Futuro ou passado: ser o presente é uma questão de escolha


On / Off

Em Xangai, na última terça-feira (20.4) foi projetado - através de drones de diversos modelos e tipos -  um QR Code gigante, por meio do qual milhares de pessoas nas ruas, ou em suas casas, puderam baixar um jogo que estava sendo lançado. Mais do que apenas imaginar o futuro da publicidade no mercado, temos que esta realidade já existe e se torna presente no direito em diversos aspectos.

Como assim? Primeiro, vamos esclarecer alguns termos técnicos.

QR Code: uma imagem em formato bem peculiar que permite redirecionar a um saite, arquivo, contato ou outro elemento através da internet, utilizando apenas a câmera do celular.

Legal Design: processo de mudança de mindset na seara jurídica que utiliza técnicas de visual law para tornar o trabalho mais atrativo e simplificado visualmente.

Visual law: série de técnicas que fazem mais visuais documentos que, antes, eram apenas de texto.

E diante destes detalhes, assinalo que o Legal Design existe desde meados de 2010, e vem sendo utilizado com mais força a partir de 2019 no universo jurídico.

E na visão da advocacia, o que pode ser útil? Utilizar QR Code em petições para remeter a vídeos no YouTube de forma a fazer memoriais, informações, explicativos - enfim, produzir de forma efetiva com mais clareza o que pretende dizer ao Judiciário.

Colocar QR Codes em petições já é um início, mas que tal pensar em modificar o seu contrato de honorários para torná-lo mais simples, objetivo, compreensível ao cliente? São atitudes como estas que podem fazer a diferença entre o passado e o futuro, agora no presente.

Estabeleça o que quer agora para estruturar e transformar o seu presente no futuro. Temos preceitos dos Códigos de Ética mudando e com ele novidades que vão alicerçar mais fortemente redes sociais, entre elas YouTube.

Ficar no passado pode ser um fardo para o seu negócio no futuro.

#PenseNisto

#AjaAgora

PS - Coloco o meu endereço de e-mail à disposição dos leitores. Comentários, sugestões etc. serão bem-vindos: gustavo@gustavorocha.com