Vândalos impunes e a IVI sob nova direção


No último Gre-Nal teve até foguete jogado contra helicóptero da Brigada Militar. Muitas ocorrências. Acordos. Detenções. Proibições.

Tenho profunda empatia com os responsáveis pelo Juizado do Torcedor. Deve ser muito difícil lidar com bárbaros. Gente que sai de casa para brigar, esculhambar, atirar foguete, ofender pessoas, brigar e quejandos.

Tem muito reincidente. Que volta... Mas ninguém fica sabendo quem são os bárbaros. Devia haver uma lista pública dos valentões.

Minha pergunta para os juízes e promotores do Juizados do Torcedor: qual seria o direito de sigilo ou privacidade dos tais torcedores vândalos? Minha pergunta é sincera. Quero saber por que um sujeito que furta tem seu nome jogado aos leões, e um vândalo que vai ao estádio esculhambar e é pego tem seu nome preservado?

Seriam os tais processos em segredo de justiça? Enfim, posso estar sem todas as informações. Agora, que essa de jogar foguete em helicóptero é demais, ah, isso é. É quase um ato terrorista.

No mais, seguimos. Preocupa-me a IVI – Imprensa Vermelha Isenta fazendo campanha para a renovação de contratos de bruxinhos gremistas. Qual a razão da página em Zero Hora para endeusar Rômulo, que não jogou nada até hoje e fez esse gol de sorte no Gre-Nal? Querem que ele fique? Fora outros bruxinhos... Essa IVI...

Tem um código para entender a IVI. É só fazer o contrário. Se eles elogiam um jogador de forma veemente, tem só duas opções. Primeira: querem colocar máscara no jogador; segunda: ele é ruim e a IVI quer que fique. Tertius non datur.

A IVI é óbvia demais O novo dirigente do esporte da IVI da Ipiranga – Thiago Cirqueira - se notabilizou em fazer post nas redes ironizando o Grêmio.

Imaginem como ele tratará da divisão das coberturas de Grêmio e Inter. IVI sendo IVI. O cara sequer se deu ao trabalho de apagar posts como...

“Arena sustentável – lágrimas dos gremistas
presentes serão reutilizadas para irrigação
do gramado pelos próximos seis meses”.

Que tal, torcida gremista?... (Pedi ao editor do EV para salientar bem a repetição dessa pérola criada pelo novo comandante isento da IVI da Avenida Ipiranga).

Preparem-se! Ah: já começou... Manchete de ZH ontem: “Inter na Libertadores”.

A Pré virou Libertadores. IVI. Ponto!

Mas sempre aparecerá um gremista chapa branca que dirá: “Ah, isso de IVI não existe”. Eu concordo. IVI é como chifre. É coisa que alguém põe em sua cabeça...

Bom, basta ver como a IVI está cobrindo o escândalo da má gestão do Inter. E basta ver o modo como a IVI tratou da doação do Estado (da viúva) ao Inter da área de mais de 80 hectares. Mais de uma quadra sesmaria de campo. Custa – disse-me uma autoridade – 20 vezes mais que a contrapartida. Bueno, talvez me faltem informações. Se foi um bom negócio para o Estado e para a sociedade, peço desculpas.

Mas, que jornalismo é esse que passa a mão por cima disso tudo, sem uma accountability? O Estado vendendo até a geladeira e ao mesmo tempo doa mais de uma quadra sesmaria de campo para um clube de futebol. Doou bem, ou mal? Enfim ...

Hum, hum…