Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de abril de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 20).

Aluno é condenado à prisão perpétua por morte de professora



 Um adolescente britânico de 16 anos descrito como "psicótico" foi sentenciado à prisão perpétua por matar, sem demonstrar arrependimento, sua professora a facadas em um colégio em Leeds (norte) em abril passado.

Ann Maguire, uma professora de 61 anos do Corpus Christi Catholic College, foi morta em sala de aula a poucos meses de sua aposentadoria pelo estudante.

A tragédia provocou comoção no país e a imprensa dedicou longos artigos à mulher, apresentada como muito dedicada ao seu trabalho.

O primeiro-ministro David Cameron descreveu o caso como uma "terrível tragédia".

Condenado à prisão perpétua (a pena mínima possível seria de 20 ano), o assassino, que permaneceu impassível durante o anúncio da sentença, pode nunca ser libertado, explicou o juiz Peter Coulson ao citar a expertise psiquiátrica que indicava "características psicóticas".

O adolescente demonstrou "uma total e assustadora falta de remorso", ressaltou o juiz.

Meses antes do crime, no dia do Natal, o adolescente escreveu em seu Facebook que planejava "matar brutalmente a Sra. Maguire e passar o resto dos dias na prisão".

"Eu queria ser preso. Por isso a matei na escola", declarou ele a um psiquiatra judicial. “Sei que é bárbaro, mas sei também que é incrivelmente humano e instintivo" – arrematou.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas