Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 15 de outubro de 2019.

Ex-policial é condenada a 10 anos de prisão por matar vizinho: trágico engano



Camera Press

Imagem da Matéria

Uma ex-policial do estado americano do Texas foi condenada ontem (3) a 10 anos de prisão por matar a tiros, em 2018, um seu vizinho negro, por achar que ele estava invadindo seu apartamento. O crime ocorreu logo depois que a então policial se confundiu e acessou andar errado do prédio onde ambos moravam. Amber Guyger, 31 de idade, estava retornando - ainda fardada - do trabalho no momento do crime.

Ela já tinha sido demitida da polícia estadual e agora foi punida criminalmente por matar Botham Jean, de 26, que trabalhava para uma empresa de contabilidade.

Na noite dos fatos, ela foi até o apartamento de Jean achando que era o dela e viu a porta aberta, com o vizinho no interior. Ao acreditar que havia um invasor em seu imóvel, ela disparou contra o jovem. A ex-agente policial morava no andar inferior ao da vítima.

O crime e suas consequências provocaram manifestações e pedidos de justiça num país onde policiais brancos que atiram em pessoas de cor são frequentemente inocentados.

O advogado de Amber Guyger disse ao tribunal que sua cliente havia cometido um "erro trágico", mas que ela não era "má".

"Peço desculpas a Deus e me odeio todos os dias" pelo que aconteceu, declarou a ex-policial.

 


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Wikimapia – “Gulf News”

Avião retorna ao aeroporto porque mãe esqueceu o filho bebê no setor de embarque

 

Avião retorna ao aeroporto porque mãe esqueceu o filho bebê no setor de embarque

Um aviso do comandante surpreendeu os passageiros de um voo de Jeddah (Arábia Saudita), a Kuala Lumpur (Malásia), no domingo (10): “Nossa aeronave precisará voltar porque uma mãe, nossa passageira, esqueceu seu bebê na área de embarque”. Mas houve o final feliz. Acima, a foto da aeronave momentos antes da segunda decolagem, após a solução do incidente.