Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 15 de outubro de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/fechamento.jpg

Presidente do Senado articula para barrar CPI contra ministros do STF



Para dar uma curva na tensão entre Congresso e Judiciário, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), prepara o arquivamento de uma nova comissão parlamentar de inquérito (CPI) articulada para investigar os ministros do STF. De autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o requerimento será protocolado nesta terça-feira (3).

A investida tem origem no movimento “Muda Senado, Muda Brasil”, formado por 21 senadores dispostos a enfrentar Alcolumbre para dar vazão às investigações. Na quinta-feira da semana passada foram alcançadas as 27 assinaturas necessárias para o pedido de CPI.

A partir desta terça-feira (3) os 27 parlamentares se revezarão na tribuna exigindo a instalação da CPI. Será a terceira tentativa de criar uma comissão para emparedar o STF. Dessa vez, o requerimento menciona expressamente o presidente da Corte, Dias Toffoli, como um dos alvos. A justificativa é a instauração do inquérito, aberto por ofício pelo ministro, para investigar “fake news” e ataques à honra dos membros do tribunal. Os senadores também miram em Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes.

O senador gaúcho Lasier Martins (Podemos/RS) anuncia “o objetivo de investigar por que e como Gilmar liberou tanta gente, assim também como Toffoli usurpou o papel do Ministério Público e instaurou o inquérito, e como Alexandre de Moraes passou a presidir a investigação”. A finalidade é cassar ministros – admite Lasier.

Se depender de Alcolumbre, a iniciativa não irá prosperar. Na mesma quinta-feira em que o Muda Senado conseguiu as 27 assinaturas, o presidente da Casa afirmou a interlocutores que fará o possível para “não deixar o pedido avançar, porque é preciso preservar o equilíbrio institucional, enquanto a economia patina e há milhões de desempregados”.

O presidente da Casa já arquivou dois requerimentos semelhantes e mantém engavetados 12 pedidos de impeachment de ministros, todos protocolados nos últimos sete meses, volume considerado recorde. Às vésperas do fim da legislatura passada, em janeiro, o então presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) sepultou 33 processos acumulados em quatro anos.

Na semana passada, Jorge Kajuru (Patriotas-GO) se antecipou e ingressou com mandado de segurança no STF exigindo a instalação da CPI. A ação mandamental, com pedido de liminar, ainda sem decisão, por coincidência foi distribuída a Gilmar Mendes, um dos maiores desafetos do Muda Senado e alvo de impropérios do próprio Kajuru. Em mais de uma oportunidade, o ministro foi chamado pelo senador de “ladrão, canalha, safado” e acusado de “vender decisões”.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Arte EV sobre imagem de https://blog.guadaim.com.br

   Direito ao esquecimento: Google condenado a retirar vídeo que prejudica carreira de mágico

 

Direito ao esquecimento: Google condenado a retirar vídeo que prejudica carreira de mágico

  As cenas que viralizaram no Youtube e em redes sociais mostravam o artista da magia ofendendo um menino de 6 anos, em 2013, durante uma festa infantil.

  Julgado reconhece o direito ao esquecimento, mas nega a indenização, por inexistência de ato ilícito na difusão das imagens.

  Juiz estadual gaúcho indicado para vaga no Conselho Nacional de Justiça.

 Empresas de Silvio Santos indenizarão Natura por uso indevido de marcas.

  Pesquisa revela que horário de verão inibe a criminalidade.

TRF-3 mantém decisão que anula reajustes ilegais de planos de saúde para maiores de 60

 Kauer Cartum: novo espaço de humor bissemanal no Espaço Vital.

 JFRS extingue ação envolvendo a nomeação de membros da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos.

 Guias de depósitos judiciais na Justiça Federal já podem ser geradas no eproc.

 TSE aprova contas de Aécio Neves de 2014, mesmo com irregularidades de R$ 1,5 mi.

 TRF-4 bloqueia bens de Cândido Vaccarezza: mais de R$ 17 milhões.a

Caixa Federal pede a decretação de falência da Odebrecht

 Os créditos buscados são superiores a R$ 2 bilhões.

 Novo PGR quer a “verdade real” sobre o atentado a Bolsonaro: reabertura das investigações.

• Sem consenso, Toffoli adia sessão que vai delimitar efeitos de tese que ameaça Lava-Jato.

Concurso de miss infantil do programa Silvio Santos vira alvo de dois inquéritos.

Lula diz que não aceita ‘barganhas’ para deixar prisão

 O ex-presidente espera que a sentença do tríplex seja cassada, para que ele possa voltar a concorrer em 2022.

 Eike Batista tem a maior condenação por crime financeiro.

 Encontrado o corpo da 250ª vítima em Brumadinho.

 Aluno-aprendiz menor de 14 anos tem direito ao cômputo do tempo para fins de aposentadoria.

• OAB pede tratamento isonômico no controle por detector de metais para acesso a tribunais e fóruns.

TST indica desembargadora do TRT-RS para integrar o CNJ

• Tania Reckziegel, carioca, mas que fez carreira na advocacia do RS concorreu com outros sete desembargadores – todos do gênero masculino.

• Maioria no STF é a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato. Mas Toffoli vai propor modulação do entendimento.

 Quem perde o prazo de 90 dias para cobrar prêmio de loteria perde também a possibilidade de cobrá-lo judicialmente.

• CARF começa julgamento sobre multa de R$ 1,92 aplicada à Itaúcard.

• Maioria no STF a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato.

 Raios X: adicional é indevido a trabalhadores que não operam aparelhos.

 Maioria no STF é a favor de tese que pode anular sentenças da Lava Jato. Mas Toffoli vai propor modulação do entendimento.