Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira, 19 de março de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Quem sabe onde fica o fórum da foto?



Arte de Camila Adamoli sobre foto (reprodução) das redes sociais

Imagem da Matéria

 Reconciliação vacum

De repente, a partir da tarde da quarta-feira de cinzas, a foto invadiu as redes sociais no RS. Esquálidos, um boi preto e uma vaca marrom foram fotografados ao sair de um dos fóruns do Interior do RS. As versões foram muitas, mas a prevalente é a de que, durante o feriadão, o portão de acesso à Casa da Justiça teria ficado aberto – por esquecimento. E que assim os animais aproveitaram para pastar a grama verdinha e pastosa.

Depois, um burocrata teria sido o encarregado – com êxito - de enxotar os bichos, para que saíssem.

Antes, um estagiário foi posto a tentar descobrir quem era o dono dos animais. Fracassou, mas pelo menos conseguiu informar ao diretor do fórum foi que se tratavam de “dois animais mamíferos, da família dos bovídeos, ruminantes, de chifres pares, ocos e pontiagudos”.

Madame Tartaruga, que estava de ressaca carnavalesca na não identificada comarca, correu a seu modo até a repartição forense, a tempo de registrar a foto acima e manifestar seu palpite: os dois haviam se reconciliado e saíam juntos de uma audiência na vara de família que tratava de alimentos recíprocos.

Dos 12 dirigentes de subseções da OAB-RS abordados pelo Espaço Vital, nenhum deles conseguiu afirmar qual exatamente fora o fórum (quase uma cacofonia, opa!) competente da inusitada incursão.

Daí o porquê do chamamento aos leitores. Quem conseguir identificar “QUAL FOI O FÓRUM DA HIPOTÉTICA AUDIÊNCIA BOVINA”, fica solicitado pelo Espaço Vital a esclarecer.

Basta enviar um e-mail para 123@espacovital.com.br – clicando aí ao lado. Os leitores podem optar por terem seus nomes divulgados, ou não.

• Loas às mulheres

Um tim-tim para a advogada Karla Meura, primeira mulher negra a integrar o Conselho Pleno da OAB-RS, que enriquecerá o Espaço Vital, quinzenalmente (terças-feiras alternadas), com apropriados textos para a bandeira que ela levanta.

Em reforço às bem lançadas linhas dela na edição de hoje, a equipe do Salvo Melhor Juízo colabora com um potim. E pergunta: O leitor sabe quando a mulher brasileira estará ganhando igual ao homem no trabalho?

Só em 2050 – ou no 50º ano do terceiro milênio!

Em bem lançadas contas, o pesquisador Marcelo Neri, da FGV Social, aponta textualmente que “embora continuem ganhando 41,6% menos do que os homens, as mulheres tiveram um crescimento de renda 7,2% maior nos últimos quatro anos”. Nesse passo, o equilíbrio virá só daqui a 31 anos.

A conferir!

 Política perpétua (1)

Lembram da loquaz catarinense Vanessa Grazziotin, ex-senadora de esquerda (PCdoB-AM), defenestrada pelas urnas? Pois ela está, desde a semana passada, em outra “vibe”.

Foi contratada como assessora no gabinete da deputada acreana e sua correligionária Perpétua Almeida. Salário de R$ 11,7 mil mensais, fora os presumíveis penduricalhos a que fazem jus os(as) amigos(as) da casa.

 Política perpétua (2)

Vanessa é formada em Farmácia pela Universidade Federal de Manaus. É casada com Eron Bezerra, ex-deputado estadual do Amazonas.

Também não reeleito, o marido de Vanessa, a convite do governador Wilson Miranda Lima (PSC), atualmente é o titular da Secretaria de Estado de Produção Rural do Amazonas.

 O campeão Michel...

Campeão às avessas, claro! Saiu a tabulação completa da pesquisa do Instituto Gallup sobre o índice de aprovação em 2018 dos líderes políticos de 120 países. O pior índice foi de Michel Temer, que ficou só com 7%.

Comparando: o arrogante Donald Trump recebeu 37% de aprovação.

 Mau conceito

Foi realizada na quinta passada uma reunião na Casa Civil do Planalto, em Brasília, para tratar da Copa América que será disputada no Brasil, a partir de 14 de junho.

O presidente Jair Bolsonaro deu uma passadinha no encontro, dele saindo com uma recomendação: “Evitar vincular sua imagem à Conmebol e à CBF, delas mantendo distância, pois ambas não gozam de bom conceito moral”.

