Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de junho de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Tribunal banca a ida de casal de magistrados a curso em San Diego (Califórnia)



Rodrigo Daniel Silva – Reprodução Veja.com

Imagem da Matéria

 Generoso Judiciário

O desembargador do TJ da Bahia Maurício Kertzman Szporer e a mulher dele, Patrícia Kertzman (veja a foto acima) que é juíza de primeiro grau, vão viajar para um aprendizado profissional em San Diego (EUA). As diárias serão pagas pela Corte. O curso intitulado “Procedimentos no Direito Comparado entre Brasil e EUA”, acontecerá na próxima semana, entre 17 e 19 de abril.

Mas os magistrados receberam sete diárias, cada um. Somando os penduricalhos para Kertzman e Patrícia, o valor chega a R$ 24.560. As informações foram publicadas no Diário Oficial da Justiça do TJ-BA, na segunda-feira (8).

Além do casal, também a juíza baiana Rita Ramos de Carvalho viajará para o curso, igualmente com as despesas pagas pelo erário. Ela recebeu seis diárias e meia, no valor de R$ 12.729.

Segundo a corte, os magistrados embarcarão para os EUA na noite de domingo (14), dois dias antes do início do curso, e retornarão no sábado (20), dia seguinte ao fim do encontro. Em nota, a assessoria de imprensa do TJ-BA explica que o número de diárias é maior do que o tempo de duração do curso para não correr o “risco de atrasos de voos e evitar prejuízo à participação no curso”.

E arremata oficialmente: “Eles realizam palestras e precisam testar os equipamentos e o PowerPoint, a fim de deixar tudo revisado para as apresentações”.

Boa viagem e feliz estadia a eles, então! E viva a generosidade baiana...

 Estelionato sentimental

Um homem que se aproveitou de uma mulher apaixonada - que conhecera no Tinder - para tomar seu dinheiro, foi condenado a indenizá-la por danos morais e materiais que, juntos, somam quase R$ 41 mil. A sentença saiu na 8ª Vara Cível de São Bernardo do Campo (SP).

Aproveitando-se da “fragilidade emocional” dela, ele solicitava quantias e alegava que somente firmaria compromisso sério, perante amigos e familiares, quando conseguisse emprego. A mulher passou a ajudá-lo, cedendo a pedidos de empréstimos para saldar dívidas, pagar passagens aéreas, compra de ferramentas, celulares, e até o custeio do velório da avó dele.

Na contestação, o homem alegou que não ter pedido empréstimos e que "se é verdade que em alguns momentos solicitou grana a ela, deveria a autora ter negado imediatamente e ter promovido um diálogo para deixar bem claro que o propulsor do relacionamento seria o amor e não o dinheiro".

O julgado reconheceu que “houve manipulação do sentimento da autora quando inventou diversos entraves financeiros para o relacionamento”.

A sentença destacou que parte relevante da fraude era o “cuidado” do homem em dizer que seria melhor à mulher seguir sua vida, se afastar dele: “A Receita Federal me propôs pagar R$ 4 mil até o dia 20 de junho, ou dar R$ 350 no dia 1º e mais 36 parcelas de R$ 190. Ou eu aceito algumas das formas, ou posso ir preso ou ter CPF bloqueado. E você quer que eu tenha cabeça de te assumir. Pro seu bem eu acho melhor você se afastar de mim porque eu só tenho problemas”. (Proc. em segredo de justiça).

 Liberdade, liberdade...

Gilmar Mendes determinou a soltura imediata de mais um: o felizardo da vez foi o doleiro Chaaya Moghrabi, conhecido como Yasha, uma das estrelas da “Operação Câmbio, Desligo”, preso afinal na semana passada por anterior decisão do juiz Marcelo Bretas.

O ministro do Supremo concedeu-lhe o habeas corpus no mesmo dia em que a ação foi protocolada no STF. E estabeleceu a proibição do doleiro de sair do Brasil e de manter contatos com os outros investigados, mais uma fiança de R$ 5 milhões.

Desta, Yasha depositou apenas R$ 1,5 milhão. Para garantir o restante, a defesa ofereceu em caução um imóvel do pai do doleiro.

Gilmar aceitou. (Rcl. nº 34.115).

_______________________________________________________
Siga o Espaço Vital no Facebook !

Estamos com perfil novo no Facebook, mais atuante e sempre levando as notícias do meio jurídico, humor e crítica. Aquele anterior perfil a que o leitor se acostumou até 2018, não mais está ativo. Interaja conosco no novo local certo. Siga-nos!

