Ir para o conteúdo principal

EV de férias! > Os 15 Romances Mais Lidos de 2019
https://www.espacovital.com.br/images/jus_azul_caricatura_2.jpg

Crônica de uma derrota anunciada! Adiantou poupar?



Reprodução do Globo Esporte / Charge de Mario Alberto

Imagem da Matéria

Ninguém se alimenta só de esperança. Precisa, para ganhar jogos e campeonatos, de jogadores. Onde o Grêmio errou? Na Copa do Brasil, errou por subestimar o Atlético. Entraram com salto alto.

Na Libertadores errou por superestimar o adversário. ´Simpofou´. E quem ´simpofa´, perde (SINPOF – termo que designa coisa bem gaúcha: jogar por uma bola; sindicato do pontinho fora). E, às vezes, perde feio. Cai de 4. Quer dizer, de 5.

Com o orçamento que o Grêmio tem, é imperdoável que não tenha se preocupado com substitutos para posições e atletas. Depender de improvisações? Bom, deu para ver no que deu. E no que vem dando.

Somos agradecidos a Renato. Recolocou-nos na fotografia de faixas. Indiscutível. Tanto é que virou estátua. Mas não é disso que se trata.

Aqui não faço terra arrasada. Questão de honra, agora, é classificar para a Libertadores de 2020. Digamos que a classificação para a LA do ano que vem paga (só) os juros do cartão de crédito que gastamos com as perdas da Copa do Brasil e a própria LA em 2019.

Sobre o desastre, primeira pergunta: adiantou poupar? O Flamengo deu uma lição de trabalho. Jorge Jesus inventou o antídoto para a preguiça tropical. Jogador...joga. E pronto. Escrevi sobre isso, anteontem, aqui mesmo no Jus Azul.

Por aqui, essa coisa de cansaço sempre encheu a minha paciência e de milhões de torcedores. De uma vez por todas: vamos parar com isso. Todo mundo trabalha duro e a maioria ganha pouco. Jogador ganha muito e não gosta de jogar?

Claro que a opção por poupar tem sustentação...no ´chapabranquismo´, a doença infantil do futebolismo. Pior: perdemos Jean Pierre em um rachão.

Penso que se não devemos fazer terra arrasada, também temos de moderar o ´chapabranquismo´ - que é dizer amém. E isso é ruim. Os imperadores romanos tinham um escravo que alertavam a todo momento o chefe: “Lembra-te que és mortal”. Fui claro?

Erros? André, Galhardo, Luciano (quem?), Leo Moura e quejandos. Quejandos também? Sim, vários “quejandos”. A insistência com André foi –e é patética. André é centroavante ofensivo. Ofende ao torcedor. E com tantos goleiros por aí, compramos dois e temos... meio.

Não se ganha títulos com bruxismo. Bressan nos custou caro. André? Custou 10 vezes mais. Danos cessantes e danos emergentes.

Calma, sou amigo. Inimigos o Grêmio já tem demais. Basta ver a baba que escorre no canto da boca dos ´ivistas´. A IVI faz mais estrago que o VAR. Sou torcedor. Torcedor até torce os fatos. Mas, cá para nós, os fatos são tão evidentes, pois não?

Ah: amigo é quem diz a verdade. O Grêmio deve aprender com esses erros. Falsos elogios só fazem tapar o sol com uma peneira. E justificar o injustificável não ajudará em nada.

Sem terra arrasada; mas também sem a tese de que “ontem foi apenas uma contingência”. Não. Não foi. O 5x0 foi o produto de uma sucessão de erros. Como falei anteontem: razão tinha o conselheiro Acácio – as consequências vêm sempre depois. Tão óbvio. Bom, o conselheiro era um personagem. Profeta do óbvio.

Post scriptum: Se Jorge Jesus fracassar mais adiante, já deixou uma semente: não adianta poupar. E que é melhor treinar mais e mais. Jogador...joga. E rachão não faz bem.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Deposit Photos

Pedidos do Jus Azul ao Papai Noel

 

Pedidos do Jus Azul ao Papai Noel

“Que o Grêmio dispute todas as competições. Se o jogador fizer ´mimimi´, faça-o ajoelhar no milho. E que Renato seja presenteado com uma faixa natalina: ´Jogador joga – jogador não folga´”!

Arte EV por Marco Antonio Birnfeld e Ana Paula Saldanha

O Grêmio, o Mano e as ´Côôpass´!

 

O Grêmio, o Mano e as ´Côôpass´!

“O Grêmio é maior abandonador de Brasileirões. É uma lenda urbana essa história de que a Copa do Brasil é o melhor atalho. Há uma crise no futebol: o velho não morre (o modelo Felipão, Mano, Argel – Renato está no limbo) e o novo não consegue se impor por causa da resistência do velho, mormente porque este é apoiado pela imprensa que não quer dar o braço a torcer”.

Charge de Gerson Kauer

Vândalos impunes e a IVI sob nova direção

 

Vândalos impunes e a IVI sob nova direção

(1) “Por que os bagunceiros que vão aos estádios para esculhambar, agredir, e até atirar contra o helicóptero da BM, têm seus nomes mantidos em sigilo?” (2) “O novo comandante da IVI da Avenida Ipiranga é Thiago Cerqueira, que se notabilizou por ironizar o Grêmio”.