Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de dezembro de 2018.

Potins desta terça-feira



Hora de mudar paradigmas

“Há no Brasil uma imensa demanda por integridade, idealismo e patriotismo. Esta é a energia que muda paradigmas e empurra a história”.

O pensamento foi externado pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso, ovacionado na quarta passada (1º), ao falar no 34º Encontro Nacional dos Procuradores da República, em Recife (PE).

Ontem (6) em Buenos Aires, o mesmo Barroso abriu a conferência da ONU sobre corrupção na América Latina. (Leia o tópico seguinte).

Nação de delinquentes

Em Buenos Aires, ontem (6) Barroso disse que “o Direito Penal brasileiro não entrega o que deveria: impedir a criminalidade”. Mais: o sistema legal-jurisdicional brasileiro “só serve para punir menino pobre com 100 gramas de maconha”.

Prosseguindo, o ministro do STF afirmou que “as normas do Brasil não são capazes de impedir os crimes do colarinho branco e alcançar pessoas que ganham mais de cinco salários mínimos por mês”.

No arremate, Barroso definiu o Brasil como “o país da corrupção passiva e ativa, do desvio de dinheiro, do peculato, da lavagem de dinheiro, da fraude a licitações – que criou uma nação de delinquentes”.

Especulação

O sucesso de Barroso talvez não esteja agradando aquele loquaz “padrinho de casamento”.

Aguardam-se desdobramentos.

Juízes ameaçados

Levantamento que está sendo feito no Conselho Nacional de Justiça pode culminar em resolução inédita e talvez polêmica: a transferência de “juízes em situação de risco em suas áreas de atuação, cidades, varas e comarcas” para outras cidades e estados.

Detalhe: eles não perderiam a titularidade e a vinculação nos processos que estão instruindo e julgando.

A novidade é turbinada ante as crescentes ameaças de criminosos a magistrados e seus familiares.

Conhecimento de causa

O juiz Sérgio Moro foi convidado pela diretoria da Petrobrás a palestrar, na estatal, sobre a operação que expôs o gigantesco esquema de corrupção que abalou o Brasil e surpreendeu o mundo.

Moro aceitou.

Falta apenas definir a data.

Quem sobe!

Em poucas semanas, Temer terá nomeado dois ministros para o TST. O mineiro Breno Medeiros terá posse na próxima quinta-feira (9). Com padrinho forte foi nomeado poucas semanas depois de entrar na disputa.

E a aposentadoria do ex-presidente João Oreste Dallazen já mobiliza muitos candidatos.

A vaga dele é para magistrados de tribunais regionais. Teoricamente são quase 300 homens de togas em condições de concorrer.

Das redes sociais

Não vou criticar o Paolo Guerreiro. Eu também já me dopei para ajudar o PERU”.

(A postagem é ilustrada por uma embalagem de viagra)


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

 Nova lei permite que advogados de sindicatos possam receber, cumulativamente, os honorários contratados com a entidade que representam e os honorários de sucumbência assistenciais.

 Magistrados não podem participar de câmaras privadas de conciliação.

 Um oficial de justiça à espera de Ciro Gomes.

Notícias curtas desta terça-feira

•  Judiciário brasileiro tem 80,1 milhões de processos em tramitação.

• Uma alfinetada de Roberto Barroso em Gilmar Mendes.

• José Dirceu, o czar do Brasil.

•  O Brasil que eu quero é... a Dinamarca!

•  A apreensão de vários milhares de telefones celulares da marca Alcatel.

Potins desta sexta-feira

•  “Autos processuais não localizados, apesar de muita procura”...

•  Liminar proíbe associação de direito médico de prestar atividades jurídicas.

•  Cliente de banco consegue anular cobrança de “tarifa de serviços administrativos”.

•  TST decide que é ilegal exigir depósito prévio para custeio de perícia.

•  Cancelada súmula do STJ sobre proibição de banco reter salário para adimplir mútuo comum.

•  Feriadão encaminhado no STJ para 14/18 de novembro.

Potins desta terça-feira

 Número de advogados brasileiros supera a marca de 1,1 milhão

 Ação trabalhista de doméstica contra o ex-patrão João Dória, ex-prefeito de São Paulo.

 Lula: presidenciável ou “presodenciável”?

• Eduardo Cunha quer pagar parte da multa de R$ 5,7 milhões com dinheiro que está sendo repatriado do exterior.

• Uma ação do Flamengo contra o colorado Paolo Guerrero.

 Amiga de Dilma será a advogada eleitoral de HenriqueMeirelles. É milagre político.

 “Mãe União” garante curso em Lisboa para dois advogados.

 Cármen Lúcia recusa sala vip nos aeroportos.

 O aperto de Preta Gil e o impasse na devolução de um apartamento que ela não consegue pagar.

Potins desta sexta-feira

· Ciro Gomes prega que juízes e promotores voltem às suas caixinhas. E quer a restauração da autoridade do poder político.

· A cara feia de Cármen Lúcia.

· E a cara sorridente de magistrados mineiros bafejados por altos salários.

· A engraçada comédia dos candidatos à Vice-Presidência da República.

· Uma benção na sede do TRF-2, para afastar assombrações noturnas.

· Indenizações do DPVAT vão ter indenizações aumentadas. Mas o custo do seguro também vai subir.

Potins desta sexta-feira

 Negado vínculo de emprego entre carregador de tacos de golfe e o Country Clube de Porto Alegre.

 Um homem e sua união estável com duas mulheres

TRF-4 mantém liminar que impede governo do RS de arquivar a extinção da Fundação Piratini.

 CF da OAB diz que o modelo da Agência Nacional de Saúde e outras reguladoras está falido.

 Auxílio-acidente depois do auxílio-doença.

 MPF vai pedir, em agosto que Adriana Ancelmo volte para a prisão.