Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 05 de junho de 2020.

Judiaria com arara vermelha e com a idosa que a cuidava



O TRF da 2ª Região condenou a União a indenizar uma idosa que, durante 40 anos, cuidou com desvelo de uma arara vermelha, mantida em cativeiro nos arredores do Rio de Janeiro e levada embora pela PM carioca, que não estava ali para prender bandidos.

O bicho – então por ordem do Ibama - foi levado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, no Rio, sendo colocado junto com outras aves.

A novel visitante foi atacada pelos demais espécimes que ali habitavam e, por causa dos ferimentos, morreu no dia seguinte.

O acórdão diz que “houve uma dupla judiaria: com Laisa Barbosa Rodrigues da Silva, que mantinha a posse carinhosa da arara; e com a própria pobre ave, que nunca deveria ter sido retirada de onde estava há décadas”.

A indenização será de R$ 15 mil. (Proc. nº 0000953-21.2012.4.02.5118).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Foto Visual Hunt

Brumadinho já tinha problemas há 25 anos

 

Brumadinho já tinha problemas há 25 anos

A tragédia das mortes anunciadas. Comitê criado pela Vale diz que a barragem tinha problemas há 25 anos. Segundo o relatório, a tragédia ocorreu por instabilidade estrutural com liquefação, quando um rejeito sólido se converte em fluido.