Os touros campeƵes


Setembro de 2019, seis meses antes da pandemia, em plena Semana Farroupilha, um casal de meia idade, já às turras pelo decréscimo do calor conjugal,  visita uma feira agrícola na zona rural. É um belo domingo. Touros reprodutores estão sendo anunciados por um leiloeiro:

Eis aqui um belo espécime. Trata-se de um touro holandês que reproduziu 50 vezes no ano passado.

A mulher, de forma sutil cutuca seu marido e comenta:

- Eficiência apenas razoável. Média de quatro vezes por mês!

Vem o segundo leilão. O arguto leiloeiro oferece:

- Aqui está outro ótimo espécime. Uma maravilha de touro nelore. Fornicou 120 vezes no ano passado. O proprietário disponibiliza fotos de todos os momentos de cruza, caso alguém se interesse em ver...

A esposa então alfineta seu marido:

Interessante! Cerca de dez cópulas por mês!

O homem começa a ficar irritado com a comparação. Então, o terceiro touro é leiloado.

- E este recordista, touro da raça ´brahman´, importado dos Estados Unidos, reproduziu 365 vezes no ano passado! – proclama o leiloeiro.

A mulher cutuca o braço do seu marido e provoca:

Compara bem e avalia! Uma vez por dia, todos os dias do ano!

O homem, já irritado, fala alto, sem se preocupar com que os circunstantes escutem:

- Mas seguramente todas as 365 vezes não foram com a mesma vaca!

Duas semanas depois ingressa a ação de divórcio consensual do casal. Os ex-consortes agora moram em cidades gaúchas próximas. Ambos reconstruíram suas vidas conjugais e trabalham - atualmente, cada um por si - justamente com criação e venda de gado.

Não há detalhes sobre o desempenho dos renovados espécimes humanos. Nem dos recém-nascidos espécimes animais.