Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 17).

Proibida a publicidade de "presunto natural" com atores nus



O órgão regulador de publicidade do Reino Unido - algo como o Conar brasileiro - proibiu ontem (26) um anúncio de presunto da empresa Kerry Foods, em que os atores aparecem nus. No entanto a nudez não foi o motivo determinante para a proibição.

Segundo o saite "Campaign Live", a publicidade foi barrada porque a empresa propagava que o presunto era "o único do Reino Unido feito com ingredientes 100% naturais".

O comercial de tevê é musicado e tem agradável cantoria. Não há cenas pornográficas nem eróticas, mas várias pessoas transitam nuas num parque muito verde.

A veiculação nos canais britânicos de tevê desde o domingo (21) causou 371 reclamações. A maioria dos queixosos alegou que a nudez no anúncio era "ofensiva". Outros consideraram que a publicidade era "inadequada para a veiculação na televisão, pois crianças poderiam vê-la".

Outras dez pessoas alegaram que a propaganda era "enganosa ao afirmar que o presunto era o único do Reino Unido com ingredientes 100% naturais".

O órgão regulador pesquisou outros produtos alimentos industrializados e constatou que vários outros fabricantes também produziam "presunto 100% natural". Foi decidido, então, vetar a veiculação do comercial, porque "ele passa uma enganosa mensagem de exclusividade, que não é verdadeira".

Veja as imagens


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas