Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira ,19 de novembro de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

A ação penal que já dura seis anos, não tem sentença, mas está com “tramitação regular”



Arte de Camila Adamoli sobre imagem Deposit Photos

Imagem da Matéria

• Tramitação regular”

Lembram da nota, sexta passada aqui no Espaço Vital, sobre uma “sigilosa-ação-tartaruga-gaúcha” que, na 9ª Vara Criminal de Porto Alegre, trata de uma milionária fraude com precatórios e que já completou seis anos de vida processual?

Pois a assessoria de imprensa do TJRS informou que “o processo tem tido tramitação regular, considerando o número de réus e, como consequência, o grande número de testemunhas arroladas”.
(Quantas testemunhas? Ninguém disse...)

Realmente o número de réus é grande – são 12 – todos processualmente cacifados. Eles são uma ex-detentora de cargo de confiança no tribunal, três advogados/as, um bacharel em Direito, dois empresários, um dono de bar, um funcionário público, um agente da EPTC e uma senhora que fazia às vezes de artista (com 48 de idade passava-se por uma idosa de 80...).

A capitulação dos supostos ilícitos está sintetizada na imagem que ilustra esta matéria.

Ante as idas, vindas e paralisações cartorárias - e zero sentença após 72 meses de tramitação – a Equipe EV foi em busca de transparência. Por isso, pediu que o juiz da causa esclarecesse sobre os motivos da demora e o fundamento do segredo de justiça chancelado.

A resposta teve uma só frase: “Aos magistrados é vedado tecer comentários acerca dos processos que estão sob sua jurisdição, com base no art. 36, III da LOMAN”. (Proc. nº 21300711955).

 A propósito

O suporte legal invocado estabelece ser vedado ao magistrado “manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento, seu ou de outrem, ou juízo depreciativo sobre despachos, votos ou sentenças, de órgãos judiciais, ressalvada a crítica nos autos e em obras técnicas ou no exercício do magistério”.

O Espaço Vital apenas pediu informações objetivas sobre o porquê da demora e as razões do segredo processual. Também não solicitou opinião nem juízo depreciativo.

 Político em perigo...

O Conseil de Paris – algo semelhante a determinadas câmaras de vereadores brasileiras, mas sem penduricalhos nem empreguismo – enviou proposição à Prefeitura da Capital da França, para que conceda ao ex-presidente Lula o título de “Cidadão Honorário de Paris”.

O órgão proponente evocou “a luta de Lula pelos direitos humanos, a justiça social e a proteção do meio ambiente - valores guardados pela nossa cidade e que colocaram o político brasileiro em perigo pelo seu engajamento".

 Brasil brasileiro

Três pérolas do País e de sua gestão pública.

A) No portal da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) – que regula os planos de saúde, centenas de consumidores tentam fazer o login na área de reclamações – mas são informados que “a senha não confere”. Quem muda a senha uma, três, cinco, dez vezes, constata que o erro persiste. E termina desistindo.

B) O 135 – número chave do INSS – não aceita ligações de celular. Só é atendido quem chama a partir de um telefone fixo.

C) No portal dos Correios, na tentativa de rastrear pacotes e Sedex, metade dos consumidores que tentam se cadastrar para serem informados, por SMS, sobre a entrega são rechaçados: “Já há cadastro para este número”. E os que conseguem inserir seus pedidos jamais são avisados sobre a chegada.

 Canabidiol sem problemas

A demanda por canabidiol quente – isto é, sem qualquer risco para quem comprar e quem usa - avança no Brasil às margens do inconformismo dos críticos.Os pedidos de importação recebidos pela Anvisa de medicamentos à base da substância que compõe a maconha passaram de 902 (em 2015), para 5.321 (em 2019 (dados até 30.9). Significa um crescimento de 490% em menos de quatro anos.

As cinco doenças mais mencionadas nas solicitações foram: epilepsia, autismo, dores crônicas, mal de Parkinson e transtornos de ansiedade.

 Alerta forense

Doutor, cuidado com a prescrição! Há mais de dez réus e quarenta advogados na espreita”.

(Da “rádio-corredor” do Foro Central de Porto Alegre, repetitivamente nesta semana).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

No Rio, dos 204 que foram presos pela Lava-Jato, 196 já estão soltos

 Vem aí a segunda edição de “A Verdade Vencerá”, o livro de Lula.

 A obra que exalta o ex-presidente não se reporta à frase épica de janeiro de 2016: “Não existe uma viva alma mais honesta do que eu”.

• Prefeito de Cuiabá (MT) só recebe visitas femininas se houver um assessor na sala.

 Em loja de grife, cliente vai ao provador e tem a camisa... furtada

MTV Movie Awards – Divulgação-1993

A terra treme em um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil

 

A terra treme em um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil

 Proposta indecente. Uma versão brasileira do filme que fez sucesso em 1993 com o “triângulo” vivido por um casal em dificuldades financeiras e um milionário que despejava dinheiro em Las Vegas (EUA).

No Brasil, usando as redes sociais, um executivo diz que sua ex-esposa transou com um dirigente de famosa banca advocatícia para que ela fosse aceita como sócia.

Relacionamento amoroso não dá direito a carteira assinada

Justiça do Trabalho analisou a contratação, pelo dono de um bar, de mulher para “serviços gerais”.

 Silêncio da Corregedoria no caso do município que se encontra em “lugar incerto e não sabido”

• Preço do metro quadrado em apartamentos de alto padrão, em Porto Alegre, é o terceiro mais caro do Brasil.

 R$ 1 milhão por mês: o custo da embaixada do Brasil nos EUA.

 Claro condenada por ligações abusivas: 60 chamadas, em três dias, para o celular de idosa de 91 anos.

Arte de Camila Adamoli - Foto Jornal Visão Regional

Devedor do Banrisul por sete anos

 

Devedor do Banrisul por sete anos

 Em Ibirubá (RS), comarca de única vara, juiz declara-se suspeito de jurisdicionar ações a favor ou contra o Banrisul.

 Todos os processos em que o banco é parte serão redistribuídos aos magistrados substitutos de tabela, em comarcas vizinhas.

 Nomeação de neto de Tarso Genro para assessor de juiz não significa nepotismo.

Prefeitura de Xangri-lá (Divulgação)

Diário da Justiça diz que Xangri-lá está “em lugar incerto e não sabido”...

 

Diário da Justiça diz que Xangri-lá está “em lugar incerto e não sabido”...

 O atraente município gaúcho praiano está sendo citado por edital para pagar uma dívida de R$ 3.782,45.

• Ação penal vagarosa: hoje (21.10.2019) completam-se 13 anos do homicídio do escrivão Paulo César Ruschel, em Novo Hamburgo.

 Rodrigo Janot arrepende-se de ter nominado que o “tiro na cara” seria para Gilmar Mendes.

 Nomeação do advogado Fernando Marcel Genro Robaina para cargo em comissão de assessor de juiz, em Porto Alegre.