Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 17).
https://www.espacovital.com.br/images/201811081626490.jpg

De Belém a Belém



Arte EV

Imagem da Matéria

É uma adaptação do título do livro “De Belém a Yokohama”, narrativa da caminhada do Internacional da quase segundona ao Mundial da FIFA. Sim, um longo caminho corretamente construído e sem promessas irresponsáveis.

Fomos agora eliminados da Libertadores e não venham com o argumento de que faltou sorte, ou sobrou azar. O azar acompanha os ruins, os despreparados e os incautos.

Bola na trave conta para nada e muito menos errar cobranças de pênaltis.

A saída do Miguel Angel – o milagroso cabo eleitoral da atual direção – evitou a tragédia da segundona.

O time melhorou um pouco, graças ao trabalho do Aguirre que, ao menos, sabe que no futebol não se inventa.

Entretanto, não iremos longe. Tomara que o Internacional fique no pelotão intermediário longe da zona de rebaixamento.

Quando o Internacional caiu, caso o Aguirre tivesse permanecido, isso não ocorreria.

Em resumo: temos técnico para não cair; temos um plantel de médio para medíocre; não temos dinheiro para contratações mas, principalmente, sobram dirigentes despreparados.

Eles nunca ganharam nada, são perdedores e não é pela sorte ou pelo azar, é pela incapacidade de mobilizarem o vestiário e o torcedor.

É assim, enquanto perdurarem os conchavos eleitorais para os cargos do futebol, estes serão rifados com a garantia de estabilidade.

Estamos diante de torcer por uma realidade menos pior.

Como disse um amigo, no Rio Grande do Sul... “Não temos mais a gangorra, temos uma tábua apoiada em dois cavaletes”...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Ricardo Duarte/Flamengo

Festa no Maracanã

 

Festa no Maracanã

"O encanto do futebol está nisso: quando tudo indica uma lógica, ela é inexplicavelmente contrariada. O Aguirre é um técnico que nos surpreende e, com certeza,  algo ocorreu no vestiário colorado."

iStock/Arte EV

Perdão, Excelência!

 

Perdão, Excelência!

“Não há dúvida de que, cada vez mais, a advocacia tem sido diminuída e assim continuará sendo, até que cheguemos à condição de profissionais meramente auxiliares do sistema”. 

https://www.curtoecurioso.com/

Futebol gaúcho em baixa

 

Futebol gaúcho em baixa

Até agora nada deu certo no Beira-Rio, salvo medir os fracassos e verificar que... o outro está pior. Vivemos a realidade da mediocridade, nenhum deles apresenta condições de ultrapassar as dificuldades impostas nas competições.