Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 15 de outubro de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/fechamento.jpg

Magistratura queria mais vetos de Bolsonaro



Juízes lamentaram nesta quinta-feira (5) o fato de o presidente Jair Bolsonaro ter vetado apenas sete dos 13 pedidos feitos pela categoria. O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Jayme de Oliveira, disse que as ponderações da entidade foram todas no sentido de não criminalizar a atividade dos juízes.

Um dos itens que não foi vetado pune o magistrado que demorar de forma injustificada no exame de processos em que tenha pedido vista – que, frequentemente, se transformam em “peRdidos de vista”.

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil, Fernando Mendes, avalia que “ainda há espaço para rediscutir a lei de abuso de autoridade”, mas não explicou de que forma a entidade vai atuar.

A “rádio-corredor” do CF-OAB repercutiu ontem mesmo que “uma interpretação extensiva em relação aos ´peRdidos de vista´ poderá ser aplicada também aos juízes e desembargadores que demorem a sentenciar ou a pautar os julgamentos de recursos”.

• Barroso fashion

O jornal O Globo de hoje (6) publica uma foto feita pelo repórter Felipe Sampaio, no momento da chegada de Luis Roberto Barroso à sessão de ontem (5) do STF. O ministro vestia terno e gravata.

Surpresa: calçava moderno par de tênis, nas cores azul, cinza e branco, dotado de eficientes amortecedores.

Quem pensasse que o ministro estivesse lançando moda, logo escutou uma informação do próprio Barroso: é que ele machucou um dos pés.

 Benção judicial para Marun

O TRF-4 negou provimento anteontem (4), por maioria, a dois recursos que requeriam a nulidade do ato de nomeação de Carlos Eduardo Xavier Marun para o cargo de conselheiro de Itaipu Binacional. A decisão suspendeu liminar proferida em março que afastava o ex-ministro do cargo. Conforme a 3ª Turma, a hidrelétrica é uma entidade de Direito Internacional e se regula por regras próprias estabelecidas em seu tratado constitutivo e em acordos internacionais, observando normas internas de cada país apenas quando houver disposição expressa.

As ações foram movidas pelo advogado Rafael Evandro Fachinello, em ação popular, e pelo Ministério Público Federal, ambas com pedido de tutela antecipada. A alegação é de que a indicação de Marun pelo então presidente da República, Michel Temer, afrontaria a Lei 13.303/16, que rege as empresas públicas, em especial o artigo 17, § 2º, que determina a escolha entre cidadãos de reputação ilibada e de notório conhecimento.

Os agravantes apontam ainda a falta de experiência profissional na área. Para Fachinello, a nomeação de Marun – sabidamente integrante do “batalhão de choque” de Michel Temer, ocorrera "por critérios políticos e imorais, de integrante de estrutura decisória do MDB”.

A 6ª Vara Federal de Curitiba negou a tutela antecipada e os autores recorreram ao tribunal. Em 25 de março deste ano, o relator, desembargador Rogerio Favreto, proferiu liminar suspendendo o ato de nomeação. Na sessão de ontem, foi julgado o mérito da decisão e, por maioria, a 3ª Turma suspendeu a medida.

Segundo a relatora do acórdão, desembargadora federal Marga Inge Barth Tessler, o estatuto jurídico da empresa pública não se aplica à hidrelétrica, regida por regras internacionais. Dessa forma, Marun poderá voltar ao bem remunerado cargo de conselheiro. A decisão do TRF-4 é válida até que a sentença seja proferida pela 6ª Vara Federal de Curitiba. (Proc. nº 50068039520194040000).

 Juristas católicos

Foi eleita a nova direção da Associação dos Juristas Católicos do RS, tendo como presidente o advogado Thiago Roberto Sarmento Leite e vice o desembargador aposentado Vladimir Giacomuzzi.

A entidade congrega juristas que seguem a doutrina do "Ensinamento Social da Igreja", a defesa da vida humana da concepção à morte, e a sustentação da cidadania e do Estado Democrático de Direito, em permanente colaboração com o Concílio Mundial de Igrejas Cristãs.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Arte EV sobre imagem de https://blog.guadaim.com.br

   Direito ao esquecimento: Google condenado a retirar vídeo que prejudica carreira de mágico

 

Direito ao esquecimento: Google condenado a retirar vídeo que prejudica carreira de mágico

  As cenas que viralizaram no Youtube e em redes sociais mostravam o artista da magia ofendendo um menino de 6 anos, em 2013, durante uma festa infantil.

  Julgado reconhece o direito ao esquecimento, mas nega a indenização, por inexistência de ato ilícito na difusão das imagens.

  Juiz estadual gaúcho indicado para vaga no Conselho Nacional de Justiça.

 Empresas de Silvio Santos indenizarão Natura por uso indevido de marcas.

  Pesquisa revela que horário de verão inibe a criminalidade.

TRF-3 mantém decisão que anula reajustes ilegais de planos de saúde para maiores de 60

 Kauer Cartum: novo espaço de humor bissemanal no Espaço Vital.

 JFRS extingue ação envolvendo a nomeação de membros da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos.

 Guias de depósitos judiciais na Justiça Federal já podem ser geradas no eproc.

 TSE aprova contas de Aécio Neves de 2014, mesmo com irregularidades de R$ 1,5 mi.

 TRF-4 bloqueia bens de Cândido Vaccarezza: mais de R$ 17 milhões.a

Caixa Federal pede a decretação de falência da Odebrecht

 Os créditos buscados são superiores a R$ 2 bilhões.

 Novo PGR quer a “verdade real” sobre o atentado a Bolsonaro: reabertura das investigações.

• Sem consenso, Toffoli adia sessão que vai delimitar efeitos de tese que ameaça Lava-Jato.

Concurso de miss infantil do programa Silvio Santos vira alvo de dois inquéritos.

Lula diz que não aceita ‘barganhas’ para deixar prisão

 O ex-presidente espera que a sentença do tríplex seja cassada, para que ele possa voltar a concorrer em 2022.

 Eike Batista tem a maior condenação por crime financeiro.

 Encontrado o corpo da 250ª vítima em Brumadinho.

 Aluno-aprendiz menor de 14 anos tem direito ao cômputo do tempo para fins de aposentadoria.

• OAB pede tratamento isonômico no controle por detector de metais para acesso a tribunais e fóruns.

TST indica desembargadora do TRT-RS para integrar o CNJ

• Tania Reckziegel, carioca, mas que fez carreira na advocacia do RS concorreu com outros sete desembargadores – todos do gênero masculino.

• Maioria no STF é a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato. Mas Toffoli vai propor modulação do entendimento.

 Quem perde o prazo de 90 dias para cobrar prêmio de loteria perde também a possibilidade de cobrá-lo judicialmente.

• CARF começa julgamento sobre multa de R$ 1,92 aplicada à Itaúcard.

• Maioria no STF a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato.

 Raios X: adicional é indevido a trabalhadores que não operam aparelhos.

 Maioria no STF é a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato. Mas Toffoli vai propor modulação do entendimento.