Elogiáveis relações entre advogado e juiz


Em Boa Vista (RR), o advogado Roberto Guedes de Amorim foi sincero ao justificar, por petição, sua ausência a uma audiência em ação penal, designada para 29 de maio, na 1ª Vara Federal dali.

Desculpando-se e sendo claro, escreveu: “Poderia alegar doença, viagem e dezenas de outros motivos; entretanto, pelo respeito que devoto ao douto magistrado, informo respeitosamente que esqueci completamente”.

O juiz Helder Girão Barreto agiu com distinção no despacho: “A ausência do advogado à audiência causou preocupação, pois Sua Excelência nunca faltara e sempre fora pontual. Aliás, a sinceridade do advogado Roberto Guedes não me surpreende, pois conheço sua conduta profissional íntegra e cavalheiresca há quase duas décadas. Que seu exemplo sirva às novas gerações de advogados! Justificativa aceita com minhas homenagens”. (Proc. nº 6486-89.2013.4.01.4200).

Poderia ser sempre assim, Brasil afora, em todas as varas e tribunais.

Mas não é – infelizmente.