Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira ,12 de novembro de 2019.

A história da operadora do Direito (gaúcha) que foi a um ensaio de escola de samba no Rio



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

A operadora do Direito sai de Porto Alegre para passear o feriadão no Rio de Janeiro.

Hospedada num flat 3 estrelas no Leblon, ela se prepara para ir ao ensaio de uma escola de samba. Olha-se no espelho e admite estar com ares de patricinha. (Era o que ela queria).

Com a chegada dela ao destino, um frequentador - suado e banguela - trajando uma camisa do Botafogo "original" com o logotipo da "Liquigás" - convida-a para dançar. Para não arrumar confusão, ela concorda.

Mas o parceiro - destilando-se - sua tanto (do verbo suar) que ela já não está suportando mais!

A moça vai se afastando dele, e diz:

- Você sua, hein!

Ele a puxa, lasca um beijo e responde:

- Também vô sê seu, princesa! É nóis!

* * * * *

Ela escapa e se abriga na proteção dos/das companheiros de mesa reunidos no mesmo passeio turístico.

* * * * *

Segundo a "rádio corredor" só ficou uma dúvida: saber se a operadora do Direito era advogada, magistrada ou procuradora.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

O juiz salvador

Uma piada da “rádio-corredor” da OAB nacional ironiza como, em algum lugar do universo, um magistrado teria salvo um notório político que estava se afogando numa praia deserta...

Charge de Gerson Kauer

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

 

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

O advogado tem, cedo na manhã de segunda-feira, uma consulta jurídica a atender. O cliente pretende o ingresso de uma ação trabalhista. O profissional da Advocacia escuta, anota e conclui que a solução está no atendimento por um psicólogo.

Charge de Gerson Kauer

Pesadelo jurisdicional

 

Pesadelo jurisdicional

Na madrugada, em meio a um sonho conturbado, a juíza é interpelada pela ´Jurisdição´ e admite: "a estagiariocracia é uma moderna técnica de gestão! Está dando tão certo que até estou conseguindo começar meus fins-de-semana nas quintas-feiras".