Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 14 de julho de 2020.

Multa de R$ 2.4 milhões ao Facebook



O Reino Unido impôs ao Facebook a multa máxima pelo vazamento de dados de usuários envolvendo a Cambridge Analytica, mas o valor é de apenas 500 mil libras, cerca de R$ 2,4 milhões, uma fração mínima para a companhia que faturou 31,5 bilhões de libras, ou R$ 166 bilhões, em 2017.

Em comunicado, o Gabinete do Comissário de Informação (ICO, na sigla em inglês) destacou que informações pessoais de no mínimo 1 milhão de britânicos foram vazados e que a rede social falhou em lidar com a questão mesmo após ter sido alertada.

“O Facebook falhou em proteger de forma suficiente a privacidade de seus usuários antes, durante e após o processamento ilegal desses dados” — afirmou a comissária Elizabeth Denham. Ela avaliou que “uma companhia deste tamanho e com esta experiência deveria saber e fazer melhor”.

Segundo as investigações, entre 2007 e 2014 o Facebook falhou em proteger informações pessoais dos usuários ao permitir que desenvolvedores de aplicativos acessassem esses dados sem informações e consentimento claros. E os afetados nem precisavam fazer o download do aplicativo, bastava estar conectado com alguém que o fizesse.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Camera Press

Estudo de Harvard associa YouTube a impulso à pedofilia

 

Estudo de Harvard associa YouTube a impulso à pedofilia

Uma pesquisa recém concluída diz que um algoritmo da plataforma da empresa subsidiária do Google recomendou um vídeo inocente de menina brasileira, de dez anos de idade, a usuários de conteúdo sexual. “Fiquei assustada com os milhares de visualizações” – diz a mãe da criança. As informações são do jornal New York Times.

CNJ sofre ataque de hacker

A invasão foi feita por uma pessoa que se intitula “Aline 1”.  Dados (nomes completos, números de contas bancárias, telefones, CPFs e senhas) de milhares de pessoas foram vazados.