Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de dezembro de 2018.

O proficiente voto do assessor



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

O enredo é contado pelo jornalista Irineu Tamanini, que atua no eixo Brasília-Rio de Janeiro há quase quatro décadas, e já foi assessor de imprensa do Conselho Federal da OAB. O cenário da história é uma câmara de um tribunal estadual.

O presidente do colegiado anuncia o julgamento e passa a palavra ao desembargador-relator. Este, para surpresa geral, informa que, em regime de discussão, vai dar conhecimento aos demais integrantes do colegiado de dois votos integralmente antagônicos; um de sua lavra, o outro de seu assessor.

Detalhando: um voto confirmando a sentença; o outro voto dando provimento à apelação.

É que, nos bastidores, antes da sessão, o magistrado teria divergido do seu auxiliar e este, igualmente, não se convencera do voto da autoridade jurisdicional.

Lidos os dois longos votos antagônicos, após a manifestação do revisor e do vogal, saiu vitorioso, por unanimidade, o voto do … assessor. Foi então que o presidente proclamou: “Por unanimidade dos votos dos desembargadores da colenda câmara, deu-se provimento à apelação”.

Foi o triunfo da “assessorcracia”.


Comentários

Afonso Saraiva Moraes - Advogado 26.05.17 | 09:44:49
Quando a OAB vai tomar providências contra alguns membros do STF que não se dão por impedidos em seus julgamentos?
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

  O enterro da sogra que não morreu

 

O enterro da sogra que não morreu

A inusitada abordagem no plantão judicial forense. Como autorizar o funeral de uma provecta idosa, de aparência taciturna, que – como manifestação de última vontade - deseja ser sepultada no sítio em que reside? O texto é de Dirnei Bock Hendler, servidor judicial estadual (RS)

Charge de Gerson Kauer

A fama do João Grande

 

A fama do João Grande

Era uma ação penal contra um homem que estaria ofendendo e ameaçando a ex-esposa. As desavenças ocorriam porque ela postava, nas redes sociais, que o ex-marido vivia sempre na casa do João Grande, famoso na cidade gaúcha por ser bem-dotado.

Charge de Gerson Kauer

O gaúcho caloteiro

 

O gaúcho caloteiro

A difícil intimação de um fazendeiro, já conhecido no meio forense, como o Senhor Caloteiro. O êxito da diligência só acontece porque, no esconderijo, o devedor é acometido de coceira causada por urtiga.

Charge de Gerson Kauer

   A experiência dos velhinhos

 

A experiência dos velhinhos

Segundo a cartilha do banco, os saques mínimos no atendimento presencial seriam de R$ 200. Saiba como a idosa senhora - mãe de um advogado e avó de um estagiário do tribunal - convenceu o caixa de que ela tinha direito líquido e certo a sacar apenas R$ 50.

Charge de Gerson Kauer

Quando o suposto amor vira negócio

 

Quando o suposto amor vira negócio

O cliente, à hora da saída do motel, acelera o carro, derruba a cancela e se vai em desabalada fuga. Saiba porque, em Juízo, o tresloucado gesto do homem comove o juiz e obtém simpatia do dono do estabelecimento de hospedagem.

Gerson Kauer

Perfume de segunda categoria

 

Perfume de segunda categoria

Após presidir a audiência de ação penal relativa a roubo à mão armada ocorrido em uma loja de perfumes, o elegante juiz é surpreendido com a pergunta desferida pela vítima: “Doutor, o senhor tem compromisso para hoje à noite?