Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 10 de julho de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/metaforense_4.jpg

Babados do STF: o grande final do Oscar jurídico



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Doutora Sonsa Bocassolta, ex colunista de fofocas que virou setorista da crônica jurídica de uma grande emissora de tevê, volta, ao vivo, à cobertura do grande julgamento pelo STF sobre a possibilidade, ou não, do cumprimento da pena de prisão após condenação em segunda instância:

- Genteee! Foram horas de sessão, sustentações orais brilhantes, autoridades, glamour, carrões! Não é brincadeira, o ´crème de la crème´ da comunidade jurídica está aqui. Sinto-me na festa do Oscar e parece que, a qualquer momento, o ministro Dias Toffoli vai se dirigir ao público e anunciar: ´And the winnner is...´

O âncora do telejornal indaga:

- Sonsa, o clima por aí parece emocionante, mas no que vai dar esse julgamento?

- Ninguém sabe! O ministro Toffoli normalmente votaria contra prisão em segunda instância, mas já disse que, por estar na presidência do Supremo, poderia votar de outra forma. A ministra Carmen Lúcia também disse que, depois dos vazamentos do Intercept, estaria aberta para mudar o seu tradicional voto a favor do cumprimento da pena de prisão antes do trânsito em julgado.

- Mas qual a sua opinião? – do estúdio, o apresentador questiona.

- Bem, perto de todos estes doutos, tenho até vergonha de dar minha opinião, mas para mim a questão parece tão simples e fácil... – responde.

- Simples? – o interlocutor franze o cenho.

- É que o que está sendo julgado, na verdade, são três ações chamadas de declaratórias de constitucionalidade, as ADCs números 43, 44 e 54. Essas ADCs apenas pedem que o Supremo declare se o artigo 283 do Código Penal está em harmonia com a Constituição, ou não. Esse tal artigo diz, basicamente, que ninguém poderá ser preso senão em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado. Você diria que este dispositivo afronta a Constituição? – pergunta a repórter ao âncora.

- Eu diria que não, mas...

- Então, gostemos ou não, temos que aceitar a lei e ponto! Já dizia o jargão: dura lex, sed lex... Ou, nesse caso, dura lex, sed FLEXXXX. O que não poderia acontecer é essa constante modificação de jurisprudência por parte da Suprema Corte. Até 2009 podia prender, depois não podia mais, daí em 2016 voltou a poder e, agora, tudo pode mudar de novo. Isso causa muita insegurança jurídica.

E neste ritmo segue – em flashes - a cobertura do julgamento que adentra a noite para, então, chegar a um veredito.

De repente, Doutora Sonsa volta ao ar, histérica:

- Gente, gente, gente! O julgamento acabou de acabar e já temos um vencedor! Quem será que venceu? Suspense no ar! Vou dizer! Atenção, atenção!... And the winner is: fim da prisão em segunda instância! O Supremo altera, de novo, o seu próprio entendimento!

E sem comemorar, aparentando alguma frustração, o âncora pontua:

- Sim, já vimos esse filme. E, aparentemente, ainda teremos reprises.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagens: Wiki How

Mímica na audiência: imagem e ação (judicial)

 

Mímica na audiência: imagem e ação (judicial)

Durante a audiência virtual, pifa o som de uma das participantes da solenidade. O juiz perde a paciência. Uma das advogadas intervém: “Excelência, eu sou craque naquele jogo ´Imagem e Ação´. Aquele em que uma pessoa faz mímica e a outra tem que adivinhar”... Saiba o desfecho.

Imagem: Aventurasnahistoria.uol.com.br

O grande líder dos astecas

 

O grande líder dos astecas

“Reza uma lenda muito pouco conhecida que, há praticamente 500 anos, as maiores lideranças do Império Asteca se reuniram para eleger um novo Imperador. O líder anterior havia permanecido por tempo demais no poder, e havia uma insatisfação generalizada com o estado das coisas”...

Arte EV

Questão de perspectiva

 

Questão de perspectiva

As amplas chances de vencer uma ação trabalhista, reverter uma demissão por justa causa e ganhar indenização da companhia aérea cujo voo atrasou. E os riscos de uma ação tributária contra a argentária Fazenda Pública.

Chargista DUKE

   A live jurídica

 

A live jurídica

Em tempos de isolamento social, a equipe de um excelente escritório de advocacia realiza uma reunião à distância, via plataformas digitais. O dono do escritório, agressivo e truculento, ordena: “Façam uma livre sobre qualquer porcaria, já e agora”.