Ir para o conteúdo principal

EV de férias! > Os 15 Romances Mais Lidos de 2019

Serviços (in) eficientes de cama



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Segunda quinzena de agosto de 2019, época da Expointer de Esteio, fazendeiro do interior gaúcho, após ali tratar de assuntos comerciais, dá uma esticada nas bandas da avenida Farrapos, em Porto Alegre. No local escolhido, senta-se, pede uns “belisquetes” (azeitonas, amendoins, etc.) um destilado, e outros mais...

Já alegre, entretém-se libando com uma dama da noite. Ao alinhavar o programa, ela antecipa que “não aceita cartão”. Impasse: o provecto cliente só dispõe de dinheiro, em espécie, para pagar o táxi de volta ao hotel em que está hospedado, em São Leopoldo.

Conversando, estabelecem o pagamento antecipado com “cheque ouro do BB” – e, assim, a dupla ruma para o pernoite.

Na manhã seguinte – passado o ´efeito orloff´ - dando-se conta de quão alta fora a tarifa dos “serviços prestados de cama”, arrependido ante a iminente compensação do cheque de R$ 5.000 - o fazendeiro dá ordem ao banco para sustar a cártula.

A percanta, sentindo-se lesada, logo ajuíza ação no Juizado Especial, buscando o pagamento dos "efetivos serviços prestados de cama e entretenimento sexual". A contestação sustenta que “as tarefas do prazer carnal não foram proporcionadas na conformidade com o combinado”.

A jovem juíza leiga – de poucas horas no currículo – expõe o impasse ao eficiente juiz togado, que assume a solução jurídica da quizila.

- Deixa comigo! Nada de audiência de instrução para ouvir supostas testemunhas! Vou julgar antecipadamente! – assevera o ativo magistrado.

E assim, no mesmo dia sai a sentença que condena o réu ao pagamento do valor da cártula, “ante a efetiva prestação dos serviços, e cujo detalhamento não cabe aqui avaliar”.

Correção monetária a partir da data aposta no cheque; juros desde a citação inicial; negado o segredo de justiça pedido pelo réu. Sem recurso, há o trânsito em julgado e o débito é pago. “Arquivem-se os autos” – arremata o juiz.

O fazendeiro e seu advogado só se tranquilizam quando têm a certeza do arquivamento, convictos de que a controvérsia não tinha vazado para o Espaço Vital...

He, he, he...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

O aumento da poupança

 

O aumento da poupança

No Foro Central da capital tramita ação para o reconhecimento de união estável contra famoso operador do Direito. É requerido o depoimento pessoal do réu. O advogado da autora pergunta: “O senhor fazia sexo com ela?”. Há controvérsias. O texto é de Carlos Alberto Bencke. 

Charge de Gerson Kauer

   O juiz, o advogado e o Judiciário perderam!

 

O juiz, o advogado e o Judiciário perderam!

Com um intervalo de 12 anos entre elas, duas ações por dano moral ajuizadas por magistrados contra advogados. A  recente teve uma indenização deferida de R$ 2.500. A mais antiga está desde 2013 aguardando o julgamento do recurso especial no STJ: envolve R$ 1 milhão.

Charge de Gerson Kauer

Generosidade de mãe

 

Generosidade de mãe

O advogado gaúcho jubilado, já setentão, e sua esposa, pouco mais de 60 de idade, viajam ao Rio de Janeiro para visitar o filho (que se prepara a concurso para ingresso no MP), a nora e o neto. E na confusa capital carioca passam três noites no apertado apartamento.

Charge de Gerson Kauer

O amor é cego?

 

O amor é cego?

A primeira audiência você nunca esquece! A surpresa do novel juiz, na tarde inaugural de suas audiências na comarca. Por que, afinal, o homem de 45 de idade, trocou a esposa de 43 por uma idosa muito feia, 17 anos a mais de idade. A escrivã contou o importante detalhe que não estava nos autos.

Charge de Gerson Kauer

O inédito e imparcial sorteio

 

O inédito e imparcial sorteio

Como houve um impasse – aparentemente insolúvel - entre os irmãos Mário e Maria, o juiz decidiu que a solução seria um sorteio. Os interessados concordaram. A escrivã trouxe uma caixa e colocou os papeluchos. Coube ao estagiário, de olhos fechados, meter a mão e...