Você conhece a inteligência artificial que ajudará na solução dos casos de violência


Se não conhece, deveria conhecer. No Brasil, a cada dois segundos uma mulher é vítima de violência física ou verbal. Isto mesmo: enquanto você lia este parágrafo, pelo menos duas mulheres foram agredidas em território brasileiro (imagine isto globalmente?!)

Este é um fator que leva muitos profissionais a trabalhar nas áreas de família (jurídica e social), além de trabalhos voluntários, ou não, para coibir, ensinar, educar, precaver e quiçá prever com o escopo claro de diminuir esta violência descabida e de proporções épicas.

E a tecnologia pode ajudar! Como assim?

Diante destes fatos a Câmara de Deputados, por meio da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e idealizado por Cristina Castro-Lucas, professora da Universidade de Brasília lançou o Projeto Glória, uma inteligência artificial que ajudará na solução dos casos de violência, sem perder o anonimato.

Por meio de experiências de interatividade com uso de inteligência artificial, os usuários poderão vivenciar comportamentos e atitudes de uma pessoa real. A inteligência artificial Glória entenderá os fatos abordados e identificará soluções para a quebra do ciclo de violência contra mulheres e meninas.

A inteligência artificial irá aprender com os relatos, mapear e entregar aos órgãos informações mais detalhadas sobre os fatos, além de aprender com as experiências (?!) dos usuários, para ofertar soluções mais claras, detalhadas e úteis a cada caso relatado.

Precisamos conhecer a tecnologia disponível e fazer melhor uso dela, sempre!

Quer conhecer mais sobre a Glória? Pesquise o termo “Eu sou a Gloria” e encontrará nas redes sociais os canais de atendimento. Breve mais detalhes.

----------
gustavo@gustavorocha.com