Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/on_off_2.jpg

Softwares jurídicos: a busca por um sistema confiável, de qualidade, com preço justo



 

De 3 a 15 de dezembro de 2019, o Espaço Vital realizou uma pesquisa sobre softwares jurídicos. A tabulação nos trouxe os resultados que remetem para algumas observações importantes. Foram 184 respostas. Vejamos a enquete e os gráficos.

No gráfico acima, podemos perceber claramente que a confiabilidade do sistema, atrelada à qualidade estão mais pujantes que o próprio preço. É o que todos queremos: um sistema confiável, de qualidade, com preço justo.

32% - Software próprio

14% - Themis

6,5% - Nenhum

5,4% - Promad integra

3,8% - Judice Office

2,7% - CPJ - Preâmbulo

2,7% - CP-Pró /Legal One (Thompson Reuters)

Pela amostragem recebida, percebemos que vários profissionais usam software próprio, que longe de ser uma tendência, se revela - na grande maioria das vezes - um grande problema.

Outro destaque é que nomes importantes do cenário nacional perderam espaço para softwares gaúchos. De notar que o Judice Office que vem crescendo nas pesquisas de sistemas.

Para fechar este ponto, surpreendente - mas não desconhecido - que em terceiro lugar esteja a não utilização de sistemas jurídicos, posto que a tecnologia quando deixada de lado pode onerar muito o custo operacional e principalmente por produzir menos, ficando fora de mercado/sem competitividade.

Nesta questão era possível escolher três atributos

Ø Mais citado - Integração com as publicações, inclusive processo eletrônico (intimações).

Ø 2º - Agenda com prazos, tipos e desejável automação.

Ø 3º - Relatórios completos e simples.

Concordo com os três pontos mais desejados no sistema. A integração com publicações é básica; agenda e tipos, da mesma forma; e extrair as informações igualmente é basilar, por isto, relatórios são essenciais.

E você, usa software jurídico? Compartilha destas ideias, ou diverge? É na colaboração que evoluímos. Por isso, venha dividir as suas ideias conosco!

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
PS - Coloco o meu endereço de e-mail à disposição dos leitores. Comentários, sugestões etc. serão bem-vindos: gustavo@gustavorocha.com


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Visual Hunt

Home office mode ON!

 

Home office mode ON!

Seis dicas para que a atividade profissional seja produtiva em seu lar. A primeira: não inicie o trabalho se ainda estiver vestindo pijamas.

Camera Press

Direito ao esquecimento

 

Direito ao esquecimento

“O WhatsApp lançou recentemente fora do Brasil (breve deve chegar por aqui) uma atualização que dará ao usuário a possibilidade de escolher se a mensagem recebida ou enviada permanece no aparelho, backups, etc. por 1 dia, 1 mês ou 1 ano, ou indefinidamente”.