Ir para o conteúdo principal

Edição de quinta-feira ,14 de novembro de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Quem estiver disposto a viver sem celular e sem internet móvel, levante o dedo!



Google Imagens

Imagem da Matéria

• Sem celular, sem internet móvel

Pode ser surpresa, mas é verdade: a vida urbana está totalmente desconectada numa cidade estadunidense. É na região em torno do Observatório de Green Bank, no Estado da Virgínia Ocidental, onde não há sinal de celular nem internet móvel. É a chamada Zona Nacional de Silêncio Radiofônico, para onde estão se mudando pessoas alérgicas a radiações, ou que desejam viver desconectadas.

Explorar a cidade de Green Bank, distante 340 quilômetros de Washington, é como entrar em uma máquina do tempo e sair nos anos 90. São apenas 140 residências unifamiliares.

Quem quiser fazer uma ligação tem que dispor ou procurar um telefone fixo. Há restrições para a instalação de modens wi-fi e o acesso à internet é por cabo, mas isso não é tão simples como era antigamente. É de lembrar que a maioria dos laptops já não vêm mais equipados com as portas necessárias para plugar o cabo.

O leitor do Espaço Vital passaria um mês de férias em Green Bank?

• A crise dos doutores

O desemprego entre os trabalhadores com ensino superior cresceu 13% no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Enquanto isso, o número de desocupados no Brasil teve queda de 18%. Os dados são do IBGE, que também confirma queda da renda média dos que têm diploma.

A crise longa, a estagnação da economia e o maior número de brasileiros se formando em universidades formam o tripé de explicação do crescimento do desemprego no filão dos trabalhadores mais qualificados.

Além do maior desemprego, a renda média dos profissionais com ensino superior caiu 0,9% em um ano (de R$ 5.710 para 5.654). E a média do trabalhador em geral subiu 1,5% entre os primeiros trimestres de 2028 e 2019. Passou de R$ 2.478 para R$ 2.516.

• Emprego$ legai$...

(Da série ´Contas pagas por cofres públicos´).

São 409 os advogados a serviço atual do BNDES; desses, só no departamento jurídico do banco, são 364. Se fosse uma banca privada advocatícia estaria entre as 10 ou 20 maiores ou mais famosas, em todo o mundo.

O novo presidente do banco estatal Gustavo Montezano disse que sua tesoura vai, breve, atuar ali.

Mas Madame Tartaruga mostrou solidária preocupação.

• Vizinhança estendida

A cadeia de Bangu 8, no Rio, passou a ter, agora, notórios vizinhos de mesmo pavilhão: o ex-governador Sérgio Cabral e o ex-deputado Eduardo Cunha.

Eles têm em comum o mesmo partido (MDB) e semelhante aptidão por práticas de (des) honestidade pouco ortodoxas.

Mas como bons vizinhos sempre se entendem, certamente terão muitas informações para trocar entre si.

• Desperdício de água

Um motivo hídrico está fazendo a Justiça de Minas Gerais ser criticada nas redes sociais. É que o juiz Felipe Ceolin Lirio, da comarca de Campestre, condenou os pais de um adolescente por uma postagem por ela feita, no Facebook, criticando uma vizinha que esbanjava água lavando as calçadas com água da mangueira.

A sanção cível – confirmada pelo desembargador Luciano Pinto, da 17ª Câmara Cível do tribunal mineiro – tem dois comandos:

1) A jovem deve publicar em sua rede social pedido público de desculpas, sob pena de multa diária de R$ 500 - limitada a R$ 5 mil;

2) Os pais dela pagarão, à ofendida, reparação moral de R$ 3 mil. O fundamento jurídico: “as postagens extrapolaram o razoável”. (Proc. nº 1.0110.14.002394-3/001).

• Perguntas e respostas

O jornalista Ascânio Seleme, em sua coluna dominical no jornal O Globo, propôs um desafio. Lançou duas perguntas e espera a resposta de seus leitores. É assim:

1) Você acha que justiça foi feita?

2) Revelar desperdícios de água, publicamente, deve ser considerado um ato ilícito?


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

MTV Movie Awards – Divulgação-1993

A terra treme em um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil

 

A terra treme em um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil

 Proposta indecente. Uma versão brasileira do filme que fez sucesso em 1993 com o “triângulo” vivido por um casal em dificuldades financeiras e um milionário que despejava dinheiro em Las Vegas (EUA).

No Brasil, usando as redes sociais, um executivo diz que sua ex-esposa transou com um dirigente de famosa banca advocatícia para que ela fosse aceita como sócia.

Relacionamento amoroso não dá direito a carteira assinada

Justiça do Trabalho analisou a contratação, pelo dono de um bar, de mulher para “serviços gerais”.

 Silêncio da Corregedoria no caso do município que se encontra em “lugar incerto e não sabido”

• Preço do metro quadrado em apartamentos de alto padrão, em Porto Alegre, é o terceiro mais caro do Brasil.

 R$ 1 milhão por mês: o custo da embaixada do Brasil nos EUA.

 Claro condenada por ligações abusivas: 60 chamadas, em três dias, para o celular de idosa de 91 anos.

Arte de Camila Adamoli - Foto Jornal Visão Regional

Devedor do Banrisul por sete anos

 

Devedor do Banrisul por sete anos

 Em Ibirubá (RS), comarca de única vara, juiz declara-se suspeito de jurisdicionar ações a favor ou contra o Banrisul.

 Todos os processos em que o banco é parte serão redistribuídos aos magistrados substitutos de tabela, em comarcas vizinhas.

 Nomeação de neto de Tarso Genro para assessor de juiz não significa nepotismo.

Prefeitura de Xangri-lá (Divulgação)

Diário da Justiça diz que Xangri-lá está “em lugar incerto e não sabido”...

 

Diário da Justiça diz que Xangri-lá está “em lugar incerto e não sabido”...

 O atraente município gaúcho praiano está sendo citado por edital para pagar uma dívida de R$ 3.782,45.

• Ação penal vagarosa: hoje (21.10.2019) completam-se 13 anos do homicídio do escrivão Paulo César Ruschel, em Novo Hamburgo.

 Rodrigo Janot arrepende-se de ter nominado que o “tiro na cara” seria para Gilmar Mendes.

 Nomeação do advogado Fernando Marcel Genro Robaina para cargo em comissão de assessor de juiz, em Porto Alegre.

Contra, ou a favor?

Relembre como cada um dos onze ministros do STF já se posicionaram sobre a prisão após a condenação em segunda instância.