Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.

E agora, José?



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Por Carlos Alberto Bencke, advogado (OAB-RS nº 7.968)

Relembrando: para evitar escândalo maior, José Teutônico paga, religiosamente, pensão para o assessor que, de assessor não tinha nada, mas que fazia ´todas as vontades do chefe´, como costumava alardear pelos corredores legislativos. E ele sabia como ninguém usar a rádio corredor.

Agora, sem mandato, José Teutônico teve de livrar-se do pesado encargo que, antes, tivera uma ajudazinha dos cofres públicos. Para quê? O assessor ingressou em juízo para cobrar a dívida, dizendo-se dispensado pelo ex-político, mas sentia-se no direito de exigir o retorno da pensão. Afinal, tinham sido vários anos de intensa participação na vida amorosa do personagem.

A ação correu à revelia, pois José Teutônico não apareceu na audiência de conciliação. A sentença não poderia ser pior: considerou verdadeiros todos os fatos descritos na inicial e fixou o valor mensal da pensão na mesma proporção do que o assessor disse ganhar até há pouco. Quanto? Um salário de assessor, ora.

O leitor pensa que o episódio encerra o romance forense? Tem desdobramentos.

José Teutônico está muito doente. Inconformado e despreparado para pagar tão alta quantia mensalmente, quer anular o processo, pois quem assinou o aviso de recebimento da citação foi ninguém menos que seu atual cuidador.

Pois o cuidador descuidou-se, perdeu a carta e não avisou ninguém.

E agora, José? Como disse Carlos Drumond de Andrade: “Está sem mulher, está sem discurso, está sem carinho, já não pode beber, já não pode fumar, cuspir já não pode”.

Pra amenizar, um convite ao leitor: clicar no play abaixo e escutar o pernambucano Paulo Diniz cantando – e se acompanhando ao violão – os versos musicados.

Entrementes, a rádio corredor está em plantão permanente para descobrir detalhes do próximo capítulo do rumoroso caso.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Um adultério diferente!

 

Um adultério diferente!

Ao sentenciar, o juiz entendeu que “mesmo que não comprovado o adultério na sua forma habitual do sexo carnal, a infidelidade virtual está demonstrada pela troca de fantasias eróticas de um(a) com a(o) outra(o), em nítido jogo sexual virtual”. Mas o tribunal julgou diferente.

O aniversário da namorada do ministro

 

O aniversário da namorada do ministro

“Meu nome é ´José da Silva´. Eu sou ministro da mais alta Corte do meu país”.  O imprevisto, a solução e o encerramento de uma comemoração natalícia num dos mais badalados restaurantes de New York. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke.

Charge de Gerson Kauer

A linguiça mal entendida

 

A linguiça mal entendida

Cidade interiorana de cerca de 100 mil habitantes. Certo dia o promotor, na sala da residência, lia um processo quando sua filha de 13 anos dali ligou – no bom e tradicional telefone fixo - para o armazém do Seu Manoel:  "Bom dia! A mãe mandou perguntar se tem linguiça da colônia”... A adolescente teve, então, que escutar...

   O novo vizinho

 

O novo vizinho

Em um popular condomínio, o novo proprietário do apartamento ´888´ e do box ´88´ acabara de se instalar e já estava causando desconforto: a ocupação do espaço de estacionamento com uma cama. O texto é do advogado Maurício Antonacci Krieger.

Charge de Gerson Kauer

Cabelos molhados

 

Cabelos molhados

“Os tititis forenses andavam a mil, em comarca da Grande Porto Alegre. Dois juízes apaixonados; um pela linda promotora loira natural; o outro pela servidora loira mal tingida... A paixão era concreta e vista por todos”. O texto é da advogada Bernadete Kurtz (OAB-RS nº 6.937).

Charge de Gerson Kauer

Os beijos que a juíza enviou

 

Os beijos que a juíza enviou

O longo despacho saneador, lançado de próprio punho pela magistrada, teve um arremate equivocado. Ao invés do usual “Intimem-se as partes”, saiu caligrafada uma mensagem carinhosa: “Beijos, Daniela”. Em petição conjunta, os advogados das duas partes apresentaram embargos de declaração: “Pedem que Vossa Excelência melhor explicite, para que não pairem dúvidas na eternidade dos autos”.