Ir para o conteúdo principal

EV de férias! > Os 15 Romances Mais Lidos de 2019

Acredite se puder: liberada a farra das lagostas, patos e vinhos



Charge de Sponholz Arquiteto

Imagem da Matéria

O plenário do Tribunal de Contas da União liberou, na quarta-feira (4), a compra de lagostas, vinhos e outros quitutes – secos e molhados - pelo Supremo Tribunal Federal em licitações realizadas pela Corte máxima do país. No entanto, o TCU fez uma delimitação e entendeu que o cardápio só é compatível em eventos com a participação de pelo menos duas "altas autoridades".

Os ministros do TCU validaram uma licitação de R$ 1,3 milhão para a compra das iguarias. O relator do caso, Luciano Brandão Alves de Souza, entendeu que os valores apresentados pela empresa vencedora da licitação para fornecer os alimentos são "razoáveis".

Conforme seu voto, "de acordo com a natureza dos serviços licitados, o objeto da contratação somente é compatível com a realização de eventos em que estejam presentes pelo menos duas das altas autoridades".

O edital não foi suspenso e a compra dos alimentos poderá ser efetuada. O TCU rejeitou uma ação do Ministério Público, para quem o cardápio colide “com a escassez e a simplicidade dos gêneros alimentícios acessíveis – ou nem isso – à grande parte da população brasileira que ainda sofre com a grave crise econômica que se abateu sobre o País há alguns anos".

Entre os itens previstos no contrato realizado pelo Supremo estão medalhões de lagosta com molho de manteiga queimada, bacalhau à moda Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca, vitelo assado, codornas assadas, carré de cordeiro, medalhões de filé, entre outros alimentos. Não faltará arroz de pato.

A propósito: ´patos´ somos nós, brasileiros, que pagamos a conta a um STF e a um TCU desses.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Boca Maldita

Papai Noel chegou antes para a magistratura de Pernambuco

 

Papai Noel chegou antes para a magistratura de Pernambuco

Ho, ho! As contas no TJ de Pernambuco estão de vento em popa e clima natalino sacramentado. Juízes e desembargadores receberam rendimentos líquidos, relativos a novembro, que chegam até a R$ 853 mil. Os números brutos são ainda mais exorbitantes. A quantia paga a uma juíza de Recife foi de R$ 1.298.550,56.

Inácio do Canto – Secom/TRT-RS

Uma entrevista com a nova presidente do TRT-RS, sem toga

 

Uma entrevista com a nova presidente do TRT-RS, sem toga

Carmen Izabel Centena Gonzalez, 61 de idade, que toma posse hoje (13), falou ontem ao Espaço Vital. Contou sobre a Carmen cidadã. Referiu as prioridades de sua gestão. E analisou a Reforma Trabalhista: “Ela alterou mais de 100 dispositivos na CLT; não gerou empregos, até porque o que gera emprego é o crescimento econômico e não o barateamento da mão de obra”

Oposição vence por 76 x 56 as eleições para o TJRS

Nova administração que assume no dia 3 de fevereiro será formada pelos desembargadores Voltaire de Lima Moraes, Liselena Schifino Robles Ribeiro, Ícaro Carvalho de Bem Osório, Ney Wiedemann Neto e Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak.