no Rio de Janeiro”.