Barulho na madrugada cria rota de choque de artista famosa com vizinhos endinheirados


  A jovem vizinha Larissa

Rendendo incontáveis ações judiciais e frequentes registros jornalísticos, os direitos de vizinhança voltam à pauta. Eles estão na necessidade de haver constante verificação do(a) cidadão(ã) na utilização do seu imóvel para que não ultrapasse os limites físicos e morais que afetem o direito de um terceiro.

No Rio de Janeiro um incidente sonoro entre vizinhos está rendendo a atenção da mídia carioca. Na Barra da Tijuca, alguns milionários moradores do valorizado Condomínio Mansões se desavieram com a condômina Larissa de Macedo Machado. Ela fez, no domingo (1º), uma festança que varou a madrugada.

Consta que “apesar de inúmeros pedidos para que o som fosse diminuído”, a vizinha “deixou a música tocando nas alturas, tendo respondido que estava em sua casa e que como tal, faz o que quiser” (sic).

Na manifestação formal do condomínio, enviada à causadora do barulho, há uma frase sutil: “Notificamos V.S. para que tal fato não se repita, a fim de evitarmos multas e ações judiciais, que por certo – sendo V.S. uma figura pública – acabarão repercutindo na imprensa”.

Repercutiu!...

É que a rica vizinha Larissa de Macedo Machado, jovem (26 de idade), é ninguém menos do que a famosa cantora que usa o pseudônimo artístico de Anitta.

•  O jovem vizinho André

Parecido foi o incidente havido entre o contestado André Felipe Ribeiro de Souza (29 de idade) e seus vizinhos, por barulhos e outros quejandos que o contestado atleta promoveu em setembro no condomínio em que mora. A direção do clube deu prazo imediato para o fim à zoeira. Houve solução.

O problema insolucionável é que o centro-avante que não deu certo tem contrato com o Grêmio até setembro de 2021.

Alguém vai querer?

• Quatro perguntas sobre o mercado jurídico brasileiro

O Espaço Vital, em enquete, quer saber a opinião dos leitores. Entre outras, duas perguntas principais: 1) Qual o diferencial que um sistema de gestão precisa apresentar? 2) O que mais lhe agrada no EV? Nossos agradecimentos antecipados a quem nos disponibilizar dois minutos de seu precioso tempo. (Clique aqui para ler o formulário).

   Outros exames

A revista Exame mudou, ontem, oficialmente de comando. Sai da Editora Abril, onde era editada desde 1967, e vai para as mãos do BTG Pactual.

O boss é o empresário, banqueiro e ambientalista André Esteves.

  O poderoso Chiquinho

O partido Avante escolheu com estratégias o representante do partido na comissão instalada na quarta-feira (4), na Câmara, para debater a PEC da prisão em segunda instância. Será o notório deputado Chiquinho Brazão.

Eleito pelo Rio de Janeiro, e citado na CPI das Milícias da Assembleia Legislativa fluminense, Chiquinho é irmão de Domingos Brazão.

Domingos é investigado por suposto envolvimento nos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes.

  Quem são os 25? (1)

O deputado Alexandre Frota diz que “evita fazer planejamentos na política desde a sua expulsão do PSL”. Mas já está de olho em 2022. Avalia que se a eleição fosse agora, teria grandes chances numa cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo, em vez de se candidatar a deputado federal novamente.

“Eu sairia desta confusão aqui da Câmara Federal, lugar em que 25 mandam em tudo, e partiria para outra, menor. Eu pararia de só apertar botões de votação e ficaria mais perto da minha família” – diz ele.

  Quem são os 25? (2)

Frota não nominou quem são os 25. Mas, um deles – imagina-se - deve ser Rodrigo Maia!

Quem se habilita a palpitar a lista dos demais 24?