Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 02 de junho de 2020.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Quem estiver disposto a viver sem celular e sem internet móvel, levante o dedo!



Google Imagens

Imagem da Matéria

• Sem celular, sem internet móvel

Pode ser surpresa, mas é verdade: a vida urbana está totalmente desconectada numa cidade estadunidense. É na região em torno do Observatório de Green Bank, no Estado da Virgínia Ocidental, onde não há sinal de celular nem internet móvel. É a chamada Zona Nacional de Silêncio Radiofônico, para onde estão se mudando pessoas alérgicas a radiações, ou que desejam viver desconectadas.

Explorar a cidade de Green Bank, distante 340 quilômetros de Washington, é como entrar em uma máquina do tempo e sair nos anos 90. São apenas 140 residências unifamiliares.

Quem quiser fazer uma ligação tem que dispor ou procurar um telefone fixo. Há restrições para a instalação de modens wi-fi e o acesso à internet é por cabo, mas isso não é tão simples como era antigamente. É de lembrar que a maioria dos laptops já não vêm mais equipados com as portas necessárias para plugar o cabo.

O leitor do Espaço Vital passaria um mês de férias em Green Bank?

• A crise dos doutores

O desemprego entre os trabalhadores com ensino superior cresceu 13% no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Enquanto isso, o número de desocupados no Brasil teve queda de 18%. Os dados são do IBGE, que também confirma queda da renda média dos que têm diploma.

A crise longa, a estagnação da economia e o maior número de brasileiros se formando em universidades formam o tripé de explicação do crescimento do desemprego no filão dos trabalhadores mais qualificados.

Além do maior desemprego, a renda média dos profissionais com ensino superior caiu 0,9% em um ano (de R$ 5.710 para 5.654). E a média do trabalhador em geral subiu 1,5% entre os primeiros trimestres de 2028 e 2019. Passou de R$ 2.478 para R$ 2.516.

• Emprego$ legai$...

(Da série ´Contas pagas por cofres públicos´).

São 409 os advogados a serviço atual do BNDES; desses, só no departamento jurídico do banco, são 364. Se fosse uma banca privada advocatícia estaria entre as 10 ou 20 maiores ou mais famosas, em todo o mundo.

O novo presidente do banco estatal Gustavo Montezano disse que sua tesoura vai, breve, atuar ali.

Mas Madame Tartaruga mostrou solidária preocupação.

• Vizinhança estendida

A cadeia de Bangu 8, no Rio, passou a ter, agora, notórios vizinhos de mesmo pavilhão: o ex-governador Sérgio Cabral e o ex-deputado Eduardo Cunha.

Eles têm em comum o mesmo partido (MDB) e semelhante aptidão por práticas de (des) honestidade pouco ortodoxas.

Mas como bons vizinhos sempre se entendem, certamente terão muitas informações para trocar entre si.

• Desperdício de água

Um motivo hídrico está fazendo a Justiça de Minas Gerais ser criticada nas redes sociais. É que o juiz Felipe Ceolin Lirio, da comarca de Campestre, condenou os pais de um adolescente por uma postagem por ela feita, no Facebook, criticando uma vizinha que esbanjava água lavando as calçadas com água da mangueira.

A sanção cível – confirmada pelo desembargador Luciano Pinto, da 17ª Câmara Cível do tribunal mineiro – tem dois comandos:

1) A jovem deve publicar em sua rede social pedido público de desculpas, sob pena de multa diária de R$ 500 - limitada a R$ 5 mil;

2) Os pais dela pagarão, à ofendida, reparação moral de R$ 3 mil. O fundamento jurídico: “as postagens extrapolaram o razoável”. (Proc. nº 1.0110.14.002394-3/001).

• Perguntas e respostas

O jornalista Ascânio Seleme, em sua coluna dominical no jornal O Globo, propôs um desafio. Lançou duas perguntas e espera a resposta de seus leitores. É assim:

1) Você acha que justiça foi feita?

2) Revelar desperdícios de água, publicamente, deve ser considerado um ato ilícito?


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Foto: Associated Press (1969)

Afinal, quem disse em 1962 que “o Brasil não é um país sério” ?

 

Afinal, quem disse em 1962 que “o Brasil não é um país sério” ?

•  A frase foi erradamente atribuída a Charles de Gaulle. O ex-editor do Jornal Nacional, Luiz Edgar de Andrade, falecido na semana passada, foi personagem involuntário de uma das primeiras fake news internacionais.

•  O termômetro judicial da Covid-19: são 10 mil novas ações trabalhistas.

•  Decisão judicial concede 45 dias de licença remunerada para auxiliar de enfermagem.

•  As liminares que estão criando novas modas.

•  Projeto de lei quer disciplinar abertura de novas contas nas redes sociais.

Geraldo Bubniak / Fotoarena

Brasil é o país em que mais se mata tendo o futebol como motivação

 

Brasil é o país em que mais se mata tendo o futebol como motivação

  A primeira contagem - faltando dados de alguns países menos ligados - já passa de 1.500 vítimas.

  Tribunais estimam cerca de 2.200 recuperações judiciais até final de 2020.

  TJRS elege Armínio Abreu Lima da Rosa como novo integrante do TRE-RS.

  A mudança do regime conjugal de bens do casal Odebrecht.

  STF decide que procuradores da Fazenda Nacional não têm direito a férias de 60 dias. E os outros?

  Importação de sementes de cânhamos fica suspensa. Seria psicotrpopico?

Fux alerta juízes sobre os efeitos da Recomendação nº 62 do CNJ

• A dose dos remédios jurídicos recomendados por Toffoli “não pode matar a sociedade doente e gerar uma crise sem precedentes na segurança pública nacional”.

• STF julga dia 17 a ação direta de inconstitucionalidade da AMB contra parte do artigo 144 do CPC.

• O leitor sabe o que significa comorbidade? Está na moda.

• Melhores sinais na Europa na evolução do coronavírus.

• Piores sinais em residências brasileiras durante a quarentena.