Este é o novo perfil do Espaço Vital no Facebook: clique aqui


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

O Telegram, por meio do qual Moro e Deltan se comunicavam, tem capital russo e sede em Dubai

 

O Telegram, por meio do qual Moro e Deltan se comunicavam, tem capital russo e sede em Dubai

 Constatações em série: Sérgio Moro continua o ministro mais popular do governo.

 Ex-ministro do STF Carlos Velloso avalia que os vazamentos de conversas “não devem virar trunfos para os acusados pela Lava-Jato”.

• Uma dica antiga de Tancredo Neves: “Só fale por telefone aquilo que você pode falar em público”.

 São turvas as relações atuais entre a OAB-RS e a OAB nacional.

 Advogados simpáticos ao PT já preparam articulações para tentar ganhar as eleições na Ordem gaúcha em 2020.

 O pito que, em público, João Dória passou num coronel da PM paulista.

Imagem de JetShoots.com – Montagem de Gerson Kauer

   As ações do ex-presidente da OAB Claudio Lamachia contra a Gol e a Tam

 

As ações do ex-presidente da OAB Claudio Lamachia contra a Gol e a Tam

   Os maus serviços, a impontualidade e a falta de assistência praticados pelas empresas aéreas. A (finada) Avianca é a campeã de reclamações.

   O casal de namorados que comprou passagem para ir a Florianópolis de avião, mas teve que se sujeitar a sete horas de viagem de ônibus.

  A ação da atriz Juliana Paes e seus filhos contra a Delta Airlines: dez horas retidos em Atlanta (EUA).

   A (des) ordem nacional da má prestação de serviços: Oi (1º), Vivo (2º), Claro (3º), Sky (4º) e Net (5º).

Arte de Camila Adamoli sobre charge de Junião

   Mudanças no Estatuto da OAB para que advogados sentem no mesmo “plano topográfico do juiz”

 

Mudanças no Estatuto da OAB para que advogados sentem no mesmo “plano topográfico do juiz”

 R$ 5,8 milhões anuais para que os deputados federais viajem à vontade.

 Uma compra de 106 mil pistolas.

 Empresários, tremei! Vem aí uma delação arrasadora.

• Fiança (paga!) de R$ 90 milhões para soltar um preso.

 Uma mulher brasileira comandará, a partir de Cingapura, a operação da Coca-Cola em onze países asiáticos.

VOX MS

   As relações pessoais entre o então juiz, seu assessor e três advogados

 

As relações pessoais entre o então juiz, seu assessor e três advogados

 Um concurso para ingresso na magistratura em que Diego foi aprovado, mas Juliano não teve igual sorte.

 No mesmo dia da posse do juiz, porém, o amigo é designado para assessor. Então, os dois passam a morar juntos.

 O advogado Eugênio Costa e suas influências na comarca. Encontros para jogar vídeo games. E uma ida às compras no free shop do Chuí.

 O oferecimento dos serviços de futura consultoria advocatícia.

 “É nesse círculo de relacionamentos em que relações da vida privada (amizade, camaradagem, afinidades pessoais) se misturam com a vida profissional, que o Dr. Diego Magoga Conde passou a comprometer a sua independência de magistrado” – afirma o desembargador Rogério Gesta Leal.

Lula está apaixonado e planeja casar

•  Revelação foi feita por Luiz Carlos Bresser Pereira, ex-ministro de FHC. A eleita é uma paulista, 40 de idade.

•  Gilmar garante a executivo da Vale direito ao silêncio em CPI sobre Brumadinho.

•  Promotores rebatem estudo da OAB contra prisão em segunda instância.

•  TJ de Pernambuco anuncia o “divórcio impositivo”.

Amatra-IV (reprodução)

Um novo round no enfrentamento entre OAB-RS e o juiz Guilherme da Rocha Zambrano

 

Um novo round no enfrentamento entre OAB-RS e o juiz Guilherme da Rocha Zambrano

• Sentença proferida pela juíza federal Paula Beck Bohn condena a Ordem gaúcha a pagar R$ 10 mil ao magistrado.

 Decisão anterior do juiz federal Francisco Donizete Gomes atribuiu segredo de justiça ao feito.

 Editora Abril condenada por veiculação de anúncio sobre “sexo selvagem”.

 Certezas e dúvidas de Dilma Rousseff sobre jogos da Libertadores da América.

 Gata pode ficar em apartamento residencial, se não incomodar os vizinhos do prédio.