Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de junho de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Os dias de intensa provação da mais famosa Miss Brasil de todos os tempos



Blog Misses na Passarela (reprodução)

Imagem da Matéria

 Páginas da vida

Os leitores da dita “melhor idade” certamente lembram bem da baiana Martha Rocha, atuais 82 de idade, a mais famosa Miss Brasil da nossa História, que deslanchou a partir dos 18 de idade, em 1954. Pois uma postagem dela no Facebook durante a semana do carnaval quase passou desapercebida.

Dizia assim: “Fui morar numa casa de idosos por questões financeiras. Mas não me sinto diminuída ou humilhada por isso – e minha dignidade segue sem máculas”.

Com o dinheiro escasso, ela chegou até a pedir pensão alimentícia a uma filha, fruto do relacionamento com o empresário Ronaldo Xavier de Lima, seu segundo marido.

Antes, Martha foi casada com o banqueiro português Álvaro Piano que faleceu em um acidente aeronáutico, quando ela tinha 23 de idade.

Nosso respeito a Maria Martha Hacker Rocha. Ela ficou em 2º lugar no concurso realizado nos EUA e diz a lenda que a perda do o título de Miss Universo para a americana Miriam Stevenson se deu por causa de duas polegadas a mais nos quadris. O segundo lugar deu a Martha a fama absoluta. Depois do concurso, ela tornou-se referência nacional de beleza.

 Duas invenções brasileiras

A história das duas polegadas foi uma invenção de jornalista João Martins, da revista O Cruzeiro, do Rio de Janeiro para consolar o orgulho brasileiro. Tudo foi combinado com os demais jornalistas do Brasil que estavam em Long Beach, na Califórnia. A própria Martha autorizou a versão, conforme consta em sua autobiografia.

Como fato curioso, em 1956 a Chevrolet lançou no Brasil a picape 3100 com duas polegadas (5 cm) a mais na distância entre eixos que nos modelos convencionais. O veículo é ainda hoje apelidado de Marta Rocha.

A partir de 1996, Martha Rocha passou a aparecer em júris de concursos de beleza, tornando-se a primeira miss a cobrar cachê para tanto. Em uma entrevista publicada em abril de 2006 pela revista IstoÉ, Martha explicou que “era uma necessidade”. É que, no ano anterior, ela perdera todo o dinheiro que tinha com a falência de uma instituição financeira (a chamada Casa Piano) comandada à época por um de seus familiares no Rio de Janeiro.

Em 2000, descobriu ser portadora de câncer de mama após assistir a uma reportagem televisiva sobre mutirões de saúde que promoviam o autoexame. A partir daí, Martha passou a ter outro estilo de vida. Nessa época, mudou-se do Rio para Volta Redonda, onde reside um de seus filhos do primeiro casamento.

 Abril, em março

A venda da Editora Abril terá seus ajustes finais formalizados ainda neste março. Mas, a família Civita fez questão de exigir uma cláusula resolutiva.

O dispositivo estabelece que o novo proprietário Fábio Carvalho, advogado especialista em comprar empresas quebradas, está proibido de, por 20 anos, vender a revista Veja para entidades religiosas ou políticas.

 A campeã Rosa

Foi a gaúcha e silenciosa Rosa Weber a ministra do Supremo que mais recebeu cartas eletrônicas em 2018, filtradas antes – por razões de segurança – pela Central do Cidadão do STF. As 361 correspondências a ela enviadas talvez tenham um mote prioritário: é que Rosa é a relatora do processo que discute a descriminalização do aborto – um tema que desperta interesse paixões.

No ranking, o segundo mais endereçado foi Luiz Fux (301 cartas), quase todas se referindo a ações sobre a greve dos caminhoneiros. Luís Roberto Barroso, em terceiro, recebeu 259 cartas: todas versando sobre o FGTS. Gilmar Mendes, Edson Fachin e Celso de Mello ficaram logo adiante.

Como é fácil de adivinhar, grande número de cartas aborda a... demora nos julgamentos – claro!

Quem quiser se comunicar com os 11 ministros – aliás, com os assessores deles, é claro – ou sugerir ações que visem à melhoria contínua do atendimento ao público, pode acessar o link clicando aqui.

A Central do Cidadão garante que todas as mensagens serão respondidas. Resta conferir a celeridade.

 Elas são 40!

Em gabinete, o presidente do TJRS, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, deu posse na última quinta-feira (7) à magistrada Thais Coutinho de Oliveira como nova desembargadora da corte. Ela está na carreira há 28 anos. Assim, o tribunal - integrado por 140 membros - passa a ter 40 mulheres (28,5%).

