Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 19 de julho de 2019.
https://www.espacovital.com.br/images/smj.jpg

Um presente irônico que resultou em condenação judicial



Arte de Camila Adamoli

Imagem da Matéria

A 9ª Câmara Cível do TJRS condenou uma psicóloga porto-alegrense, 72 de idade atual, a reparar moralmente o recepcionista de uma academia de ginástica – que funciona anexa a um clube social da capital. A indenização será de R$ 4 mil.

O caso de apontada homofobia – decidido na esfera cível há poucos dias - ocorreu há quatro anos, quando o funcionário informou a aluna, na época com 68 anos, que – conforme determinação dos proprietários da academia - ela não poderia realizar o exercício "glúteo quatro apoios" em frente à porta de entrada da academia, por atrapalhar o acesso dos demais clientes.

A intenção da frequentadora era a utilização da porta de vidro como espelho. Obstada no intento, a psicóloga reclamou e se retirou.

Na semana seguinte, ela retornou com uma caixa embrulhada para presente. No interior, havia um par de sapatos de salto alto na cor rosa choque. Junto, um cartão: "Isto é para o secretário não desaparecer atrás do balcão".

Na contestação, a psicóloga alegou desconhecer se o autor é heterossexual ou homossexual e que jamais se interessou em saber. Garantiu nunca ter feito distinção entre "pessoas intersexuais", e que não tem restrições contra ninguém, "pois trabalha com público".

Procurou justificar também que o motivo de ter dado o presente: "o recepcionista da academia tem baixa estatura, o que facilita para se esconder agachado atrás do balcão, não dando atenção às reclamações".

Tanto a sentença, como o acórdão, reconheceram a prática de homofobia, com a exposição injustificada do trabalhador perante terceiros que estavam presentes no ambiente da academia, quando o pacote com o presente foi aberto.

O advogado José Valdeci Freitas da Silva atua em nome do autor da ação. Não há trânsito em julgado, nem segredo de justiça. O acórdão está disponível no saite do TJRS. (Proc. nº 70077936235).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Mime das redes sociais sobre charge de DUKE

Em 13 meses, 309 viagens internacionais de deputados brasileiros

 

Em 13 meses, 309 viagens internacionais de deputados brasileiros

 Um dos destinos da moda, agora, é Dubrovnik, na Croácia. O objetivo é dar, às excelências, "acesso a novos conceitos, políticas públicas e experiências legislativas úteis ao Brasil" (risos...).

• TJRS autoriza penhora do automóvel da mulher para pagamento de dívida do marido.

 Quem é o senador “mais ladrão” da República?

 Mais de 50% das matérias penais julgadas, de 2013 a 2017 pelo STF, foram pedidos de habeas corpus.

O Telegram, por meio do qual Moro e Deltan se comunicavam, tem capital russo e sede em Dubai

 

O Telegram, por meio do qual Moro e Deltan se comunicavam, tem capital russo e sede em Dubai

 Constatações em série: Sérgio Moro continua o ministro mais popular do governo.

 Ex-ministro do STF Carlos Velloso avalia que os vazamentos de conversas “não devem virar trunfos para os acusados pela Lava-Jato”.

• Uma dica antiga de Tancredo Neves: “Só fale por telefone aquilo que você pode falar em público”.

 São turvas as relações atuais entre a OAB-RS e a OAB nacional.

 Advogados simpáticos ao PT já preparam articulações para tentar ganhar as eleições na Ordem gaúcha em 2020.

 O pito que, em público, João Dória passou num coronel da PM paulista.

Imagem de JetShoots.com – Montagem de Gerson Kauer

   As ações do ex-presidente da OAB Claudio Lamachia contra a Gol e a Tam

 

As ações do ex-presidente da OAB Claudio Lamachia contra a Gol e a Tam

   Os maus serviços, a impontualidade e a falta de assistência praticados pelas empresas aéreas. A (finada) Avianca é a campeã de reclamações.

   O casal de namorados que comprou passagem para ir a Florianópolis de avião, mas teve que se sujeitar a sete horas de viagem de ônibus.

  A ação da atriz Juliana Paes e seus filhos contra a Delta Airlines: dez horas retidos em Atlanta (EUA).

   A (des) ordem nacional da má prestação de serviços: Oi (1º), Vivo (2º), Claro (3º), Sky (4º) e Net (5º).

Arte de Camila Adamoli sobre charge de Junião

   Mudanças no Estatuto da OAB para que advogados sentem no mesmo “plano topográfico do juiz”

 

Mudanças no Estatuto da OAB para que advogados sentem no mesmo “plano topográfico do juiz”

 R$ 5,8 milhões anuais para que os deputados federais viajem à vontade.

 Uma compra de 106 mil pistolas.

 Empresários, tremei! Vem aí uma delação arrasadora.

• Fiança (paga!) de R$ 90 milhões para soltar um preso.

 Uma mulher brasileira comandará, a partir de Cingapura, a operação da Coca-Cola em onze países asiáticos.

VOX MS

   As relações pessoais entre o então juiz, seu assessor e três advogados

 

As relações pessoais entre o então juiz, seu assessor e três advogados

 Um concurso para ingresso na magistratura em que Diego foi aprovado, mas Juliano não teve igual sorte.

 No mesmo dia da posse do juiz, porém, o amigo é designado para assessor. Então, os dois passam a morar juntos.

 O advogado Eugênio Costa e suas influências na comarca. Encontros para jogar vídeo games. E uma ida às compras no free shop do Chuí.

 O oferecimento dos serviços de futura consultoria advocatícia.

 “É nesse círculo de relacionamentos em que relações da vida privada (amizade, camaradagem, afinidades pessoais) se misturam com a vida profissional, que o Dr. Diego Magoga Conde passou a comprometer a sua independência de magistrado” – afirma o desembargador Rogério Gesta Leal.