Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.

As duas Têmis



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

No curso preparatório a concursos para ingresso na magistratura, um dos professores, desembargador jubilado, tem o hábito de analisar o desempenho de ex-colegas de profissão. Ele consegue facilmente identificar aqueles mais afeitos a acumularem pilhas de ações infindáveis, – a quem, eufemisticamente, define como “juízes que não gostam de processos”.

Logo na primeira semana de curso, o professor resolve aferir os conhecimentos gerais e a capacidade redacional dos alunos. Entrega a cada um uma folha de papel A-4 pautada, pedindo-lhes que ”escrevam de 20 a 30 linhas sobre Têmis”.

Tarefa cumprida pelos alunos, folhas recolhidas, o professor tem uma surpresa. Um dos discípulos escreve sucintamente e em bom português sobre “duas Têmis”. É assim:

Têmis 1 – “É uma divindade grega por meio da qual a justiça é definida, no sentido moral, como o sentimento da verdade, da equidade e da humanidade colocado acima das paixões humanas. Deusa da justiça, da lei e da ordem, protetora dos oprimidos, é representada de olhos vendados e com uma balança na mão.

Aceita entre os deuses do Olimpo, simboliza o destino, as leis eternas, divinas e morais. Sendo a justiça emanada dos deuses, difunde que nos seus julgamentos não há erro.

Numa visão mais moderna, Têmis 1 é representada sem as vendas, significando a justiça social, para qual o meio em que se insere o indivíduo é tido como agravante ou atenuante de suas responsabilidades. Os pratos iguais da balança indicam que não há diferenças entre os homens quando se trata de julgar os erros e acertos. Também não há diferenças nos prêmios e castigos: todos recebem o seu quinhão de dor e alegria”.

Têmis 2 – “Personagem terrena, pouco afeita à regularidade da prestação jurisdicional, ante o constante adiamento de audiências. Teriam sido cerca de 250 ocorrências assim – com pífias justificativas: ´força maior´; ´necessidade de readequação da pauta´; ´tratamento dentário de emergência da juíza´; ´inviabilidade de realização da audiência´; ´impossibilidade de comparecimento da magistrada´; ´imprevisto´; ´consulta médica da juíza marcada para o período´ - e outras coisas semelhantes e presumivelmente absurdas.

Consta não ter Têmis 2 sofrido nenhuma punição funcional nem financeira, mesmo que o estranho modo de ela ausentar-se tenha sido repetitivo.

Decorrência das críticas feitas pela ´rádio-corredor´, houve uma intervenção correicional. Esta só ricocheteou na diretora de secretaria da apelidada Vara dos Adiamentos. A servidora foi cientificada de que eventuais novas protelações deverão ser comunicadas à Corregedoria, ´em atenção à política nacional de prioridade ao primeiro grau de jurisdição instituída pelo CNJ´”.

O professor lê a redação em voz alta e logo cumprimenta o aluno pelo trabalho sucinto e crítico. Mas pede-lhe, respeitosamente, que faça apenas um acréscimo:

- A Têmis de número 2 se escreve com h, sem acento. É Themis!


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Um adultério diferente!

 

Um adultério diferente!

Ao sentenciar, o juiz entendeu que “mesmo que não comprovado o adultério na sua forma habitual do sexo carnal, a infidelidade virtual está demonstrada pela troca de fantasias eróticas de um(a) com a(o) outra(o), em nítido jogo sexual virtual”. Mas o tribunal julgou diferente.

O aniversário da namorada do ministro

 

O aniversário da namorada do ministro

“Meu nome é ´José da Silva´. Eu sou ministro da mais alta Corte do meu país”.  O imprevisto, a solução e o encerramento de uma comemoração natalícia num dos mais badalados restaurantes de New York. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke.

Charge de Gerson Kauer

A linguiça mal entendida

 

A linguiça mal entendida

Cidade interiorana de cerca de 100 mil habitantes. Certo dia o promotor, na sala da residência, lia um processo quando sua filha de 13 anos dali ligou – no bom e tradicional telefone fixo - para o armazém do Seu Manoel:  "Bom dia! A mãe mandou perguntar se tem linguiça da colônia”... A adolescente teve, então, que escutar...

   O novo vizinho

 

O novo vizinho

Em um popular condomínio, o novo proprietário do apartamento ´888´ e do box ´88´ acabara de se instalar e já estava causando desconforto: a ocupação do espaço de estacionamento com uma cama. O texto é do advogado Maurício Antonacci Krieger.

Charge de Gerson Kauer

Cabelos molhados

 

Cabelos molhados

“Os tititis forenses andavam a mil, em comarca da Grande Porto Alegre. Dois juízes apaixonados; um pela linda promotora loira natural; o outro pela servidora loira mal tingida... A paixão era concreta e vista por todos”. O texto é da advogada Bernadete Kurtz (OAB-RS nº 6.937).

Charge de Gerson Kauer

Os beijos que a juíza enviou

 

Os beijos que a juíza enviou

O longo despacho saneador, lançado de próprio punho pela magistrada, teve um arremate equivocado. Ao invés do usual “Intimem-se as partes”, saiu caligrafada uma mensagem carinhosa: “Beijos, Daniela”. Em petição conjunta, os advogados das duas partes apresentaram embargos de declaração: “Pedem que Vossa Excelência melhor explicite, para que não pairem dúvidas na eternidade dos autos”.