Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 27 de novembro de 2020.

Potins desta terça-feira



 Direito do advogado

Foi publicada na sexta-feira (5) a Lei nº 13.725/2018, que altera o Estatuto de Advocacia, permitindo que advogados de sindicatos e associações possam receber, cumulativamente, os honorários contratados com a entidade que representam e os honorários de sucumbência assistenciais, devidos pela parte vencida ao vencedor da causa.

A nova lei adéqua o Estatuto da OAB ao novo Código de Processo Civil e à reforma trabalhista (Lei nº 13.467/2017). Além disso, põe fim a uma jurisprudência da Justiça do Trabalho que impedia o recebimento de honorários assistenciais no caso de advogados que representam sindicatos, uma vez que eles já recebiam por contrato.

 Restrições à magistratura

É proibido aos magistrados brasileiros participar de câmaras privadas de conciliação e mediação. Assim entendeu o Pleno do Conselho Nacional de Justiça, ao reconhecer que “a participação de magistrados nessas câmaras pode comprometer imagem de imparcialidade do Judiciário”.

A resposta à consulta citou o artigo 95 da CF/88, segundo o qual "é vedado aos juízes exercer, ainda que em disponibilidade, outro cargo ou função, salvo uma de magistério".

Também ressaltou que a Lei Orgânica da Magistratura Nacional veta o exercício de cargo de direção ou técnica de sociedade civil, associação ou fundação, de qualquer natureza ou finalidade, restando dúvida, porém, quanto à possibilidade de magistrados serem sócios sem poderes de administração ou direção.

 Surpresa

Ciro Gomes teve – antes do insucesso na eleição de domingo - uma surpresa quando encerrou o último debate. No camarim que lhe foi destinado no Projac (local do debate da Globo) estava à sua espera um oficial de justiça. A intimação referia-se a uma interpelação judicial promovida por João Dória (PSDB) candidato ao governo paulista, que não aceitou ser chamado de “farsante” por Ciro.

João Dória quer acionar – criminalmente - Ciro Gomes, enquadrando-o nos crimes de injúria, calúnia e difamação. Ciro ficou irritado com a decisão da Globo em permitir a presença do servidor judicial no seu camarim. “A Globo está interessada na polarização Haddad x Bolsonaro. Ela gostaria que fosse assim, mas felizmente ela não manda”- disse.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Potins desta sexta-feira

 Condenação cível de Jair Bolsonaro por declarações homofóbicas.

 Punições futebolísticas: as suspensões de d´ Alessandro, Odair Hellmann e do assessor de imprensa do Grêmio.

 As seis ações que miram o futuro de Temer.

 A velha política de Geddel e do mano Lucio Vieira Lima.

 Páginas televisivas: a convivência de Bolsonaro com Record e SBT. E a distância de Globo e globais.

 Vitória tributária do Airbnb

Potins desta sexta-feira

 STJ aprova duas novas súmulas de Direito Penal.

 A velha política brasiliense: Senado aumenta seus quadros de assessores de 2.420 para 2.754.

 A política de FHC agora é tipo “coluna do meio”.

 TRF-2 decide na quarta-feira (8) se Temer e Moreira Franco continuam soltos. Ou...

• Lula e seu advogado pensam hoje os novos passos para o desejado regime domiciliar.

 O direito ao descanso dominical, pelo menos uma vez por mês.

Notícias curtas desta terça-feira

•  Judiciário brasileiro tem 80,1 milhões de processos em tramitação.

• Uma alfinetada de Roberto Barroso em Gilmar Mendes.

• José Dirceu, o czar do Brasil.

•  O Brasil que eu quero é... a Dinamarca!

•  A apreensão de vários milhares de telefones celulares da marca Alcatel.

Potins desta sexta-feira

•  “Autos processuais não localizados, apesar de muita procura”...

•  Liminar proíbe associação de direito médico de prestar atividades jurídicas.

•  Cliente de banco consegue anular cobrança de “tarifa de serviços administrativos”.

•  TST decide que é ilegal exigir depósito prévio para custeio de perícia.

•  Cancelada súmula do STJ sobre proibição de banco reter salário para adimplir mútuo comum.

•  Feriadão encaminhado no STJ para 14/18 de novembro.

Potins desta terça-feira

 Número de advogados brasileiros supera a marca de 1,1 milhão

 Ação trabalhista de doméstica contra o ex-patrão João Dória, ex-prefeito de São Paulo.

 Lula: presidenciável ou “presodenciável”?

• Eduardo Cunha quer pagar parte da multa de R$ 5,7 milhões com dinheiro que está sendo repatriado do exterior.

• Uma ação do Flamengo contra o colorado Paolo Guerrero.

 Amiga de Dilma será a advogada eleitoral de HenriqueMeirelles. É milagre político.

 “Mãe União” garante curso em Lisboa para dois advogados.

 Cármen Lúcia recusa sala vip nos aeroportos.

 O aperto de Preta Gil e o impasse na devolução de um apartamento que ela não consegue pagar.

Potins desta sexta-feira

· Ciro Gomes prega que juízes e promotores voltem às suas caixinhas. E quer a restauração da autoridade do poder político.

· A cara feia de Cármen Lúcia.

· E a cara sorridente de magistrados mineiros bafejados por altos salários.

· A engraçada comédia dos candidatos à Vice-Presidência da República.

· Uma benção na sede do TRF-2, para afastar assombrações noturnas.

· Indenizações do DPVAT vão ter indenizações aumentadas. Mas o custo do seguro também vai subir.