No ano passado, o primeiro da atual administração, houve três posses e todas foram de desembargadoras: Deborah Coleto Assumpção de Moraes, Vera Lucia Deboni (atual presidente da Ajuris) e Vivian Cristina Angonese Spengler.

Parodiando o canto de Jorge Bem Jor, "elas vêm chegando".


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Cartunista Walmir Orlandeli

   Condenação da Gol (R$ 1,2 milhões) por afronta a passageiros

 

Condenação da Gol (R$ 1,2 milhões) por afronta a passageiros

 Ação civil pública ajuizada pela Andep favorece 27 passageiros prejudicados pela empresa aérea em Curitiba, Buenos Aires, Montevidéu e Fernando de Noronha. Há trânsito em julgado e a empresa já pagou. Tramitação processual de dez anos e 41 recursos chegou a ter o oferecimento de uma carta de fiança falsa.

 O que Eduardo Cunha pode ter aprendido ao ler o livro “O Príncipe”, de Maquiavel.

 Um bode jurídico e a perda de sêmens de caprinos, na pauta da 6ª Câmara Cível do TJRS.

Arte EV sobre foto de Paul Nelhams

O avião enganoso e o julgamento enganado

 

O avião enganoso e o julgamento enganado

  Arquiteta porto-alegrense, ludibriada pela TAP Air Portugal, ganha indenização moral de R$ 1.500! Juiz leigo e juíza togada levaram em consideração “a condição da vítima e da empresa ofensora”...

 Corregedoria-Geral da Justiça do RS publica provimento que modifica as regras de registro de nascituros com “anomalia de diferenciação sexual”.

  Treze contratos publicitários sofrerão o “efeito ressaca” da atuação de Neymar no hotel parisiense.

 Duas chapas concorrem às eleições de dezembro no TJRS

Procedência de ação rescisória porque recurso foi decidido por desembargador impedido

 O advogado da multinacional reclamada era filho do magistrado-relator. Ele negou provimento a recurso ordinário em ação trabalhista que desacolheu pedidos de trabalhador

• Desembargador Thompson Flores passará a integrar a 8ª Turma do TRF-4 que julga recursos da Lava-Jato.

• Tartaruga suprema: julgamento pelo STF de ação direta de inconstitucionalidade que tramita há 24 anos.

 A moeda da Venezuela vai terminar como “pobre bolívar”?

• Passou a fase da prosperidade dos escritórios de advocacia que defendem os enrolados com a corrupção.

Arte de Camila Adamoli sobre imagem do TCU

   A tecnologia no controle das licitações

 

A tecnologia no controle das licitações

 Alice, Sofia e Monica: as três robôs que auxiliam o trabalho do Tribunal de Contas da União. Saiba por que elas têm esses nomes.

 A recuperação judicial da Atvos: débitos de R$ 11 bilhões e 900 milhões.

 BNDES, Banco do Brasil e Caixa Federal: as “mães” da Odebrecht.

 Mais dois deputados federais - que não se reelegeram em outubro - garantiram aposentadoria na Câmara. Um deles é gaúcho.

 A Braskem começa a devolver R$ 2,87 bilhões para a União.

Advogado condenado criminalmente pelo TJRS escapa no julgamento ético da OAB gaúcha

 

Advogado condenado criminalmente pelo TJRS escapa no julgamento ético da OAB gaúcha

  Denunciado por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o profissional da advocacia teve também desencadeado contra si, em 2012, processo ético-disciplinar. Mas – surpresa!... – prescreveu.

  Cultura geral: um alerta para que o príncipe Hamlet perceba a situação de perigo em que se encontra, principalmente por ações causadas por pessoas próximas a ele.

  Esposa de conselheiro cassado do Tribunal de Contas receberá aposentadoria de R$ 35 mil pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

  Casas Bahia e Ponto Frio pagam R$ 4,5 milhões para colocar fim a duas ações trabalhistas.

  Leilões de patrimônio da bandidagem: 33 embarcações, 12 aeronaves, 300 joias, 6.708 veículos, 9.679 eletrônicos.

  A paciência do Bradesco que está ajudando a Odebrecht.

Caricatura de Carlinhos Müller - https://www.carlinhosmuller.com/

“Eduardo Cunha, cupim da República”

 

“Eduardo Cunha, cupim da República”

  TJ do Rio de Janeiro considera que as “críticas foram ácidas e contundentes”, mas julga improcedente ação, por dano moral, do notório ex-deputado contra O Globo.

  Ficção: eficiência das tartarugas gaúchas em visita estratégica sobre processo que já dura seis anos e meio de idas, vindas e voltas...

  Juiz dos EUA é suspenso por seis meses - sem remuneração - por criticar Trump.

  STJ decide hoje se condôminos inadimplentes podem usar piscinas, churrasqueiras etc.