Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de dezembro de 2018.
https://www.espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

“Auxílio-aparência”, versão 2018



Arte de Camila Adamoli sobre fotos Camera Press

Imagem da Matéria

 Dentes alvos e brilhantes para melhorar a agilidade jurisdicional...

O Conselho Nacional de Justiça abriu um pedido de providências para levantar informações – acredite se quiser!... - sobre a aquisição de kits de clareamento dentários para magistrados e servidores do Tribunal de Justiça da Bahia.

Segundo expediente documentado endereçado ao corregedor nacional,  a corte estadual estaria na iminência de gastar R$ 40 mil com a repetição de um procedimento estético, que vem sendo prestado desde 2009, inclusive com a compra anterior de um sofisticado equipamento de clareamento dental a laser (preço e nome do ordenador de despesas não revelados).

O presidente do tribunal baiano, desembargador Gesivaldo Britto, foi oficiado para suspender os atos relacionados ao processamento da aquisição dos kits. E no prazo de dez dias deverá fornecer resposta e documentos sobre a mencionada precedência de habitual fornecimento desse serviço – por conta do erário – para magistrados e servidores.

 No ano que vem, mais advogadas do que advogados

No Rio Grande do Sul, a advocacia feminina cresce mais do que a masculina. Embora ainda não seja superior, a vantagem numérica das mulheres - segundo estatísticos - será alcançada já no primeiro semestre de 2019.

Atualmente a OAB gaúcha registra 81.724 inscrições. Destas, 41.172 (50,38%) são masculinas; 40.552 (49,62%) são femininas. A diferença – que encolhe semanalmente – é de apenas 620. Os dados obtidos pelo Espaço Vital são de ontem (24).

Detalhes chamativos: no RS, a faixa etária de 26 a 40 anos, tem a maior quantidade de inscritos: são 35.123. Destes, 20.223 são mulheres e 14.900 são homens. E as estagiárias gaúchas já são maioria há cinco meses: 1.105 x 901.

No Brasil todo, porém, a expressão quantitativa do gênero masculino é bem maior: eles são 568.123; elas, 540.087. Mas as estagiárias já estão em vantagem nacional: 17.031 x 14.329.

 Espaço político feminino

Há duas semanas, o Conselho Federal da OAB decidiu, por maioria, que só nas eleições nacional e estaduais de 2021 (com posse em 2022) será obrigatório ter, no mínimo, 30% de cargos eletivos ocupados por mulheres. A decisão, que não considera os números acima expostos, está na contramão inclusive da legislação eleitoral geral que data de 2010.

Tal questão será transposta para o campo político nas eleições da Ordem gaúcha, na última semana de novembro. Tido como pré-candidato, o oposicionista Paulo Petri já anunciou um dos slogans do seu grupo: “Mulher não vota em quem veta”.

Seguramente candidato à reeleição, o atual presidente Ricardo Breier – solicitado pelo Espaço Vital - optou por não responder.

A propósito, sobre trabalho feminino e remuneração inferior das mulheres, recomenda-se a leitura, nesta edição, do artigo “A divisão sexual do trabalho e seus efeitos sobre as mulheres”. A doutora em desenvolvimento econômico e social Marilane de Oliveira Teixeira será palestrante desse tema no Congresso da Agetra, que se realiza quinta e sexta-feira próximas em Porto Alegre.

 

 A conferir

Brasileiros convictos no futuro do Brasil acreditam em uma frase escutada no discurso de posse de Dias Toffoli, ao assumir a presidência do Supremo.

Ele disse textualmente: “O desafio do Judiciário, no Século 21 é a segurança jurídica”.

Que assim seja!


Comentários

Rogério Brodbeck - Advogado 25.09.18 | 15:28:47

Uma pena que a Ordem tenha aderido a esse espúrio programa de cotas, deixando de lado a meritocracia, apenas para favorecer as mulheres. Quem não é competente que não se estabeleça, diz o velho adágio...

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Maioria do TRF-2 considera inconstitucional a sucumbência para a AGU

• Nove votos já afirmaram que advogados públicos não podem receber honorários de sucumbência, caso a administração saia vencedora de uma disputa judicial.

 Bye, bye Brasil: 29% dos brasileiros gostariam de deixar nosso país.

 Curso de Direito continuará tendo cinco anos.

 STJ decide a restrição do foro privilegiado também para procuradores da República.

A disputa, por três filhas, sobre a destinação do cadáver do pai falecido há seis anos

  Em vida, o falecido teria manifestado, verbalmente, sua disposição de que, após a morte, seu corpo fosse submetido a um processo de congelamento (criogenia – foto acima), nos EUA, para que com a evolução da Ciência, fosse possível descobrir a causa de sua doença.

  A mina da Votorantim próxima ao rio Camaquã e o atropelamento múltiplo de ciclistas: dois “riscos vermelhos” do RS estão no Atlas Global de Justiça Ambiental.

 Unesco certifica a decisão do STF de equiparar a união estável entre pessoas do mesmo sexo à entre casais heterossexuais como “patrimônio documental da humanidade

Delatores premiados devem R$ 422 milhões às contas da Lava Jato

 A PGR lança uma ferramenta para tentar cobrar de notórios caloteiros que se livraram da cadeia.

• Nenhuma advogada conseguiu se eleger presidente de seccional da OAB. Eram oito candidatas, mas nenhuma teve sucesso.

 TJRS decide que a paternidade socioafetiva - declarada ou não em registro público - não impede o reconhecimento de filiação baseado na origem biológica.

 As atuais diferenças entre Lula e José Dirceu (este, ainda, um homem de supremo poder).

Futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos diz que homens e mulheres “não são iguais”

 Damares Alves (foto), anunciada como titular da pasta que será criada em janeiro, é advogada e pastora evangélica. Ela contou ter sofrido violência sexual aos 6 anos. É mãe adotiva de uma filha indígena.

 Um sutil puxão de orelhas dado pelo ministro Paulo de Tarso Sanseverino em dois advogados gaúchos.

 Políticos, esses grandes devedores da Fazenda Nacional...

 Férias pagas parcialmente antes do início do descanso motivam pagamento em dobro. Decisão é do TST.

Julgamento disciplinar de magistrados por suposto envolvimento em política partidária

  CNJ decide, no dia 11, os pedidos de providências contra o gaúcho Luiz Alberto de Vargas (TRT-RS) e outros nove magistrados.

  Vitória da situação advocatícia no RS consagrou uma frase: “A OAB não é partido político”.

  Supremos jeitinhos jurídicos para amenizar a corrupção: “É caixa 2”.

Moro prepara pacote de medidas de combate ao crime organizado

 Entre os pontos que serão analisados pelo Legislativo está a proibição da progressão de regime a presos que mantêm vínculos com organizações criminosas.

 Com o efeito cascata em todo o país, o aumento para o STF traz um impacto financeiro de 1 bilhão e 400 milhões de reais, ao ano.

 O supremo séquito e os balangandans: Toffoli levou seis assessores a encontro dos juízes federais em Buenos Aires.