Sobre a Conmebol, o Grêmio que o diga. Basta lembrar a semifinal da Libertadores de 2018.

• A folga da tornozeleira

O ex-deputado e delator Pedro Correa (PP-PE), ora em prisão domiciliar em Recife (PE), pediu autorização judicial para submeter-se a uma cirurgia de correção de deformidade na lombar.

Só que... – conforme atestado médico - durante a operação e nas primeiras horas de recuperação hospitalar, a tornozeleira eletrônica teria que ser retirada. A Justiça Federal autorizou.

Médico de formação, mas desde 1978 político - por rendosa opção - ao sair do cárcere para a prisão domiciliar, Pedro Correa disse no ano passado que “no Brasil sempre se fez política com corrupção e compra de votos”.

E mais: ele “só se arrepende do que não fez”.

Desde 2013, Pedro está condenado a 9 anos e 5 meses de prisão e multa de R$ 1,08 milhão no julgamento do mensalão. Cada vez mais há quem diga que o crime (político) compensa. (Ação Penal nº 470).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Sérgio Moro e Polícia Federal miram no Facebook e no Whatsapp

 Um acordo internacional que permita ao Brasil – sem a necessidade de pedido judicial - acessar dados de pessoas investigadas que têm cadastros nas redes sociais.

• A nova verdade jurídica brasileira: o dinheiro mal havido sempre vem das sobras de campanha.

 STJ decide que diárias de hotéis podem ter 21 horas.

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo pensando: vão, ou não, entregar o Judiciário?...

 Quando Madame Tartaruga Jurisdicional se interessa por ações contra bancos poderosos...

A “flauta” colorada direcionada contra o Grêmio nas redes sociais

•  Clube tricolor estaria oferecendo “bicho extra” de R$ 15 mil a cada jogador, por uma vitória no Gre-Nal.

•  Ementa de Marco Aurélio será curta e grossa: "Compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos".

•  Precedente do STJ, em caso gaúcho, proporciona cobrança mais eficaz de cotas condominiais.

•  Duas penalidades de censura a promotora de justiça por ofensas a quatro ministros do STF.

•  Reação nacional contra a “taxa de conveniência” começou no RS em 2013, quando o grupo Red Hot Chili Peppers veio ao Brasil.

•  Decisão judicial breca aumento de 70% aplicado pela Amil.

•  Eduardo Cunha começa a sonhar com a saída próxima.

•  STF autoriza que juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas volte ao trabalho.

Ataque de sapo no banheiro feminino de casa noturna gaúcha!

• O insólito acontecimento, que causou alergia a uma frequentadora , motivou registro de ocorrência policial.

 Filas em bancos: um problema detectado por estudioso da Dinamarca em 1909.

 Em ação por dano moral contra o Banco do Brasil (por 1 hora e 13 minutos de espera), advogado viu o STJ decidir que se trata de “mero aborrecimento diário”.

• Centroavante gremista foi vendido para o futebol chinês, mas perdeu o voo...

A primeira advogada negra no Conselho Seccional da OAB gaúcha

• Uma bem-vinda novidade na história de 86 anos da entidade. “Cresci ouvindo deles que a única herança que poderiam me deixar é o conhecimento” – diz Karla Meura.

• STJ decide amanhã quem deve indenizar mulheres vítimas de assédios em metrôs e trens.

• A vontade de retardar o envelhecimento...

• O notório doleiro Lucio Funaro quer reparação por dano moral.

•  Ação penal que condenou juiz gaúcho em primeiro grau, sai da pilha no TJ.

Insucesso em ação de Tarso Genro contra Alexandre Garcia

 Acórdão do TJRS afirma que “o político está sujeito às críticas acerca da sua atuação, desde que sem abuso de direito”.

 Decorrência de uma cirurgia de redesignação sexual: loja pode exigir documentos claros de cliente mulher, cujo CPF cadastrado consta como de titularidade de um homem.

 Não é desejável que pombos façam cocô na estátua em homenagem a Ricardo Boechat...

• Um estudo escolar sobre a gravidez na adolescência.

A revelação do salário do “Juiz da Comarca”

A ´Imprensa Vermelha Isenta´ revelou que Diego Tardelli chegou ao Grêmio ganhando R$ 750 mil por mês. Blogueiro gaúcho fez o contraponto azul: D´Alessandro recebe o equivalente a 300 mil dólares mensais.