Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 11 de dezembro de 2018.

Mais um caminho para acessar o Espaço Vital



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Em algumas cidades do Brasil – especialmente na Região Centro-Sul do Brasil – leitores estão encontrando, esta semana, dificuldades ou demora para acessar o Espaço Vital.

Os óbices são técnicos e se devem a restrições momentâneas em redes físicas da Embratel, no caminho entre os nossos servidores e os terminais utilizados pelo público que nos lê.

Enquanto o problema não é solucionado pela referida empresa, nossa equipe técnica disponibiliza uma nova alternativa: o acesso via link www2.espacovital.com.br .

Ele percorre outros caminhos virtuais e físicos e poderá ser utilizado, de hoje em diante (06 de julho), sempre, como uma opção segura e rápida.

Assim, são duas opções: www.espacovital.com.br e http://www2.espacovital.com.br

Uma ótima leitura! Agradecemos aos que puderem escrever a 123@espacovital.com.br relatando as facilidades e eventuais dificuldades de acesso, bem como apresentando sugestões. E também contribuindo com dicas para os nossos Romances Forenses.

Atenciosamente,

EQUIPE ESPAÇO VITAL


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Foto Zarpo Magazine

   Entidade com ações no STF e STJ patrocina presença de ministros em resort

 

Entidade com ações no STF e STJ patrocina presença de ministros em resort

Evento “Direito Marítimo na Visão dos Tribunais” foi realizado no Ferradura Resort (foto), em Búzios (RJ). O Conselho Nacional de Praticagem, tem como um de seus defensores o advogado Rodrigo Fux, filho do ministro do STF Luiz Fux. Entidade organizadora afirma que “os palestrantes foram escolhidos com independência técnica” e têm “atuação no contencioso judicial".

Chargista Amarildo > www.amarildo.com.br

As batalhas judiciais do FIES no caminho do diploma universitário

 

As batalhas judiciais do FIES no caminho do diploma universitário

 Caso seja necessária a penhora de ativos de instituição de ensino superior, os créditos eventualmente obtidos por meio do Fies não serão atingidos.

• Em caso gaúcho, a decisão de que o programa não se submete ao Código do Consumidor.

 A proibição da capitalização de juros.

 Dificuldades para a transferência de uma aluna.

• A impossibilidade de um novo financiamento.