Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sábado,
28 de março de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Fernando Haddad e o PT condenados a indenizar a cantora Paula Toller



Metropoles.com

Imagem da Matéria

· O preço da pressa...

Sentença proferida na 1ª Vara Empresarial do Rio condenou o Partido dos Trabalhadores, o então candidato Fernando Haddad e o músico Leoni, fundador da banda Kid Abelha, a indenizarem a cantora Paula Toller (57 de idade) por um rolo político-musical.

É que, na campanha às eleições presidenciais de 2018, foram usadas – em favor de Haddad - imagens da vocalista e os versos de autoria dela, da música “Pintura Íntima”.

Um dos refrões utilizados indevidamente dizia assim: “Vem amor, que a hora é essa / Vem logo que eu tô com pressa”.

O PT e Haddad pagarão, cada um, R$ 100 mil. O músico Leoni (ex-namorado de Paula) desembolsará R$ 50 mil. Não há trânsito em julgado.

· ´¿Por qué no te callas?´ (1)

Neste dezembro se completam 12 anos desde que o rei Juan Carlos de Espanha, com a frase “¿Por qué no te callas?” Interpelou o presidente venezuelano Hugo Chávez durante a 17ª Conferência Ibero-Americana, realizada em Santiago do Chile.

O motivo desta forte declaração do rei espanhol foram as constantes interrupções de Chávez no discurso do primeiro-ministro espanhol José Luis Rodríguez Zapatero em defesa do ex-primeiro-ministro José María Aznar, que havia apoio o fracassado golpe de estado contra o presidente venezuelano em 2002.

· ´¿Por qué no te callas?´ (2)

Durante uma entrevista de quase duas horas, ao jornal O Estado de São Paulo, esta semana, o presidente do STF, José Dias Tóffoli, disse – entre outras coisas - que "a Lava Jato destruiu empresas, o que jamais aconteceria nos Estados Unidos, por exemplo".

No ponto específico, o ministro teria feito melhor, ao Brasil, se tivesse ficado calado. E após tal fala, o jornalista que fazia as perguntas teria acertado se tivesse questionado Tóffoli.

Acaso não foi a corrupção que quebrou as empresas? Afinal, quem criou e protegeu o ambiente em que se misturaram ineficiência, trambiques, parcerias políticas que enriqueceram alguns poderosos e quebraram o país?

A propósito dos 6x5, para pensar e responder. Criminosos iguais aos flagrados pela Lava-Jato brasileira, se tivessem sido pilhados nos EUA, estariam, agora, gozando das benesses do “fator STF”?

Imagina-se que não estariam por aí, mas seguramente presos em algum cárcere estadunidense.

· Richtofen às claras

O ministro Alexandre Moraes, do STF, cassou na quarta-feira (18) a decisão da Justiça de São Paulo que proibia a publicação de “Suzane von Richthofen – Crime e Punição”.

Ela foi condenada (39 anos e 6 meses) por planejar e auxiliar nos assassinatos do pai e da mãe. Agora, a editora Contexto prepara a impressão dos textos do jornalista Ulisses Campbell para o lançamento do livro no início de 2020.

Para o ministro Moraes, “a censura fere decisão do próprio STF, que já estabeleceu que não é necessário nenhum tipo de autorização para a publicação de biografias”. (RCL nº 38201).

· Mordida digital

Em entrevista de balanço do ano e anúncio de metas para 2020, o ministro da Economia, Paulo Guedes, preparou terreno para uma futura mordida digital governamental.

Ele quer criar um imposto sobre transações financeiras digitais – a volta do CPF com roupagem virtual.

Alegadamente será para “compensar descontos dados a empregadores sobre contribuições da folha de salários”. Todos pagaremos a conta.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Montagem EV

TempLo é dinheiro - com “L” mesmo, para atrair grana à igreja

 

TempLo é dinheiro - com “L” mesmo, para atrair grana à igreja

* Missionário R. R. Soares conclama, na tevê, que as pessoas que estão “reclusas” não esqueçam do dízimo.

* Quem sabe o que é o “SOS da Fé” ?

* Falha de comunicação da Ajuris ao anunciar que juízes de cinco comarcas doaram R$ 786 mil para hospitais do interior.

* Novo “enfarte jurídico” suspende assembleia geral da Fundação Universitária de Cardiologia.

Um repouso durante o home-office: ouvir Ivan Lins

 

Um repouso durante o home-office: ouvir Ivan Lins

 O grande artista, aos 74 de idade, fechado em sua casa em Lisboa, canta - numa ´live´ no Instagram - “A Cartomante” - e propõe: “Pense nos seus filhos”!

 Vitorio Piffero, ex-presidente do Inter, está sendo citado por edital. Lugar incerto e não sabido?

 Teorias e palpites sobre o que teria blindado Jair Bolsonaro da contaminação pelo Coronavírus.

 Davi Alcolumbre e Dias Toffoli reclusos em suas casas.

Visual Hunt - Imagem meramente ilustrativa

Decisão do TJRS diverge da Súmula nº 593 do STJ

 

Decisão do TJRS diverge da Súmula nº 593 do STJ

 Julgado gaúcho absolve homem de 23 anos que manteve relações sexuais (consentidas) com adolescente de 13.

 Ex-mensaleiro do PT presta socorro jurídico para a desembargadora Maria do Socorro, que está presa.

 Duas ações no STF contra Paulo Guedes por ter chamado servidores públicos de “parasitas”.

 Homem a cavalo usa camisa amarela com dizeres chamativos: “Políticos corruptos matam mais do que vírus”.

Reprodução/ TV Globo

Ultrajes e vilanias contra Patrícia Pillar

 

Ultrajes e vilanias contra Patrícia Pillar

  A artista reage contra pesadas críticas (“Você é uma dessas vagabundas que se diz atriz”, etc.) postadas em rede social.

  99% das pessoas que têm smartphone usam o WhatsApp.

  Chega ao STF recurso de Flávio Bolsonaro para tentar reduzir o IPTU.