Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, 20.2.2020.
Próxima edição na quinta-feira 27

Casal pega voo errado, viaja 11 mil km e vai parar em Bangladesh



Mundo bizarro

GA Daily News

Imagem da Matéria

Dois passageiros dos EUA que estavam a caminho do Senegal, na África, foram parar em outro continente depois que a companhia aérea trocou o nome da cidade no qual os passageiros deveriam desembarcar. Eles desembarcaram 11 mil km mais distantes do destino original.

Sandy Valdivieso e Triet Vo, moradores de Los Angeles (EUA), estavam a caminho de Dakar. No entanto, um funcionário da companhia Turkish Airlines confundiu a sigla do aeroporto de Dakar (DKR) com o aeroporto de Daca, em Bangladesh, que é identificado pelas letras DAC. As informações são do jornal GA Daily News.

Sandy e Triet fizeram a escala em Istambul conforme o previsto, mas perceberam que algo estava errado quando a comissária de bordo afirmou que o avião estava a caminho de Daca, e não Dakar. “Pensei que essa era a pronúncia de Dakar com sotaque turco”, contou Sandy.

O casal somente se deu conta da situação quando estavam sobrevoando o oriente médio e viram que estavam em um avião com diversos asiáticos. Ao desembarcarem em Bangladesh, a companhia confirmou o erro e os estadunidense só puderam seguir viagem 12 horas depois.

A Turkish Airlines pediu desculpas pelo incidente. Hospedou os passageiros e os reembarcou no dia seguinte, além de oferecer duas passagens  de cortesia para qualquer lugar do mundo. Mas em classe econômica...

A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação, clicando aqui.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

STF define a possibilidade de pena da suspensão da CNH

O Plenário da Corte estabeleceu tese unânime: “É constitucional a imposição da pena de suspensão de habilitação para dirigir veículo automotor ao motorista profissional condenado por homicídio culposo no trânsito”.